Não dê abrigo ao inimigo

Quando alguns leitores desse blogue souberam da minha dengue, passei a receber emails com votos de melhora e outros, bem engraçadinhos! A piada recorrente foi em relação à "moita" (cabeçalho), que não é moita e sim uma floresta. Bem, ao contrário do que a maioria pensa, o perigo mora mais perto, principalmente quando procuramos sombra e água fresca. Olha o terrorismo! Antes fosse...

dengue
Os conceitos devem ser reavaliados, principalmente para aqueles que associam algumas doenças aos países tropicais. Países europeus já apresentam casos de dengue e praticamente 1/3 da população mundial vive em áreas em que pode entrar em contato com o Aedes aegypti. Essa área de atuação do mosquito, dobrará na próxima década e de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) em 2085, metade da população mundial estará em risco de contrair a doença que pode levar ao óbito.

A Holanda, em 2010 recebeu um carregamento de mosquitos quando importou pneus dos EUA e no mês seguinte à ocorrência, a França detectou o primeiro caso de dengue em um paciente que não tinha viajado para fora do país. Um outro mosquito, o Aedes albopictus, apareceu na Itália no mesmo tempo. Esse mosquito é primo do Aedes aegypti e provoca a febre Chikungunya, que tem como sintoma dores articulares principalmente nas mãos e pés por vários meses. Por sua vez, tivemos no Brasil, os primeiros casos de febre Chikungunya em Novembro de 2010.

O aquecimento global é acusado como o maior propagador da doença, perdendo somente para a globalização, onde o indivíduo contaminado leva o vírus para um país não preparado para tratar a doença.

Na ilha da Madeira em Portugal, estão combatendo o mosquito que provoca a Drosophila Malanogaster (mosca da fruta) com a produção em laboratório de machos estéreis que ao serem libertados, acasalarão com fêmeas que não terão descendentes. Essa poderia ser uma saída para o combate ao mosquito Aedes aegypti.

Políticas de saúde eficientes podem evitar as doenças, mesmo com as mudanças climáticas.

dengue
O governo tem veiculado informações para a população mudar seus hábitos, entre os blogues, sites, portais, etc.. tem muita informação também. Agentes de saúde estão na rua? A dengue só avança. Faço a minha parte, mas o meu vizinho não faz. Teremos que ser fiscais.

Na minha visão, não existe planta na natureza que seja foco de dengue, até por causa dos predadores. Em casa, porém, é preciso cuidar do ambiente. Usamos água com cloro, mas ele evapora em 72 horas. Então, todos os pratinhos, e as plantas, podem ser foco de dengue. Em relação às bromélias e espadas de São Jorge, podemos colocar uma pitada de húmus de minhoca, mas sem exagerar. Isso também serve como adubo.

A primeira vítima do vírus da dengue é o próprio Aedes aegypti. Um estudo da Fiocruz mostra que a expectativa de vida do inseto é reduzida significativamente quando ocorre sua infecção, se reproduz menos e muda radicalmente seu comportamento, aumentando a sua locomoção em 50%. Ele pode então, distribuir por mais tempo os seus ovos além do amanhecer e anoitecer.

O Aedes ao contrário de outros insetos, distribui seus ovos por vários lugares e uma desova pode ter 200 ovos. Além do mais, evita locais de alta circulação de predadores e procura abrigo do sol perto das casas. Por isso, os maiores infectados são donas de casa e crianças.

O sangue humano é fundamental para o mosquito dar continuidade à espécie. A fêmea o suga para disparar mecanismos hormonais que desenvolverão seus ovos. Enquanto ela não estiver repleta de sangue, não poderá ter sua cria. Por isso, se alguém espantar o Aedes no meio desse processo, ele vai procurar outra vítima. Isso explica porque uma família pode ser infectada junto por um mesmo inseto. Você vai-me perguntar, mas pode ter dois insetos infectando o mesmo espaço? Não. Eles brigam entre si por espaço. As fêmeas espantantam suas rivais com as patas.

Tenho muitas informações que não são curiosidades, como a exposta anteriormente. Essas informações, servem para entender os hábitos dos insetos. Por exemplo, manter a casa fechada e abri-la somente quando o sol começa a esquentar um pouco e o mesmo para quando entardecer; Antes que o sol esfrie, feche a casa. Não adianta exagerar no uso de inseticidas, porque eles não estão mais fazendo efeitos - Veja o vídeo da recente reportagem do Jornal Hoje - é assustador!

A epidemia não está controlada e pessoas estão morrendo em consequência da doença. Mente o governo quando diz que o número de casos tem diminuído. Pode ser que agora diminua com o verão indo embora, mas e quando chegar o verão novamente? Os ovos podem ficar adormecidos até a temperatura se elevar e por uma ano. Você sabia?

Isso poderia não estar acontecendo, se o Brasil tivesse mantido o combate ao Aedes que, em 1955, resultou em sua erradicação. À época, o que mais preocupava o país era a febre amarela - embora epidemias de dengue já fossem documentadas por aqui desde o século XIX.

Os anos 70 marcam a nova invasão do mosquito, graças ao afrouxamento da vigilância sanitária. De lá pra cá, a população de mosquitos só têm aumentado e o governo continua empurrando a responsabilidade para o povo. A população não tem acesso ao inseticida que são colocados nas casas pelos agentes de saúde e estes são em número reduzido. Fumacê? Ninguém vê.

Em tempo:
  • A notificação de casos de doença epidemiológica é obrigatória no Brasil e regulamentada pela portaria 2.472/2010.
  • A Leci Irene do blogue "Entre uma sandes e uma sandice" publicou um modo simples de confeccionar armadilhas para caçar mosquitos e pernilongos. Vamos nos movimentar! Veja como é fácil! Vamos acabar com os mosquitos?
Outros textos publicados no Luz sobre a dengue:Leia a excelente crônica "O Matador", escrita por Socorro Melo do blogue "Seguindo minhas pegadas".

56 comentários :

  1. Oi Luma excelente matéria. Esclarecedora, importante para a conscientização do que é essa maldita doença. Tb tive e fiquei gravemente doente. A minha foi severa. Que bom que vc já está melhor. Mas eu nunca mais abri mão do repelente e pareço uma agente de saúde olhando tudo À volta e me metendo para q as pessoas tenham cuidado.
    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não uso repelente industrializado porque tenho alergia, mas uso um preparado de lysoform com gotinhas de óleo Johnson que faz o mesmo efeito e não tem cheiro.
      Não sei quando fui picada, mas não durmo com repelente, então pode ter sido pela manhã quando saio para a aula de natação.
      Já é a segunda vez que contraio a maledita e como passo muito tempo dentro d'água é quase impossível controlar com repelentes. Morte aos mosquitos!! Está fazendo a sua parte, Marcela!!
      Feliz dia!!

      Eliminar
  2. Essa é uma campanha que deve ser feita aqui, no meu vizinho, na casa ao lado, TODOS. Senão estamos à mercê!!! beijos,fica bem,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Chica!! Agora com a notícia de que os ovinhos se desenvolvem até em água limpa, como fazer com a piscina do vizinho?

      Eliminar
  3. Muito bem explicado seu texto, Luma! Pena que as pessoas não tenham se conscientizado nesta luta.Vou compartilhar no face...Paz e bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Bel!! Paz e bem para você também!! Beijus,

      Eliminar
  4. Olá, queria Luma
    Eu já tive também e meu filho teve a hemorrágica com as plaquetas lá no chão... foi terrível!!!
    Estimo as suas melhoras e vc vai sair dessa logo, se Deus quiser!!!
    Em prece por vc, amiga...
    Bjm de paz e saúde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me fale em hemorrágica!! Acho que estou longe disso, mas já é a segunda vez... Obrigada pelas preces, aceito de bom grado :) Beijus,

      Eliminar
  5. Oi Luma, tudo bem. Espero que já esteja melhor.
    Achei muito importante o alerta e vou fazer uma "armadilha" dessas aqui em casa. Nas bromélias, uso água sanitária(não sabia do humus), vou me informar e queria saber tbm como vc prepara a mistura de Lysoform e óleo johnson? Tenho usado como repelente o álcool de cereais com cravo(muito bom).
    Se cuida.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Melhorando...
      O efeito da água sanitária dura somente 72hs. e por isso, o húmus é melhor.
      Uso lysoform porque também é bactericida, mas não recomendo para quem é sensível aos formaldeídos.
      Você está fazendo certo usando o cravo, só que não fixa sem o óleo. veja a receita, eu uso o lysoform no lugar do álcool.

      - 1 garrafa de álcool hidratado (comum);
      - meio vidrinho de óleo Johnson ou qualquer óleo para bebê. Também óleo de amêndoas ou coco, mas não uso por causa do cheiro enjoado;
      - mais ou menos 30 cravos da Índia.

      Deixa em infusão por 4 dias alcool e cravo, agitando pelo menos duas vezes ao dia. Passado os 4 dias, misture o oleo. São poucas gotas na pele, viu?

      Meu médico também incluiu na minha dieta, o inhame. Durante o tratamento, ele neutraliza o parasita transmitido pelo mosquito não deixando que se espalhe pelo corpo, diminuindo o tempo de recuperação. Estou ficando craque em Dengue!! :)

      Obrigada!! Beijus,

      Eliminar
  6. Luma, estava afastada dos blogs. Mas aos poucos estou voltando!

    Espero que você esteja bem agora. Realmente a dengue é caso sério, e que o governo mostra os dados que são interessantes para ele, e não para a população ficar em alerta.

    Amei seu texto. Aprendi muitas coisas que não conhecia, muito informativo.

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também estou praticando o Slow blog :)

      O governo esconde os dados! Hoje uma mulher já morreu no Rio. Na minha cidade, já morreram 1.200 pessoas desde o ano passado.

      Dengue leva a cada hora 15 pessoas ao atendimento no Rio

      Beijus,

      Eliminar
  7. Luma, já tive dengue, há alguns anos. Não qeuro repetir a dose!
    A solução é uma maior conscientização das pessoas, acho que o governo faz sua parte, mas como há quem mantenha sua área limpa e outros não, difícil combater. As pessoas só tomam medidas severas depois que algo ruim lhes aconteces, é do ser humano (que seja minoria, mas é).
    Fica até difícil ler todo dia, ouvir todo dia, e alguns não se tocarem nunca!
    Espero que já esteja ótima.
    Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas devem seguir a cartilha e não deixar água parada, mas mesmo caixas d'águas tampadas podem ser foco e as pessoas não sabem identificar os ovos do mosquito da dengue. Aí entra o trabalho do governo que não está sendo feito. Os agentes sanitários nunca passam nas casas. Na minha cidade tem 130 agentes para uma população de mais de 500 mil habitantes que triplica no verão. Acredito que as cidades turísticas sofram mais com a falta de fiscalização e mais uma vez entra o trabalho do governo que deve mudar suas políticas públicas. Não sei se você sabem, mas os ovos do mosquitos podem se desenvolver até mesmo em um vidrinho de conserva. Enfim... você conhece um ovo do mosquito da dengue? Se você ligar para a defesa sanitária, eles apareceram na sua casa 3 dias depois. Daí é tarde!
      Estou melhorando. Ainda não passei do período febril.
      Beijus,

      Eliminar
  8. Luma, dengue é coisa séria, e é uma pena que o governo opte por fazer dela palanque eleitoral. Por aqui não se falava em casos de dengue - a não ser de pessoas que viajaram para outras regiões e voltaram com a doença. Agora todo ano convivemos com muitas suspeitas, e um medo de que também entremos no mapa.


    Melhoras mais uma vez ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade! Ficamos gripados, com dores no corpo e a preocupação se instala, pois imaginamos logo que possa ser dengue. Testes de boa eficácia faria toda a diferença, mas os que temos disponíveis são usados com bastante parcimônia, tanto na rede estadual quanto particular e o seu uso, só é recomendado nos casos graves. Cada kit custou ao governo 41 reais, arrematados em um leilão e quase não se acha mais esses kits. Eu pergunto: A Fiocruz não poderia fabricar esses kits ao invés do governo importar? Temos logística para isso. O Governo importa um kit defasado que demora 5 dias para resultado, sendo que há no mercado internacional kits onde o resultado sai no mesmo dia. Podíamos estar vendendo...
      Muitas doenças estão chegando e se não conseguimos controlar a dengue, não sei o que será de nós.
      Obrigada!! Beijus,

      Eliminar
  9. Parabéns pelo Post!
    Repassar informações é muito útil.A dengue tem sido motivo de muita preocupação.Prevenir é muito importante.
    Desejo plena recuperação para você. Bjs Eloah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Eloah!!
      Fazendo a minha parte...
      Beijus,

      Eliminar
  10. Em Recife o combate a dengue é feito de forma constante, pela cidade se espalha várias armadilhas para o inseto que ajudam na pesquisa, agentes de saúde se espalham pelo subúrbio constantemente colocando veneno, mas é complicado, eu cuido da minha casa, mas quem garante o vizinho os agentes de saúde que varrem as entranhas da cidade encontram situações de miséria e e nojeira que ultrapassam o imaginado e eles são poucos e tem situações nas quais não podem intervir sozinhos é tudo complicado... Mas informação nunca é demais!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, aqui os agentes são em número reduzido e o corpo de bombeiros tem ajudado. Até esqueci quando foi que um agente sanitário veio na minha casa colocar remédios nos ralos e somente eles podem fazer isso. O problema é que o mosquito voa, né? Você se livra do que pode alojar ovinhos, mas vem um mosquito adulto e seu trabalho preventivo é desfeito.

      Eliminar
  11. Luma,eu não sabia que vc estava com dengue,espero que já esteja melhor!Dengue não é mesmo privilégio do nosso pais,está no mundo inteiro e temos que tomar cuidado,embora, como vc bem disse, os vizinhos nem sempre fazem o mesmo!Muito importante postagem!bjs e meu carinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou passando mal faz mais ou menos uma semana e a confirmação do veio a 3 dias. Além do tratamento convencional, tenho me fortalecido de outras maneiras, principalmente com a alimentação e hidratação. A primeira vez, ao contrário do que todo mundo diz, foi bem pior. Obrigada pelo carinho! Beijus,

      Eliminar
  12. Luma
    Sou tão desligada que nao percebi que estav com dengue.
    Dizem que é muito ruim. O corpo fica querendo só cama.
    Gostei da reportagem
    Muito valida!
    com amizade e carinho de MOnica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem te digo!! Agora, ainda consigo ler porque estou cheia de remédios, mas nunca demorei tanto para fazer um texto. A cabeça pára, literalmente! Mas ontem uma amiga deu a maior força me aconselhando a fazer o post falando da dengue e como estou um pouco "cheia" desse assunto, resolvi extravasar.
      A confirmação do diagnóstico comentei no post passado. Quem não leu, não sabe! :) Beijus,

      Eliminar
  13. O que me incomoda nesse assunto é que todos nós sabemos da dengue e sabemos (principalmente) da forma como o mosquito age. No entanto, basta olhar nas casas para ver que ninguém faz absoutamente nada e depois, a culpa é sempre da secretaria de saúde que não faz isso, não faz aquilo. Eu até concordo que é preciso agir, mas não dá pra ficar esperando a ação do outro. É preciso fazer a nossa parte também. E olha que faz tempo que eu ouço falar do tema. Lembro que quando estava em Bauru estudando, havia o tal do fumacê. O cheiro era horrível.
    Na pensão onde eu fiquei a senhora colocava casca de limão ou laranja naqueles aparelhos elétricos e funcionava. E eu achava aquilo engraçado. mas funcionava mesmo. Contudo, eu morria de medo que aquilo pegasse fogo. rs

    Eu não sabia que você teve dengue. Espero que esteja bem minha cara. Eu andei um pouco ausente dos blogs. Deletei os meus links, o reader e estou voltando sem a mesma voracidade de antes. Então só soube agora, ao ler esse seu post. Espero que esteja bem.

    Fique bem, viu?
    Bacio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lu, os agentes de saúde não visitam as casas para colocar inseticidas que só eles podem manusear. Esse inseticida não é vendido ao público e é para ser colocado nos ralos ou onde por ventura possa armazenar água e não seja algo descartável. Fazem o trabalho de fiscalização e olham os possíveis focos. Como deixar ralos secos, me explica? Tudo que você imagina pode alojar ovos de mosquitos, até mesmo jarras d'água. Se você assistir o vídeo que indiquei no post, ficará assustada, porque eles estão infectando até água limpa.

      O fumacê resolve bastante e ficamos pelo menos um semana sem ver mosquito, mas por aqui, só usam o fumacê, um pouco antes do veraneio. Depois as ações são esquecidas!

      O cheiro da casca da laranja, do cravo, do limão, do manjericão e da citronela espanta mesmo os mosquitos. Para pulverizar o ambiente faço a seguinte mistura:

      100 gramas de folhas de manjericão, 100 gramas de citronela e um litro de álcool - bata no liquidificador, coe e coloque em recipiente fechado. Uma vez por dia, pulverize o ambiente.

      Confirmei o diagnóstico a poucos dias e por isso ainda estou lenta. Estou melhorando... Obrigada pelos votos de melhora!

      Beijus,

      Eliminar
  14. Querida Luminha,
    tempos de corrida e trabalhos têm-me afastado um pouco. Cumpro mínimos na net...mas hoje tive saudades e voltei aqui. Soube da sua dengue. Espero que estejas já recuperada.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei da sua rotina! Obrigada pela visita e pelos votos de melhora. Ainda no meio do tiroteio! :) Saudades de você também!! Beijus,

      Eliminar
  15. Primeiro que tudo desejo que já se encontre restabelecida. Desculpe a minha ignorância, mas o dengue não é o mesmo que paludismo ou é? Eu já vivi em Angola e Moçambique e lá havia um mosquito que provocava uma doença que chamavam paludismo.
    Engraçado que em Portugal eu cresci com o povo sempre a dizer que a osga era extremamente peçonhenta e deveriamos fugir dela. Lá em Africa as pessoas queriam osgas nas varandas porque dizia comia o mosquito do paludismo. Mais tarde em Portugal uma médica amiga disse-me que a osga não era nada peçonhenta, e que era apenas uma superstição do povo.
    Um abraço e tudo de bom para si

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, Elvira! Paludismo é o mesmo que malária.
      O "Aedes aegypti" é o vetor da dengue e febre amarela, "Anopheles gambiae" da malária/paludismo e "Aedes albopictus" do chikungunya.
      Verdade, quando estive em Cabo Verde me disseram a mesma coisa, mais porque me assusto com bichinhos saltitantes. Assim "Não fazem mal nenhum e ainda comem mosquito", assim como as lagartixas. Sei que é bom ter em casa para comer insetos, mas...
      Obrigada pelos votos de melhora!! Beijus,

      Eliminar
  16. Luma,

    Que horror! Não sabia que está com dengue!

    Eu tive em junho passado e pensei que morreria. As plaquetas chegaram a 70.000 APENAS. Eu chorei tanto, pensei que fosse explodir em sangue! Fiquei sozinha, acredita?!

    Eu tambem não faço ideia como ou quando. Primeiro pensei que peguei na Ilha onde moro, mas no hospital haviam doentes de tudo que lugar da Zona Sul! Imagine, entao, eu poderia ter sido picada dentro de um onibus, não é mesmo?!

    As suas informações foram importantissimas, pois o mundo, aos poucos, vem sendo atingido pelo mesmo mosquitinho danado e seus parentes.

    Que as pessoas tenham consciencia e cuidem da limpeza de todo ambiente para evitarem que novos mosquitos nasçam.

    BEIJOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Sissym!!
      Não sei como você conseguiu ficar sozinha e também não sei os resultados dos meus exames, pois meu médico que pega o resultado analisa e prescreve. Ele diz que está sob controle e isso é o que preciso saber agora.
      Para o mosquito da dengue não existe pobres ou ricos, você pode ser picada no lixão ou em um hotel luxuoso e é tão barato e simples para o governo colocar carros de fumacê andando pelas ruas, que não sei viu? Será que ele pensa que está imune?
      Beijus,

      Eliminar
    2. Eu fiquei tão mal que fico apavorada só em pensar que há possibilidades de contrair novamente a doença. Eu pensei que fosse morrer.

      Sobre o governo ineficaz, pensam que são imortais.

      Bjs

      Eliminar
  17. Obs.: tem anos que não vejo um carro de fumacê...

    ResponderEliminar
  18. Que horror Luma,
    Eu sabia que era a mosquita que mordia por que precisa do sangue para colocar os ovos. Todo o resto do post é novidade para mim. Nao fazia a menor ideía que ja tinha se espalhado pelo mundo e nem que o combate é tao complexo que chega a demandar uma medida de laboratorio, como esse lance da drosofila. Acho que estou apavorada. Aqui em SP entao, quando vem chegando o inverno tem doenças que nao vale a pena nem falar o nome. E quando chegar o verão entao, o Brasil inteiro vai de dengue? Socorro!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Camille, você nem calcula o que vem por aí...

      Eliminar
  19. Belo texto sobre a dengue!

    Quando eu era criança, nunca ouvi falar de dengue. Acho que não existia, ou não existia da forma como é hoje. Só depois de adulta eu peguei. E foram três dengues, quase que em anos consectivos. E cada uma era pior do que a outra. A última foi hemorrágica e eu tive que fica internada. A febre da dengue é algo horrível, beira aos quarenta graus. Eu praticamente não conseguia pensar.

    Dizem que existem quatro tipos de vírus de dengue e que quando tu pega um tipo fica imune a ele. Então eu devo ter pego os três tipos que circulavam no Brasil. Mas já ouvi dizer que o tipo 4 já está aqui. Então é bem possível que pegue... rs. Interessante é que eu morava com minha família e nunca ninguém de lá teve dengue, só eu. Acho que tem um fator de predisposição.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Dama!!
      Não sei só porque você pegava dengue... talvez você fosse em algum lugar que ninguém da sua casa ia. Mas você pode pegar no ônibus, como a Sissym comentou. O tipo 4 é o pior e em geral, mata! Entrou no Brasil este ano e já tivemos duas mortes.
      Foi a segunda vez que peguei. Tenho resistência física muito boa porque pratico esporte em água e da primeira vez foi bastante branda, quase se confundiu com uma gripe forte. Dessa vez comecei enjoando com muita dor na barriga e achei que fosse algo que tinha comido. Passei o dia tomando água de coco e no final da tarde visitei o médico. Ele perguntou sobre outros sintomas já que a febre despontava e logo sismou com a dengue.
      Morei em alguns lugares fora do Brasil que a dengue, malária, febre amarela eram doenças corriqueiras, mas aqui no Brasil, somente quando vim morar no Rio.
      Eu sei que o consumo de vitamina B12 serve como repelente, mas ela não pode ser tomada à vontade, até porque engorda. Mas a predisposição é igual para todos, basta estar em locais de risco.
      Beijus,

      Eliminar
  20. Oi, Luma!

    Seu artigo está excelente, muito bem elaborado, e muito rico em informações e curiosidades. Infelizmente, a contaminação pelo mosquito é uma triste realidade, e não devemos negligenciar, pois,ele mata mesmo.

    Grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Socorro!!
      Temos que ser vigilantes, principalmente quem fica muito dentro de casa :)
      Beijus,

      Eliminar
  21. Luma Rosa:
    Deberíamos todos tomar conciencia de este tema, a todos nos incumbe hacer un mundo mejor. Igual, comencemos por cada uno desde nos encontremos. Saludos.
    David

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saludos, David!
      Lamentablemente personas son preocupantes sobre, sólo cuando se ven afectados. A menudo es tarde!

      Eliminar
  22. Luma querida! Estava visitando blogs amigos e me arrepiei lendo teu post! Primeiro porque não sabia que você esteve doente! Espero que já esteja bem e restabelecida! Mande notícias! E porque o teu post é sensacional! Ao mesmo tempo que assusta pela realidade e verdade contida! Parabéns! Abraço saudoso e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Elaine!!
      Ainda estou doente e quando me canso, paro um pouco. O corpo todo dói e principalmente a cabeça. A concentração fica um caco.
      Obrigada pelos elogios e votos de melhora!
      Beijus,

      Eliminar
  23. Mujer,

    Não sabia que estavas com dengue: espero que estejas melhor.
    Dengue, Paludismo/Malária: tudo doenças relacionadas e chatas. Tenho um familiar que vira e mexe tem ataques de paludismo e é horrível.

    As melhoras para ti, minha linda!

    Beijooss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poxa, Max!! Que triste para o seu familiar! Não tem como tirar a malária de circulação? Confesso que não sei muito sobre a doença e não conheço pessoas que as tenha contraído, mas todas as doenças que causam dor e febre, por menor que seja, afeta a família toda. Todos se preocupam e emocionalmente é mutilador. Espero que seu familiar encontre algum alívio e que a "modernidade" da ciência, chegue pelo menos mais perdo de desvendar os hábitos dos vírus e bactérias, pois já reparou que basta descobrir a vacinha para tal coisa, aparece uma nova doença? Tenho a impressão que eles não nos contam a verdade... rs. Beijus,

      Eliminar
  24. Olá, amiga Luma!
    Sua postagem é uma utilidade pública.
    Aqui na minha região (Norte), é muito propícia à dengue. O índice de incidência aumenta a cada ano. A campanha contra a epidemia é somente de faz-de-conta para justificar a verba desviada.
    Já fui infectado também. Quase morri de tanta febre e cefaleia e ainda hoje quando me lembro ainda sinto fraqueza. Ainda bem que não peguei mais.
    E o pior é que a dengue é doença de pobre. Por isso, não existe remédio, tratamento, tampouco vacina. Na região Amazônica, essa doença é milenar, mas jamais foi preocupação governamental. Após se espalhar pelas demais regiões do país, sobretudo Sul e Sudeste, é que começou-se a ser tratada como um problema de saúde pública.

    Parabéns pela iniciativa!

    Abraços do novo amigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bento, discordo quando diz que a dengue é doença de pobre; o mosquito se alimenta de qualquer sangue, o primeiro que estiver à sua frente. Ele gosta de água limpa, não esquece!!
      Abraços e obrigada por me lembrar das verbas desviadas... talvez isso faça a minha febre aumentar um cadinho mais!

      Eliminar
  25. Fui lendo e lendo, texto e comentários e fui ficando perplexa pois não fazia noção da gravidade do problema em nosso País. E aí fui vendo o que esse mosquito pode fazer. Não tinha muita noção, não Luma.

    Luma, eu só quero dizer que te cuida, tá? Não teime. Fica deitadinha descansando para melhorar rápido e logo. Não te esforça e usa toda a tua energia para melhorar disso. Por que isso tem que melhorar.

    Beijos e fica com Deus, tá? Não te esforça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me faça chorar... sabe que sua amiga se emociona!! Obrigada, vou me comportar!! Beijus,

      Eliminar
    2. Eu não tinha vindo aqui mais, mas como tinha recebido uns posts teus no Feed achei que estava tudo bem. Ontem a noite resolvi vir aqui pelo celular e me assustei quando dizias que até no hospital fostes parar.

      O pior é que eu não domino o teclado do celular e não podia comentar nada. Agora vejo que está melhor e fico mais descansada!

      Ando por aqui, voando que nem uma borboleta e comentando no que tenho o que dizer.

      Beijos minha querida! Sei que se comporta, mas essa coisa de dengue é séria. Recém li que estão por aprovar uma vacina. Tomara que chegue rápido.

      Eliminar
  26. oi Luma...
    ontém li no face sobre a sua saúde, fiquei preocupada, queria ter vindo antes, mas passei mal, e não deu (desculpa, minha ausência)
    graças a Deus vc é esclarecida Luma
    graças a Deus que está se tratando.
    aprendi muito contigo, especialmente as dicas do óleo jhonson, vou fazer sim
    imagina eu com dengue, já sou um monte, rs
    querida
    cuide-se, de verdade....
    Imagino o mal estar que isso dá, credo.
    como disse a Dhona, cuide-se bastante, dê tempo pro seu organismo recuperar-se.
    estou aqui (do meu jeito) rezando pra vc ficar bem.
    beijinho procê....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lili, sei das suas impossibilidades. Posso tratar assim?
      Como sempre, nos meus momentos de fraqueza, consigo reunir forças não sei de onde, isto é, bem sei! Estou me cuidando e logo, logo estarei 100%. Obrigada pela preocupação!! Beijus,

      Eliminar
    2. oi fia...
      vim saber notícias
      e "grazadeus" parece que minha amiguinha mineiracarioca já tá dando uma banana pra dengue, né.
      rs
      Gostei das impossibilidades e claro que pode tratar assim.
      Você sempre tão madura e generosa pra compreender os "limites dos outros"

      Oh.... senta aí e espera um cházinho de cidreira com uma travessa de pão de queijo, rs
      E se a vossa pessoa tiver boa ainda manda uns pedacinhos de bolão de fubá, tá
      bjs.

      Eliminar
  27. Eu já tive dengue e quase morri! Não quero nem
    imaginar a possibilidade de ter outra vez...Cruzes!!!
    Estimo as suas melhoras.

    Beijão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Márcia!!
      É muito ruim mesmo!!
      Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor