Celebrando a vida


Porque somos o resultado da nossa vivência passada e presente. Será que no futuro esqueceremos tudo aquilo que vivemos ou seguiremos o destino pródigo da natureza e voltaremos ao tempo “desmemoriado” da primeira infância?

Muitas são as coisas que não podem ser explicadas e que entram em nossa vida, invadem o pensamento e enxotam para fora conceitos formados. Se mudamos de ideia, reformulamos, reformamos os conceitos, vem a calhar pensar na existência de um universo rejeitado.

Séculos de heranças, culturas que acumulamos, acabam quando morremos? Há quem diga que o cérebro sobrevive quando retiramos os conhecimentos enclausurados e os expomos para uso das futuras gerações.

Lembro de uma notícia que ouvi no rádio do carro há um bom tempo, sobre uma menina russa de 10 anos (Natasha Demkina) que conseguia ver o interior do corpo das pessoas. Ela fazia diagnósticos tão mais precisos quanto os aparelhos mais modernos. Os médicos, a princípio não acreditaram, mas após vários testes, eles comprovaram o que ela via e desenhava. Ela desenhava com tantos pormenores que surpreendeu a ciência.

Como os conhecimentos chegaram até essa menina e que poder era esse? Claro que muitos ao tentar responder colocarão ciência ou religião no meio.

Sinceramente eu não penso no porque que ela consegue isso. Nem de onde vieram os dons dos gênios. Toda vez que penso nessa menina, lembro de Blimunda; um personagem de José Saramago do Memorial do Convento.

Blimunda também via o interior das pessoas e sofria com isso. Para que isso não acontecesse, ela tinha que comer, porque o ato de comer, anulava essa capacidade. O mais engraçado é que quando estamos felizes, celebramos comendo.

Não quero confundi-los, apenas tenho a convicção de que instintivamente lemos o interior das pessoas - se elas precisam de nós ou nós precisamos delas ou se nos completam ou se nos tira - não sei! Sei que colamos ao lado de certas pessoas e nada é por simples acaso.

Há quem diga que todos somos especiais e que também os dias que nos acompanham são especiais, mas existem dias mais especiais que outros dias especiais!

Hoje é um dia muito especial, porque há alguns anos, nasceu a Bia.
Ela não lembra, mas houve celebração no céu! E eu queria pedir para Deus continuar a proteger seus ideais e seu coração.

Porque cada manhã é um novo começo e sempre temos motivos para acordar, nem que seja para provar que há motivos para acreditar.

35 comentários :

  1. Oi Luma!

    Saí a pouco do banho, pensando a Luma não apareceu... Como vc fosse a minha vizinha do lado... Pensei vou já lá ver o que aconteceu e plim! Vc já está no meu cafofo celebrando!

    Acredito que morremos a todo instante e nos renovamos, as próprias células são provas disto...Somos simples hospedeiro!

    E cá entre nós deve incomodar muitas células rsrsrs, DNA de índio parece couro de jacaré rs...

    Esse título do Saramago não tenho, fiquei curiosa, a história é boa?

    Grata pela participação e o carinho de sempre!

    Bjsssssssssss

    ResponderEliminar
  2. Excelente post, embora o tema seja assustador. Ver o outro por dentro é aterrorizante. Vê-los por fora já nos assusta!

    Um beijo pra ti e pra Bia que é um amor!

    ResponderEliminar
  3. “Porque somos resultado da nossa vivência passada e presente”

    “Colocamos ao lado de certas pessoas e nada é por acaso”

    Tenho convicção disto!

    E do contrário ao “tempo desmemoriado”... nada se perde, tudo continua... é uma eterna caminhada. Talvez seja por isso, acreditamos que “lemos o interior das pessoas – se elas precisam de nós ou nós precisamos delas...”


    *Parabéns a Bia.
    ))(( FeLiz DiA! ))((


    Boa noite!

    .::.Susy.::.

    ResponderEliminar
  4. Oi linda ... você tem razão. As pessoas sempre se preocupam demasiado com os porquês, esquecendo que existem respostas que não podemos receber simplesmente porque não poderíamos entender. No caso da menina russa, dos génios, sábios e detentores de outros dons, o importante é o bom uso que deles se faça. Certo?
    Paz no seu coração.
    Bem haja.
    Angel.

    ResponderEliminar
  5. Luma, li este post logo que você publicou e vim agora comentar depois de pensar um pouco em cada imagem que você conseguiu transmitir aqui.
    Tenho plena convicção de que o que somos hoje é uma mistura daquilo que trazemos na bagagem. Como me disse alguém muito especial, essas bagagens, muitas vezes vêm carregadas de mágoas e outras, de alegria, mas todas são importantes. Algumas servem para que você se lembre daquilo que não quer mais ser, outras ajudam a lapidar e a oferecer o que você tem de melhor. Nesses encontros e desencontros, caminhamos. Saber com quem caminhar, por mais difícil que seja, ainda é "o segredo" da vida, pois ainda que imperfeitos, podemos ser sim influenciados pela luz que alguns trazem. Mais uma vez, obrigado pela leitura e pelas reflexões que estes seus textos provocam em mim.

    ResponderEliminar
  6. Olá, querida
    Gostei muito do seu terceiro parágrafo... Me bateu forte... achei-o de extrema profundidade e com material pra uma excelente reflexão......
    Que bom festejarmos juntas o níver da Bia!!! Foi uma linda festa!!!
    Bjs de paz

    ResponderEliminar
  7. Oi Luma!

    Adorei a postagem e concordo com a Bia. Todos os dias nascemos e morremos um pouco. Penso que isso é uma grande presente pois todos os dias podemos ter a possibilidade de mudar e fazer tudo diferente, ou não!
    Herhehehe..confuso mas verdadeiro.
    Querida, um ótimo final de semana
    Com carinho
    Daca

    ResponderEliminar
  8. Olá
    Abordou em só posts vários temas,mas vou me restringir a nossa estada por aqui e a evolução humana.
    Somos frutos de histórias transgeracionais. Não creio na reencarnação, mas num somatório evolutivo que rebemos e também repassamos.
    Nada é por acaso, as pessoas que encontramos têm funções para nós, mesmo que não nos sejam muito claras.

    ResponderEliminar
  9. Bauru, você descreveu tudo o que eu quis dizer em poucas palavras e usando alguns trechos do post. ;)
    É isso mesmo, meu caro. A vida é um eterno caminhar!

    Uma vez alguém me disse:

    "Susy, ainda não tive oportunidade de te agradecer. Mas suas palavras me fez sentir próxima."

    Somos "almas"... e assim seremos sempre. Vivendo, aprendendo, ensinando...
    Às vezes, machucamos sem quer e somos profundamente machucados. Será a historinha do espelho?
    Vou te confessar uma coisa... Quando adolescente, queria que as coisas acontecessem rápido, tinha uma sensação que ia morrer logo. Não morri. Pelo menos até agora. ;)
    Como explicar isto? Não sei. O que sei é que, independente de religião, viemos a esta vida com um propósito... E de passagem! =)
    E longe de mim ser Dona da Verdade. São apenas divagações.

    Somos eternos aprendizes!

    Bom fim de semana!

    (,”)Susy

    .

    ResponderEliminar
  10. Fala-se que usamos uma porção mínima do cérebro, que estamos deixando nossos instintos de lado. Bom, talvez essa porção mínima seja a qual estamos preparados para usar. O que fazer com o potencial todo do cérebro se o pudessemos usa-lo? Acho que poucas pessoas estariam preparadas. Mas a certas coisas que sentimos sem saber por que. Instinto mesmo, e a empatia por pessoas é uma delas.
    Ai Luma, vc sabe como por alguém para refletir ou como me fazer escrever um monte de bla, blá, blá...rsrs
    Parei, senão a cabeça vai dar um nó.
    Bjs e um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  11. Mais um texto carregado de emoção e beleza.

    ResponderEliminar
  12. Luma:
    Seu texto me lembra o quanto gosto do azul e qnanto penso em você, mesmo sem conhecê-la pessoalmente, já faz parte da minha vida.
    Pois é um texto que descreve pequenos e grandes detalhes. Um pouco do nosso retalho diário.

    Beijos. Bom fim de semana!
    Anny.

    ResponderEliminar
  13. LUma

    todo dia é um dia especial pela simples razao de que, TODO DIA ESTÁ NASCENDO GENTE E MAIS GENTE.
    Quanto a ler o interior das pessoas, eu, sinceramente, traio a mim mesma diariamente,.

    Eu traio a mim mesma quando uma luz acende dentro de mim, dizendo que a pessoa nao é confiável, nao merece saber muito de mim e eu nao dou ouvidos.Deixo a vida ir me levando.Quando eu vejo, a pessoa me dar uma bela de uma patada e as lembrancas voltam...
    Somos resultado do que vivemos. Disso, nao temos como fugir. Uns, conseguem ir vivendo como se nada tivesse acontecido.
    Outros, vao nos punindo por termos a coragem que eles nao tem...Essas éa vida...


    A conclusao que eu cheguei é

    VER O INTERIOR DAS PESSOAS DÓI DEMAIS.

    NAO QUEIRA TER ESSE DOM, POR QUE VC PODE NAO CONSEGUIR ENTENDER TANTAS TRAGÉDIAS E VC, MESMA, VAI SE TRANSFORMAR NUMA TRAGÉDIA MAIOR.


    Luma, há coisas que é bom memsmo, nem chegarmos perto.

    Simples assim...

    dias felizes

    ResponderEliminar
  14. Ai, Luma. Voce coloca matérias que eu não consigo responder resumidamente. E tb. tenho vergonha dos tamanhos de textos que deixo...mas são assuntos tão filósóficos...e isso é comigo...amo...sou sagitariana...e estes adoram filosofar...acho que não vou mais participar (risos)...

    Eu acredito nisso: nossas mentes se comunicam. Somos todos telepatas, sem querer. Qdo olho pra uma pessoa e a julgo, eu já teci uma idéia sobre ela. Se for ruim, ela vai olhar para mim e sentir antipatia. Pq ela já sabe o que eu acho dela. E o inverso, ídem. Na verdade, esta teoria já foi comprovada cientificamente. Não é nova como "O Segredo" hahha!
    E eu, depois do 40 tô igualzinho o Blimunda. Vai ver é por isso que engordei (mas já emagreci...).
    Quanto ao colarmos em alguma pessoa, quem sabe vc já não esteve em outras com ela, e por isso, esta afinidade tão grande...será?
    Voce já sabe que te acho extremamente inteligente
    e adoro como escreve. Por isso, gosto muito quando me visita e deixa uma opinião.
    Um beijo grande!
    Liz
    ps.foi curto hoje, né? tentei...

    ResponderEliminar
  15. Parabéns á Bia, felicidades!

    E vc luma, muita luz para iluminar seu caminho...

    Ótimo fim de semana,
    besitos

    ResponderEliminar
  16. Carinhosamente venho desejar
    um feliz final de semana.
    beijos no coração,Evanir.

    ResponderEliminar
  17. Acreditar sempre que há motivos nos mistérios da existência!
    Quanto mais nos distanciamos de celebrar cada momento da vida, mais tempo será necessário estarmos aqui, para compreender a sutil necessidade da nossa evolução espiritual.
    Grande abraço!
    Alba Simões

    ResponderEliminar
  18. Oi Luma!
    Gracias por tua visita!
    Já li esse livro. Muito bom!

    É a Bia é uma pessoa muito especial. Merece todo esse carinho.

    Bia é uma amiga blogueira que agente sente por perto, mesmo estando longe, parece estar tão perto. É sentimento de amizade.

    Luma* Um bom final de semana pra te*
    Abraços
    Lu

    ResponderEliminar
  19. Adorei sua visita e comentário!!! Gostei muito de vir aqui!Vou retornar!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderEliminar
  20. Meu nome é Tatiana Dias e trabalho para uma empresa de Comunicação e Marketing, na Espanha. Gostaria de saber se te interessa colaborar com uma campanha de publicidade de um site de classificados gratis no Brasil. Pagamos 40 euros por PayPal pelo trabalho.
    Se está interessada na proposta, não deixe de entrar em contato comigo em este mesmo e-mail: tatiana.segala@gmail.com
    Atenciosamente,
    Tatiana A Dias

    ResponderEliminar
  21. Oi Luma ... lindo seu nome ... vim aqui para agradecer suas palavras e retribuir sua visita. Adorei ler seus textos, portanto voltarei rsrsrs ... e a partir de agora sou sua seguidora.
    Beijos
    Marcia

    ResponderEliminar
  22. Olá
    Voltei para lhe avisar que há um convite para vc lá no pensandoemfamilia.
    Bom final de semana.
    bjs

    ResponderEliminar
  23. Luma,

    Parabéns a Bia!
    A Elaine é realmente uma profissional sem igual, dá para se confiar de olhos fechados.
    Seu comentário vai ficar guardadinho até o final do sorteio.
    Obrigada pelo carinho, beijos

    ResponderEliminar
  24. Força para a BIA (já lá fui espreitar)! Muito interessante e bem concebido.

    bjs

    ResponderEliminar
  25. Luma, acho que esse foi um dos posts mais belos e reflexivos que fez...quantas vezes me pergunto isso? Pra onde vai todo esse conhecimento que acumulamos? Será que se perde no cosmos, tal e qual poeira de estrelas? Não sei a resposta...às vezes tenho quase certeza que sim, outras vezes acho que não é possível que seja assim...talvez sejam ainda velhas reminiscências católicas que tenham ficado gravadas, entranhadas na minha memória genética...Só sei que nada sei...ainda bem que podemos refletir juntas....beijos querida,

    ResponderEliminar
  26. Luma
    Que a Bia continue a receber do céu uma chuva de bençãos neste dia em especial.
    Voce não imagina como tio Nelson já está lucido e querendo saborear novidades na sua cozinha
    com carinho Monica

    ResponderEliminar
  27. Luma, que bom te rever!
    Olha, eu também compartilho da sua opinião, nada aconteve por acaso mo universo, nada.
    Querida, obrigada pela sua sempre bemvinda visita e mil beijos e ternuras...
    Lindo final de semana!!!

    ResponderEliminar
  28. Que bom descobrir seu blog, esse espaço que abre a consciência e permite um novo olhar sobre todas as coisas, mesmo as que aparentemente são "menores". Obrigada por esse discernimento e essa sabedoria que compartilha com a gente, nessa busca renovada por equilíbrio e paz. Grande abraço!

    ResponderEliminar
  29. Querida Luma,
    Muito obrigada pelo seu comentário carinhoso no post da Flora. Sua visita me trouxe consolo.

    Muitas felicidades para a Bia!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  30. Hello Luma! Thanks for your nice comment on my blog, I hope you've had a pleasant weekend!
    Happy Birthday to Bia!

    ResponderEliminar
  31. Para nos fazer refletir...beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  32. Parabéns para Bia e celebrar é sempre preciso! A vida é muito curta para se viver amargando.Há muitos e muitos motivos para acreditar em nós, no futuro bom e que há uma Força superior que pode nos trazer , esporadicamente à Terra, espíritos mais evoluídos, para que nos ajudem... Sim, lemos os outros, mesmo sem saber como,é só observar bem... Adorei a postagem Luma! Um beijo!

    ResponderEliminar
  33. temos q celebrar, sempre.
    interessante essa menininha russa. nunca tinha ouvido falar nela..vou ler o link q colocou aí.
    e fiquei interessada em ler esse livro, parece interessante.

    Uma ótima semana para você!!!

    /(,")\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_................

    ResponderEliminar
  34. Luma estou em casa sim, de ausente mesmo somente na última semana, porém quietinha... é uma fase, acho, passará.
    Vim te agradecer o carinho do não esquecimento de mim rs e encontro esse post lindo.
    Obrigada!

    Bjs
    Mah

    ResponderEliminar
  35. Luma, eu gosto de pensar que a iteligência reside em bolsões no universo e alguns de nós tem maior capacidade de acesso a eles, outros ficam insistindo em não tentar buscar estes saberes, ou tentam com tamanha impericia que ficam bloqueados....rsrs
    Sabe adorei sua presença em meu blog, vim agradecer e gostei muito daqui ...vi que partilhamos de mesmos pensamentos, pelo menos no que se refere a "alguns" assuntos que li at´agora...voltarei mais vezes.
    Abraços

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor