The Big March 2012

Chegou enfim o The Big March 2012. Mais de um milhão de pessoas em milhares de organizações em todo o mundo se inscreveram e você pode participar também, basta se inscrever até as 8 pm, GMT e não se esqueça de inspirar aqueles que estão do seu lado para em uma só voz, convidar a ONU à proteger as crianças do mundo da intimidação (bullying). Hoje vamos marchar juntos. Unidos pela criação de um mundo onde o bullying, violência e assédio seja inaceitável
We've Joined The Big March - Have You?

Clique na imagem acima para você ser levado para um mapa interativo que mostra o número de organizações que participam em cada país. Acesse a página oficial, o facebook e twitter para conhecer, se inscrever e acompanhar o evento durante todo o dia.

Bullying, de quem é a culpa? - Este é o título do último texto que escrevi falando sobre bullying e data do ano de 2010. Não mais falei, justo porque na web pipocam textos sobre o assunto, mas diante de uma chamada global por uma grande causa, não poderia fugir da responsabilidade.

Vivemos uma sociedade patológica, onde pais conscientes, quando têm um filho, pensam muito para gerar um segundo. As crianças são metralhadas com informações negativas pela mídia, convivem direta ou indiretamente com drogas, lixo, doenças, educação escolar infame, feminicídio, corrupção, fraudes eleitorais, entre outras. Que tipo de cidadão estamos gerando?

Os conceitos acadêmicos não são suficientes para explicar o que está acontecendo ao nosso redor e se as crianças atualmente também não podem mais usar do artifício infantil da criatividade, da imaginação, onde seus sonhos possam se realizar (esperança), pois até mesmo os pais, temerosos dos filhos crescerem "bobinhos", lhe esfregam na cara uma realidade cheia de responsabilidades, a quem essas crianças podem confiar seus medos e anseios?

"A criança não é uma tabula rasa. Ela reproduz o que aprende, o que vê e o que sente. Ela não é cruel. Cruéis são os adultos à sua volta" - Cláudio Costa, advogado, professor e ativista.

Eu sei que por um bom tempo ainda iremos conviver com manchetes do tipo: Famílias de jovens são condenadas a pagar indenização por bullying virtual.

Qual a melhor saída para este problema social?

Venha participar com a gente da Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços", que acontece a 1ª fase no dia 15 de Março, com o tema "Encantamento". Confira se o seu blogue consta na lista de participantes [acesse]

31 comentários :

  1. Eu fico me perguntando. Será que tudo isso acontece agora por causa de rótulo? Sim, isso tem nome. Eu vi acontecer nos meus dias de escola. Não fui vítima, mas vi as vítimas e nãof iz nada porque eu não queria ser a próxima. Não sei se era exatamente essa a consciência daqueles dias, mas é a consciência de hoje.
    Eu lembro de uma menina que foi intimidada brutalmente. Lembro de outra que foi vítima de uma menina da minha turma que fotografava as meninas com os meninos escolhidos por ela e divulgava para todos.
    Não tinha nome naqueles dias, mas eram grotescos e abusivos. Invasivos. Hoje chamamos de bullying - mas nos dias de ontem eram apenas meninos e meninas tentando sobreviver aos dias de escola. Eu sobrevivi, mas quantos de nós não?

    bacio

    ResponderEliminar
  2. Oi, amiga!
    O bullying é um negócio abominável, execrável, mas existe em alta escala nas escolas.
    Ótima e valorosa essa sua iniciativa.
    Obrigada pela tua visita e aceite o carinho da amiga que não te esquece. Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Oi querida
    Excelente iniciativa!
    A minha irmãzinha sofreu violências terríveis na escola e ficou "abobada", não queria mais estudar (só em escrever me emociono, pois ela é 16 anos mais nova que eu)!
    Isso realmente tem que parar, é um absurdo.
    Excelente iniciativa.
    Bjos
    Léia

    ResponderEliminar
  4. Bom vir aqui...
    Bom FDS

    ResponderEliminar
  5. Luma,

    Excelente movimento. Já passou da hora de acabarmos com essa prática. O pior é que convivemos há anos com essas práticas e nos condicionamos a achá-las normal, como se fosse.
    Grandes beijos

    ResponderEliminar
  6. Concordo absolutamente contigo, Luma, não podemos ficar de braços cruzados perante um problema destas proporções mundiais, há que empreender medidas e arranjar soluções no sentido de erradicar essa terrível realidade. Ou, no mínimo, atenuá-la!

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  7. Olá Luma!Foi bom vir aqui hoje e encontrar um argumento tão difuso atualmente como você mesma disse no início do post,mas também tão necessário de ser abordado seja em casa,seja nas escolas e na sociedade de forma geral.Concordo quando se afirma que é em casa,na família onde o problema começa e onde também pode ser procurada a solução,mas não somente pois isso envolve uma gama muito complexa de fatores que estão a influenciar o comportamento discriminativo,racista e preconceituoso entre as crianças e jovens.É preciso mudar,rever os valores que estão a dominar o nosso meio.Falta a prática de Amor,do verdadeiro Amor.As pessoas não sabem mais amar e por isso nos tornamos cada dia mais frágeis,frios e descontentes.
    Abraços,

    ResponderEliminar
  8. Eu sofri bullying numa época que não se dava atenção pra isso e nem tinha nome a coisa. E te digo que prefiro do jeito que é hoje em dia, mesmo com os excessos, só assim quem é vítima de verdade fica de alguma maneira protegido.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  9. Oi Luma...

    Importante essa conscientização...o bullyng sempre existiu na minha opinião....a diferença é que hoje em dia ele foi tomando proporções gigantescas...antigamente criavamos apelidos e com certeza muitos se chateavam na escola com essas coisas...mas hoje a coisa tornou-se séria...reponsável por tragédias, doenças psiquicas...enfim...
    Quanto ao Paulo José...luta sim comtra o alzheimer, mas luta bravamente pelo que a gente pode ver...isso é importante...a vontade dele...
    O Homem do Futuro é super show...vale a pena ver...
    Um abraço na alma...boa sexta
    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Oi Luma,
    Não tinha conhecimento dessa campanha, mas ela é realmente muito importante e vou aderir também.
    Bj e ótimo fim de semana,
    Lylia

    ResponderEliminar
  11. Nossa quanto tempo que não faço uma visita, estava com muita saudades.
    Ale

    ResponderEliminar
  12. Linda campanha, necessária! Temos que fazer nossa parte nas escolas dos nossos filhos e netos. Eu tenho vontade de entrar de trator se algoi acontece,rsrs beijos,obrigado pelo carinho e vamos que vamos, SIM!!! Não deixar a peteca cair pois tem gente que precisa ver ela sempre no alto pra ele não cair,sr beijos,chica

    ResponderEliminar
  13. Luma
    Esta campanha é a melhor coisa que pode ter acontecido pois nas escolas por onde passei nao tinha bulding mas tinha preconceito.
    E é sempre bom falar sobre estes assuntos
    com amizade Monica

    ResponderEliminar
  14. oi Luma
    realmente este assunto precisa ser amplamente discutido, em todos os ambientes, não apenas no escolar
    estou montando um projeto na faculdade para trabalhar com meninos do 5º ano sobre Prevenção do Bullying.
    Acredito que precisamos preparar nossas crianças para enfrentar esta situação.
    Ensiná-las a se proteger, chamar a responsabilidade dos pais dos agressores e das vítimas.
    Chamar a atenção dos professores, que muitas vezes por omissão não fazem nada a respeito.
    Enfim.... acredito que o bullying precisa ser assumido, enfrentado como um problema social sério e importante.
    Estamos todos sujeitos a ele.
    Querida, desculpe a ausência.
    Ando tão enrolada com a faculdade, com as coisas da casa que me perco totalmente.
    Espero de coração que você esteja muiiiiiiiito bem.
    E que o "calorão" passe logo, né.
    rs

    beijoooooooooooooooooooo

    ResponderEliminar
  15. É um assunto inesgotável, infelizmente!

    Bj

    ResponderEliminar
  16. Luma:
    Este é um assunto que está sempre acontecendo,
    em todos lugares. Infelizmente...

    Anny.

    ResponderEliminar
  17. Tematicas pertinentes. Parabens !

    Bom f-d-s

    Beijo(ta)

    ResponderEliminar
  18. Na minha modesta opinião, o bullying é apenas o efeito de muitas causas socio-economicas. Aconselho a assistir o filme "Em um mundo melhor", coprodução dinamarquesa-sueca, fantástica.
    Infelizemnte, não basta marchar.
    Há que encontrar outras soluções.
    Beijinhos além-mar.
    Rute

    ResponderEliminar
  19. Uma realidade para ser levada a serio, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  20. Desconhecia...
    Trago tantas saudades, mas ando afogada em trabalho.
    Beijocas, Luminha

    ResponderEliminar
  21. Assunto importante, complexo e relativo. O bullying existe em todos os países, em todas as classes sociais. Não dá pra ter controle, pois é como um criminoso, muitas vezes a pessoa teve uma ótima educação, estrutura familiar e ainda assim se envereda pelo lado do crime. É triste :/

    bjs

    ResponderEliminar
  22. Luma querida boa campanha..precisamos fazer a nossa parte,converssar com nossos filhos e não fazer vista grossas quando acontece as coisas com nosso proximo..
    beijinhos de bom fim de semana viu florzinha?
    titi

    ResponderEliminar
  23. Esse é mais um assunto polêmico e que precisava ser resolvido... Mas enquanto a educação não vier de casa, nada disso mudará. Acredito sim que a culpa é dos pais, pois eles são os maiores influenciadores e responsáveis pela educação dos filhos.

    Difícil né Luma?...

    Bom fim de semana pra você também querida!
    Beijos

    ResponderEliminar
  24. Oi Luma,
    Eu não tenho como participar de blogagem coletiva, mas acho a ideia interessante, embora não concorde com Cláudio Costa, pois crianças podem ser cruéis sim e cabe ao adultos a sua volta direcioná-las. Já fui criança e não me esqueço de algumas crueldades que fiz, sabendo que eram coisas ruins. Tb já fui dona de escolinha maternal e as crianças não são anjos, são só crianças, riem dos tombos que os coleguinhas levam no parquinho, pq é engraçado, a noção de que podem ser dolorosos cabe a nós adultos darmos.
    Beijos 1000 e um final de semana maravilhoso para vc.

    SORTEIO!
    http://www.gosto-disto.com/2012/02/sorteio-2-anos-do-blog-giveway-2-years.html

    ResponderEliminar
  25. Oi Luma!
    Ah Bullyng..esse é um assunto que dmeorou mas finalmente começou a ser abordado. Entretanto com esse interesse geral pelo tema tem muita gente que abusa e qualquer coisinha já alega que é bullyng. Acho que o bullyng é consequencia de um ensinamento errado de pais e professores que falam: se alguém te agride, não revide. Pelo contrário. Se te agridem vc tem é que descer porrada para ter respeito. Porque se ficar quieto vai ser saco de pancada.
    Sem falar que tem muita vitima de bullyng que usa isso como desculpa para cometer atos de atrocidade e se fingir de coitado. Digo esse último caso por conta de um amigo de uma conhecida minha..o moleque era um pé no saco quando saia em grupo, sempre querendo ir embora, ficando quieto...ou seja, esforço zero da parte dele, esperando que todo mundo o apoiasse. Sindrome de coitadinho é complicado também. Se o moleque tomasse vergonha na cara e não deixasse ser motivo de chacota, isso não aconteceria.

    Sim, sim!
    Scooby Doo aborda um tema bem atual de forma leve...e que os casos que parecem ficção são sempre uma artimanha dep essoas interesseiras! Acho que por isso é um desenho atemporal.
    bjs

    ResponderEliminar
  26. Bela campanha Luma, mas acho que todos nós, de certa forma, em algum tempo na vida, sofremos uma discriminação, gozação ou humilhação. Nem por isso nos transformamos em "farrapos humanos". Senão, vejamos; nas FFAA, anualmente, recrutas chamados "mocorongos", são alvos de tremenda gozação de instrutores, colegas e apesar de terem armas à disposição, não saem atirando nas pessoas; ao contrário, deixam a caserna como cidadãos esclarecidos. Encontramos ex-mocorongos: gerentes de bancos, professores, empresários, bons chefes de famílias. Até o presidente Obama confessou que sofreu bullyng na escola.

    ResponderEliminar
  27. Luminha, passando só para ler e porque eu estava com saudade daqui. No posso sair sem te deixar um beijo. Hoje eu estou devagar para comentar, mas adoro passar por aqui. Eu adoro o VOCÊ e o LUZ.

    ResponderEliminar
  28. Uma prática aparentemente sem efeitos danosos, mas que pode trazer grandes problemas psicológicos para as crianças. Eu, como todo gordinho sofri muito com isso na infância. Mas, como era tinhoso e não tinha medo, partia para a volência e tinha assento cativo na sala da diretoria. Minha "ficha corrida" era gigantesca e acabei expulso do colégio de padres onde estudei até a sexta séria (rs).

    ResponderEliminar
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  30. Luma, sei que vai ler o que escrevi antes.
    Estou feliz de estar participando.
    Quero ajudar muitas crianças e, quem sabe, se for o caso,
    à minha filha tambem.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O comentário foi removido e não tem como eu ler, Sissym!

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor