A alma que habita a casa.


Não é a casa que abriga o homem, é a casa que abriga as nossas emoções. Dentro da casa sentimos as emoções mais genuínas. Longe da casa, as nossas "Vontades" não devem ser levadas tão em consideração. Dentro da casa, podemos andar pelados, dentro da casa podemos falar alto, dentro da casa podemos chorar ou rir alto... a nossa casa.

Vontade de retornar a casa... quem teve uma casa cheia de lembranças sabe o que é isso. Ou quem foi adolescente... Eu não quero retornar àquela casa... ela me trouxe tristezas. No amadurecimento... Eu quero retornar àquela casa... foi lá que vivi os momentos mais verdadeiros da minha vida.

A minha casa... todos querem ter a sua casa, se ainda não a tem. Sim, a casa... tudo gira em torno da casa quando você a tem. Se morrer, vai deixar para quem? Enquanto isso, que ela seja viva e vivida. Vamos deixar as portas abertas ou vamos fechar as janelas? Tem casa que não gosta da poeira que o vento trás ou dos barulhos da vizinhança. Tem casa que não gosta de ser invadida.

Tem casa invadida pelo namoro dos gatos que entram pela janela sem permissão ou pelas folhas das árvores que voam, por gritos de pássaros que ressoam, pelos "bentivis" gritando no telhado. Eu te vi, eu bem-te-vi! Sua Bruxa do 71.

A casa muda se tem criança. Alguns dizem que criança dá vida a casa. Será? Ou será que é a casa que dá vida a criança? Tem casa que deixa criança "branquinha", xaropinha e cheia de doencinhas. Tem casa solar, que deixa criança rebolar e rinite não tem lugar!

Toda casa tem alma. Toda alma tem casa. Em toda casa habita almas que possuem casas. Nem sempre a casa da alma está habitando a casa e tem gente atrás de sua alma. A alma que ficou em outra casa ou uma alma que se perdeu em várias casas.

Na verdade, não importa onde a alma esteja, o importante é que ela volte para casa.
------------
Santiago me fez chorar, me fez rir, me fez pensar... Santiago foi um excêntrico, um dedicado com mãos de maestro... um coração que se dedica sabe guardar segredos. Mesmo um coração dedicado, tem seu "The end".

A vida não faz mesmo muito sentido...

68 comentários :

  1. Luma querida, lindas palavras..linda reflexão..uma casa sem alma torna-se uma casa sem vida, sem energia..super bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoas sem vida, tornam a casa vazia! Beijus,

      Eliminar
  2. Muito lindo e as casas ficam impregnadas do que nelas é vivido...Gosto delas com sol, luz, amor e crianças e cachorros... Casa com jeito de casa e não exposição de móveis. Casa com sofá bagunçado , brinquedos onde menos se espera...rs

    beijos,lindo dia!chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, a casa muda de humor conforme a luz entra para dentro dela :)

      Eliminar
  3. Seu texto me fez chorar porque tive que deixar minha alma em outra casa, que ainda me espera e que à noite sonha comigo e eu com ela.Não sei se você sabe mas as casas também sabem sonhar, com moradores felizes e quentinhos, cães alegres e peludos, cheiro de cebola refogando, vasos com flores...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é bem triste mesmo!! Deixar a alma para trás não é certo, como também deixar a casa sozinha. Qual o conserto?

      Eliminar
  4. Minha casa nem é mais minha casa: a idade veio e ela passou a ser a casa da minha mãe, mas ainda gosto muito dela, sempre tenho pensamentos bons quando nela penso...

    Grande beijo ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Casa da mãe é o nosso porto seguro!! Aproveite enquanto tem! Beijus,

      Eliminar
  5. Oi Luma... Muito a se refletir.

    Acho que a nossa casa por mais simples que seja e nosso porto seguro.

    Parabens pelo belo texto!!

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, MA!! A nossa casa podemos fazer o que quisermos conforme a nossa vontade. Em nossas casas somos reis ou rainhas. Beijus,

      Eliminar
  6. Gosto da casa que trás boas recordações.
    Seria o Lar Doce Lar, mas mesmo sendo assim há os momentos tristes.
    Luma bom dia!
    Xeros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A casa reflete a nossa alma. Conhecemos uma pessoa pelo modo que cuida de sua casa. Xeros pra ti, Ana Karla!!

      Eliminar
  7. Estou batalhando pra construir a minha, e sim vai ser cheia de sonhos, de histórias, de almas! Porque é lá que pretendo montar minha família, receber meus amigos.

    Hoje, a casa que moro também é aconchegante e guarda muitos momentos bons e inesquecíveis :)

    Não tenho nenhuma casa que queira voltar um dia... A que eu cresci nem existe mais, então vou fazer história com a minha rs

    Beijo Luma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jaque, quando mais nova é a nossa relação com a casa, mais sonhos temos. Nem sempre os sonhos são com a casa e sim com a nossa vida. Nos enchemos de ansiedade por um futuro de paz, compreensão e alegria.
      Sua história só está começando e fico feliz porque vejo que a está construindo sob bases sólidas.
      Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar
  8. A casa será o que fizermos dela.
    Boas energias e bons momentos dentro dela formarão a sua alma.

    Daniel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A casa é o que somos. Tudo depende do agora e não do que iremos fazer. Beijus,

      Eliminar
  9. Oi, Luma!

    A nossa casa, independente de sua estrutura, é o lugar que nos acolhe e aconchega, e onde podemos ser nós mesmos, sem disfarces, sem convencionalismos. Ela tem alma sim,pois que está impregnada das nossas mais caras emoções, de nossos sonhos, projetos, e também realizações. É o nosso lugarzinho de conforto, de segurança, e onde podemos encontrar todos os símbolos que representam um pouco do que vai na alma de cada um que lá habita.

    Ótimo texto.

    Beijos, amiga
    Socorro Melo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Socorro, é isso mesmo o que sinto!!
      Obrigada!!
      Beijus,

      Eliminar
  10. Oi Luma!
    Santiago deve ser muito emocionante mesmo. Um olhar de muita sensibilidade ao lar que habita em nós, que evoca lembranças, que é conforto, por seguro. A casa para mim é isso um refúgio de paz embora viva tempestades, um porto seguro embora viva altos e baixos.
    Beijinhos e tudo de bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assisti 4 vezes seguidas. Impressionante a força de vontade em aprender e tentar encontrar a perfeição. Difícil encontrar inocência e sabedoria em uma única pessoa.
      Santiago assumiu uma casa que não era sua e fez dela o seu principal motivo para viver! Adoração, servidão, tudo junto e misturado!! Beijus,

      Eliminar
  11. Minha casa, minha vida, meu lar...
    O importante é a alma voltar para casa.
    Beijos,
    Élys.

    ResponderEliminar
  12. Oi Luma!
    As casas são encantadas. Nós encantamos as casas com nossos desejos, sonhos e fantasias.
    Ah, e o melhor de tudo isto. Não precisam ser reais...

    Beijos.
    Bom fim de semana.
    Anny

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, a casa pode ter alma guardada dentro da casa dos nossos sonhos. Nada impede a nossa imaginação.
      Bom fim de semana!!

      Eliminar
  13. Oi Luma, é a Vi, casa solar,casa invadida pelo namoro dos gatos,casa com historia, assim é minha casa.
    Muito legal o texto.
    Beijos,Vi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, Pepa!! A gente vive para ser feliz!! Infelicidade é só para os infelizes :) Beijus,

      Eliminar
  14. Por isso a casa possui telhado. Este não deixa fugir a alma daquela casa... nem a Lua que não entra pela porta; somente entra pela janela.
    Mas o pensamento entra e sai livremente... como é complexo (num conjunto de imagens recalcadas referentes ao mesmo impulso inconsciente).
    problemas vários têm-me impedido de actualizar o blog (apesar de ter mais de trezentos posts prontos).
    O do dia 15, (Questionamento), já está pronto a sair e "agendado". Sairá ás 00,00 horas do Brasil (4 da madrugada nesta "margem do grande rio" - o Atlântico).
    É tudo.
    Um resto de semana com todas as alegrias que a vida lhe possa proporcionar (com saúde, que é imprescindível).
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quer dizer que o telhado não deixa a alma fugir da casa? Será que se dormimos debaixo das estrelas, a nossa alma voará pelo céu?
      Tudo é muito complexo. O pensamento é livre, mas a alma vive aprisionada a um corpo.
      Xistosa, eu compreendo! Também não consigo acompanhar o rítmo da blogosfera. O pessoal posta todo dia e todo dia comenta desenfreadamente... onde será que arrumam tempo. Não dormem certamente :)
      A fase do "Amor aos pedaços" agora é "Reintegração", unindo todas as fases do amor em uma grande festa!!
      Saúde para você também meu amigo!! Beijus,

      Eliminar
  15. Boa noite querida.
    "A casa de minha alma respira
    a alma que vive em outra casa;
    As paredes tem ouvidos e as janelas
    querem que eu fuja pulando-as, saindo
    pra fora...O telhado, nos dias de chuva,
    fica me atormentando com seus pling e plongs.
    Os passaros me chamam para voar com eles e
    assim, abandonar minha casa, gaiola. Mas o que me deixa muito feliz e de alma lavada, é receber todo dia logo cedo a visita do querido Astro Rei o SOL e depois no final do dia, o brilho intenso da querida LUA! Minha alma nesses momentos se acalma e não me pede para mudar de casa...Abraços e me empolguei, sou assim...bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, Simone!!
      Ah, você fez um poema!! Que coisa linda!!
      Obrigada!!
      Beijus,

      Eliminar
  16. É Luma tem um velho ditado que conheço que diz" a casa por mais simples que seja é sempre o castelo de quem habita nela.
    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma frase certeira, Francys!! Acredito piamente nessa frase!
      Beijus,

      Eliminar
  17. Oi Luma

    Toda alma precisa de abrigo, o mundo é muito grande para abrigar, a casa tem a medida exata.

    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, precisamos sentir os braços da casa - suas paredes - a nos aconchegar!!
      Beijus,

      Eliminar
  18. Luma que texto incrível!!!
    Eu acredito que a nossa casa é sempre um lugar onde temos paz,tranquilidade,é onde passamos bons momentos de nossa vida,é onde o mundo lá fora e os seus problemas não nos afetam tanto,onde paramos para pensar na vida.
    Enfim,a nossa casa é o lugar que nos acolhe.
    Abração,um ótimo fim de semana,=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bons ou ruins, os sentimentos ficam mais fluidos na casa. Fora dela, muitas vezes temos que nos conter.
      Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar
  19. "A vida não faz mesmo muito sentido..." O único sentido da vida é vivê-la e não assistir enquanto ela passa! Texto maravilhosamente bem escrito! Parabéns!
    Uma sexta-feira abençoada!
    Um final de semana iluminado!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vida não faz mesmo muito sentido... vivemos tudo e ao mesmo tempo, para que serve tanta vivência? Quem tem para quem passar, ótimo! Mas quem não tem, como o Santiago, a vida se acabou! Ensinamentos foram enterrados juntos com ele. O que acho legal do documentário é a tentativa de resgatar essa vida e dar sentido à ela. Beijus,

      Eliminar
  20. Menina! Uau! Que maravilha, hein?! Parabéns!
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderEliminar
  21. Lindo!!!
    Me fez pensar refletir...
    Ontem, esperando a hora de voltar para casa, morrendo de cansaço e vontade louca de me trocar e me esparramar no sofá, comer, beber, ir ao banheiro, mas... em casa. Mesmo com os problemas, é em casa que relaxo, e isso porque é "minha casa", onde moro e estão "minhas coisas". Se fosse outra, mesmo mais confortável, já não seria a mesma coisa. A nossa casa nem precisa ser própria, pode ser alugada, emprestada, mas é o cantinho que vivemos nesse mundo enorme, nosso ninho e pouso, mesmo que temporário, por isso tão importante.
    Beijinho, querida Luma...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meri, Tem aquela música que diz "Tinha de ser com você". A relação com a casa é tão íntima, que tem que ser com ela. Independente se própria ou alugada, basta que ela tenha dentro dela, a alma dos habitantes. Beijus,

      Eliminar
  22. Ótimo p se refletir, mas péssimo por me lembrar da falta de casa e de td que ela representa!!!

    Beijos saltitantes
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  23. Realmente, a casa tem alma, por mais que isso possa ser vago. Quando me mudei para a minha, onde vivo há 28 anos, custei a me acostumar, não quis bem a uma casa que já tinha sido habitada. Tenho até um historinha sobre isso, um dia conto, no blog.
    Quando minha filha ia se casar, fiz de tudo para que comprasse algo novo, que nunca tivesse sido habitado. Assim o fêz. Agora, tornei a comprar uma casa que já foi habitada, onde a outra filha mora, e sinto-me incomodada com ela...
    Com a minha, custei a dar vida a ela, nem foi no sentido de modificá-la, enfeitá-la, mas custei a sentí-la minha mesmo...
    Não sei se foi isso que quis passar (vc), mas amei o texto. Continua me dando ideia de nostalgia nesse seu coraçãozinho.
    Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha mãe dizia que o povo mais antigo, antes de se mudarem para uma casa, mandava o padre dar a benção no lar. Não sei se é católica, mas se sentia isso, bem podia testar com o padre :)
      Ando um pouco nostalgica sim. Saudades da minha mamã.
      Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar
  24. Bacana demaiiisss sua casa! Aliás é bem assim...ela traduz nossa personalidade e há um teste gráfico (HTP= house, tree and person) utilizado pelos psicólogos que traduz bem a nossa casa interior. Luma, tô querendo uma palavra sua. Dá uma passada lá no divã que vai entender... Sei que você tem muiiiiitas!
    Beijuuss, amaaada, n.a.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabia desse teste, Regina!! Deve ser bem bacana!!
      Vou lá!!
      Beijus,

      Eliminar
  25. Luma
    Eu gostei de todas as casas onde morei . Sinto que todas elas tinham uma alma e algo pra mim dizer.
    com carinho MOnica
    Gostei de saber que a sobrinha de Jorge Amado é blogueira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que felicidade, Moniquinha!!
      Eu sinto saudades de muitas casas que morei, de cada uma guardei um sentimento de saudade diferente. Ficaria bem triste se visse alguma demolida. Ainda bem que estão todas em pé!
      Beijus,

      Eliminar
  26. Lindo, sensível e tocante...amei o post!
    Beijos,
    Selma.

    ResponderEliminar
  27. A ode a casa foi um momento de inspiração impulsionado pelo ser viajante que a Luma é? Ah, que importa... Deixa pra lá, o que vale é a inspiração :)

    Sem dúvida a criança é quem enche a casa de alegria. Todos os méritos à ela, um ser bruto, despido da malícia e com uma alegria rotineira, a não ser quando são assombradas por adultos doentes.

    Há também gente tão bem humorada e com tanta energia positiva que é como se tivesse alma de criança. Meu pai é assim, a casa dele provoca risos. Só que, diferente das crianças, adulto nenhum consegue manter o estado de alegria rotineiramente. Enquanto no adulto é uma face, na criança é a plenitude.

    Bom findi Luma. Aqui o tempo tá bom. Bom nada, ótEmo!

    Michelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Michelle! Cada viagem deixo um pedacinho meu e trago outro renovado! Uma reciclagem... assim como são as casas que já moramos, sempre deixamos um pedacinho para trás.
      Seu pai deve ser uma pessoa ótima!!
      Bom fim de semana de comemorações!!
      Beijus,

      Eliminar
  28. Luma,a alma de uma casa são seus moradores!Acredito que as paredes ficam impregnadas de energias!Belo texto!bjs e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Anne!! E também tem parede que fala!! :)

      Eliminar
  29. LUMA QUERIDA QUE TEXTO MAIS LINDO! SEMPRE ME CHAMOU ATENÇÃO E ATÉ EMOÇÃO QUANDO PASSO POR UMA CASA EM RUÍNAS, FICO A IMAGINAR QUEM A HABITOU, SE FORAM FELIZES, QUANTOS CASAMENTOS HOUVE OU MESMO QUANTOS NASCERAM OU QUANTOS ENTES QUERIDOS SE FORAM.QUE HISTÓRIA AQUELA CASA TEM PARA NOS CONTAR.
    QUANDO JÁ MOCINHA EU FICAVA A OBSERVAR AQUELA CASA E IMAGINAR , PRECISAVA A MINHA MÃE ME CHAMAR PARA EU ACOMPANHA-LA , AINDA HOJE EU AINDA SINTO CERTA TRISTEZA QUANDO PASSO POR UMA CASA EM RUINAS.UM FINAL DE SEMANA BEM LEGAL PARA VC, E UM ABRAÇO DA CELINA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que triste, não é? Acabei de comentar acima que não gostaria de ver uma casa em que morei destruída.
      Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar
  30. Que emocionante, Luma, vc é incrivel em nos tocar o coração, obrigada e pelo carinho tb, adorei sua visitinha, bjos, flor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Eva!!
      Ah, me ature!! :) Beijus,

      Eliminar
  31. Quando jovem, me chamavam "Cigano". Vivia mudando e mudando, jamais tive raizes. Hoje sinto falta de todas as casas onde vivi. Sinto falta da casa que não tive.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alan, todas as casas, por mais que você diga que não teve apego, estão em você. Foram dias vividos gravados em sua alma. Por mais que você tenha andado como um cigano, a casa está em você.
      Beijus,

      Eliminar
  32. Como disse a Chica: as casas ficam impregnadas daquilo que nelas é vivido... mas tem muita gente que esquece de cuidar da casa pra ficar dizendo que não há jeito algum de construir nos terrenos por ai...

    lindo!
    ótimo final de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem jeito sim :) Pra tudo dá-se um jeito! Construir a casa que está dentro de nós é trabalhoso, mas a satisfação é grande!!
      Bom fim de semana para você também!! Beijus,

      Eliminar
  33. Gostei muito.
    Lido, indicado e compartilhado.
    Um abraço Luma.

    ResponderEliminar
  34. Esse seu post me fez lembrar um antigo texto escrito há tempos onde eu falava justamente da casa vazia e da ilusão de um lugar que um dia foi seu. Eu não sei o que da cor a um lugar. Acho que uma casa e composta por elementos vários e cada elemento tem o seu brilho e a sua cor. Eu por exemplo, não consigo conceber uma casa sem varanda. Bacio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tendência é reproduzirmos no lugar onde moramos, o aconchego que sentimos em um lugar do passado. Ontem instalei uma rede em casa, porque nunca tinha tido uma rede nas casas que morei e lembrava com saudade de uma rede no terraço da casa da minha mãe. Nela tive momentos de descanso e alegria, pois era ali que descansava fazendo as minhas leituras. Como ficava em um terraço, nas pausas da leitura, ficava admirando o céu. Então, agora tenho um terraço com rede para chamar de meu e vamos ver se consigo reproduzir aquele momento tão caro. Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor