Certo ou errado, porque correr o risco?



Nas duas últimas postagens falei basicamente do porque as pessoas escrevem e como elas fazem isto. Ganha a escrivaninha como o lugar ideal para escrever, mas existem lugares inusitados, entre eles, a própria cama, ilustrado no post anterior pelo escritor Michael Morpurgo [imagem].

Eu não escolho lugar para escrever, basta que tenha meios para isto. Estou agindo errado. Essa noite acordei com vontade de escrever e fiquei com preguiça de levantar. Resultado: perdi o sono porque as palavras pipocavam dentro da minha cabeça e sentia grande necessidade de organizá-las em um texto. O que fiz assim que tomei meu café.

Talvez por isso os animais durmam tão bem, eles sonham sem pensar. Fico olhando o Max em seus longos cochilos, algumas vezes ronca e agora deu para colocar a linguinha para fora enquanto dorme. Coisas da idade! E por ficar tanto tempo deitado, esparramado pelo chão, também apareceram os famosos calos, principalmente nos membros anteriores, onde temos que passar hidratantes emolientes para não rachar/doer.

Os animais sentem o peso da idade naturalmente e dificilmente reclamam. As pessoas, ao contrário, começam com os "ais" logo cedo e mais tarde, começam os problemas nas juntas. Como dizia minha mãe: "Junta tudo e joga fora!".

Para prolongar a vida útil destas "almofadinhas" que ficam entre as juntas e que amenizam o atrito de um osso sobre o outro, existem cuidados básicos, como ter "boa postura" e praticar exercícios específicos. Quem tem doença congênita, também tem que aprender a melhor conviver com esses problemas que aparecem nos ossos. Previna-se! Dificilmente alguém escapa deles.

Você já ouviu falar em ergonomia?

Pela imagem você pode imaginar do que se trata. A expressão tem um sentido bastante amplo, que na prática significa tudo o que existe onde há trabalho humano e que afeta diretamente seu nível de produtividade, segurança e conforto.

Através do seu estudo pode ser melhorada a interação do homem com as máquinas, equipamentos, sistemas e produtos, reduzindo acidentes, erros, doenças ocupacionais, etc., melhorando os hábitos, amenizando prejuízos, apresentando soluções cognitivas, físicas e organizacionais.

O uso da ergonomia no dia a dia doméstico vai além do conforto, segurança e produtividade; profissionalmente dentro da engenharia de produção e sistemas que desenvolvem projetos que avaliam a produtividade, existe a preocupação em otimizar tarefas e postos de trabalho, tornando-os compatíveis com as limitações das pessoas, revendo necessidades e valorizando as habilidades.

Cada vez mais, as empresas procuram por profissionais da área para otimizar a capacidade produtiva dos funcionários e também para seguir as normas da legislação do Ministério do Trabalho e Emprego (NR-17) que exige das empresas boa condição ergonômica. Serviços estes que são oferecidos por profissionais com pós-graduação latu sensu.

Taí uma boa área para você se especializar! Precisamos de profissionais na área com formação em engenharia, arquitetura, designers, médicos, fisioterapeutas, terapeutas, psicólogos, entre outros, inscritos no Sistema de Certificação do Ergonomista Brasileiro (SisCEB), emitido pela Associação Brasileira de Ergonomia (Abergo) #ficaadica.

Enquanto esse profissional não chega até você e embora pense que a incidência de doenças relacionadas ao trabalho, dificilmente irá lhe afetar, há inúmeros problemas potenciais que causam diversos sintomas desagradáveis e são até mesmo incapacitadores. Medidas preventivas podem reduzir riscos:

  • Tensão ocular - Muito tempo diante do computador pode causar tensão nos músculos dos olhos. De tempos em tempos, fixe o olhar em algum ponto distante e evite que fontes de luz reflitam na tela.
  • Ajuste a posição de sua cadeira - Para evitar a má postura, sente-se em posição relaxada, com os pés apoiados no chão, a coluna ereta e bem posicionada. Use um apoio para os pés se não for possível abaixar a cadeira.
  • Danos por tensão repetitiva - São causados pela postura incorreta, como digitar em um teclado colocado na altura inadequada. Os sintomas incluem dores nos pulsos e braços, formigamento ou dormência nas mãos. O único tratamento é o repouso.
  • Altura correta da escrivaninha - A altura correta deve permitir que, ao digitar, seus braços formem um ângulo de 70 a 90 graus em relação ao abdome. A tela deve ficar dentro de um ângulo de 30 graus de sua linha direta de visão.
  • Sua altura, altura ideal para a escrivaninha: 1,50m/57,5cm - 1,62m/60cm - 1,67m/62,5cm - 1,73m/65cm - 1,85m/70cm.

  • Outras medidas saudáveis:

    • Evite a fumaça - A inalação da fumaça do cigarro de outras pessoas, eleva o risco de câncer de pulmão, asma e enfisema.
    • Regule a temperatura - Ajuste o sistema de aquecimento ou ar-condicionado para não sentir frio ou calor. Lembre-se que as plantas tornam a atmosfera mais úmida.
    • Melhore a iluminação - A luz de lâmpadas fluorescentes deve ser filtrada para cortar a circulação de alta frequência, que causa dores de cabeça e fadiga ocular. Se possível, use uma luminária ajustável.
    • Mate a sede com água - Evite substituí-la por refrigerantes, chás ou café. Nosso cérebro fica confuso e tende a explorar outras necessidades; se a pessoa fuma, uma maior necessidade de nicotina ou então, pede açúcar, comida, qualquer besteira, menos água. Se sentir vontade de fumar ou comer, tome um copo de água antes. O açúcar só é saudável quando consumido através de alimentos naturais, pois é esse açúcar que leva oxigênio ao cérebro.
    "As sensações de sede e de fome surgem devido a baixos níveis de energia detectada pelo cérebro. O cérebro obtém energia através da "hidro eletricidade" e do açúcar presente na circulação sanguínea. As sensações de sede e fome são geradas SIMULTANEAMENTE para indicar as necessidades energéticas do cérebro. Nós não reconhecemos adequadamente a
    sensação de sede e supomos que ambos os indicativos sejam vontade de comer. Nós comemos comidas quando o corpo deveria receber água. Nas pessoas que perderam peso (citadas acima), bebendo água antes de comer comida, eles souberam separar adequadamente as duas sensações. Eles não comeram em excesso tentando satisfazer a vontade de ingerir água" [terapia energética]

    Acho que agora você está preparado fisicamente para escrever muito, muitos textos!

    46 comentários :

    1. Olá, Luma!!
      Excelente postagem. Como a gente se descuida, meu Deus! Já tratei de "arrumar" minha postura. Mas gostei mesmo do último item: "mate a sede com água", ok, vesti a carapuça. É que adoro coca (que vergonha, ainda bem que meus netos não estão lendo esse meu comment, rsrs!). Mas prometo: (dedos cruzados) vou tomar água quando a sede bater! Beijo amiga.

      ResponderEliminar
    2. Olá !!! Puxa vida, até cansei ! Eu não tenho uma postura 100 %, ás vezes me pego toda tortinha, conserto a postura e dali umas horas..pronto, começa tudo outra vez.
      Beber água, eu bebo ! Não troco por refrigerante nao, eu nao estou tomando refrigerante desde março (fiz promessa), entao bebo é muito suco. Natureba , claro !
      É duro saber que está errado e nao conseguir corrigir... passa batido.

      Bjks !!! (com a coluna bem retinha)

      ResponderEliminar
    3. Vixe, nem me fale, por que em materia de ergonomia estou nota 3. Estou escrevendo no lap, em cima da perna, o que ja me disseram que distroi nao so a coluna com a posição errada como destroi o computador. Hei de melhorar.
      Fiquei sabendo que voce ganhou m premio extraordinario pelo seu blog!!! Parabens Luma, voce merece!!! Seu blog é realmente o number one da blogosfera.
      Muitos beijos,
      Cam

      ResponderEliminar
    4. Ops, no lugar de distroi, leia-se destrói...

      ResponderEliminar
    5. Mas ontem eu tinha te visto no final da madrugada...

      Mas gostei de saber noticias do Max, mas no caso do Botafogo, ele está perdendo os dentes da frente, coisas infelizes da idade que ele está.

      Não penso tanto na ergonomia de escrever, infelizmente já vejo que seja um velhinho remusgam.

      Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

      Fique com Deus, menina Luma.
      Um abraço.

      ResponderEliminar
    6. Luma, está tudo errado aqui. Por isso morro de dor. Preciso tomar providencias.

      ResponderEliminar
    7. Ai Luma, isso era o que deveríamos mesmo fazer...

      Meus problemas maiores são da postura e água.

      Gostei de ler seu texto, pois me lembrou olhar para um ponto fixo longe, e tirar os olhos do pc. Fiz assim que li :)

      Obrigada!

      Beijocas

      ResponderEliminar
    8. Ojalá eu esteja, Luma! Mas sei que num tô nada...

      Se a gente pudesse "vestir" seu texto como uma roupa... Se a simples leitura já nos protegesse, a proteção do conhecimento materializada... Bem, deixa pra lá que já "divaguei" demais hoje (e com má postura!).

      Olha, o que posso dizer é que na gravidez as mulheres têm oportunidade de rever este assunto. É preciso reaprender muitas posturas para evitar lesões e até mesmo desconfortos momentâneos em função do tamanho e do peso da barriga. As posições têm de mudar quando for calçar sapatos, dormir, abaixar-se, escovar os dentes e até subir escadas. Reaprender tudo isso é uma boa oportunidade para manter o hábito das posições corretas mesmo depois do "sumiço" da barriguinha, não é?

      Um abraço,

      Michelle Siqueira

      ResponderEliminar
    9. Luminha, teu post está bótimo!
      Mas podia ter sido escrito uma semaninha antes que eu fiz meu novo cantinho de computador, se bem que o maridex engenheirex já viu isso tudo, mas a bela cadeira que ganhei, cara pacas por sinal, precisa de uma almofadinha nas minhas costas, afinal sou meio baixinha. hehe
      Mas, de resto, pelo que constatei está dentro dos trinques tudo.
      Valeu as dicas e a água, essencial a lembrança e tomara que a Glorinha esteja lendo isto, já disse isto a ela, mas ela parece mais uma camela. hehe
      beijinhos cariocas

      ResponderEliminar
    10. Fui engenheiro industrial e minha função era construir fábricas, desde toda infra estrutura até melhorias do processo de fabricação. A ergonomia trazia inúmeros benefícios, desde diminuição do tempo padrão, dispensas por problemas ortopédicos e claro, diminuição dos custos de fabricação.
      Mas estudos de posturas e ergonomia, não devem ficar limitadas ao chão de fábrica, nos escritórios e em casa mesmo, se adotarmos medidas simples, a qualidade de vida será excelente, por muito tempo.

      Para quem trabalha sentado numa escrivaninha por muito tempo, é bom levantar-se a cada hora e fazer alongamentos nos braços, costas e pescoço, o alívio é imediato

      bj

      ResponderEliminar
    11. Excelente post Luma, a gente tem q se policiar com postura senão acaba adquirindo um LER ou tendinite.
      Big Beijos

      ResponderEliminar
    12. Super comentário pelo tempão que não vinha aqui :D

      Ergonomia "rules" nos meus espaços tecnologicos, heheh... inclusive está $$agendada$$ a troca da cadeira no studio de casa, pra poder passar ainda melhor pelos longos periodos enfurnado frente ao pc. Uma dica: deixe sempre um copo d´água junto aos locais onde voce fica mais tempo. Voce cria esse hábito para o organismo, e mata varios coelhos com 1 cajadada: sempre fará uma pausa, hidatará o corpo, tomará os dois litros recomendados e inibe um pouco do apetite.


      Tenho fotos dos cantinhos onde escrevo em casa e no trampo só no orkut... mas geralmente uso esses dois lugares [pra escrever direto no computador] e estiradaço na minha cama, ou na mesa do meu quarto [mas postarei mais além sobre os "cantinhos onde crio, obrigado pela ideia de postagem =)].

      Confesso que o mais longe que vou quando imagino os escritores é mais o processo criativo em si do que os lugares onde realizam isso; talvez pela multiplicidade de lugares que uso me desapeguei do onde, e reflito sobre o como. Penso na rotina que seguem, periodos de trabalho criativo, o que faz com que se percam e o que prescindem para total concentração, coisas assim.


      Sobre o post vida de escritor, em especial quando comenta sobre a gente [re]ver muitas coisas na blogsfera, recomendo esse TED Talk aqui | http://www.ted.com/talks/view/id/916 | que ilustra bem essa questão do "tamanho que damos para o mundo e o que realmente fazemos por ele".

      O blog pra mim ainda é o que sugere sua origem: um espaço pessoal para mostrar suas ideias. O uso que outras pessoas tem feito nada mais é do que o reflexo do tamanho das suas ideias... as demais coisas diferentes disso são os sites novos que pipocaram nos ultimos dois anos e cabem no tamanho das ideias que as pessoas outrora só tinham o blog para colocar. Eu mesmo olho para o meu perfil no google, vejo quantos "sites sociais" existem listados ali, e me surpreendo como consigo ter uma coisa nova / diferente para cada lugar...

      mas voltando a essencia do tema: Acredito que a maioria dos escritores quer uma resposta. Por isso desenvolvem um estilo proprio para fazer suas perguntas... uns imitam, uns adaptam, outros copiam... mas todos querem respostas.

      ResponderEliminar
    13. Oi Luma para evitar que algo fique para trás e que minha mente inquieta não sossegue tenho na minha mesinha de cabeceira um caderno e caneta. Assim está sempre a mão.
      Temos que corrigir nossa postura mesmo, ainda mais nessa última década em que passamos a maior parte do tempo sentados em frente a um computador.
      Difícil corrigir hábitos errados, mas evita problemas futuros.
      Um beijo

      ResponderEliminar
    14. E respondendo cá ao comentário que deixou pra mim: obrigado por todo o carinho :D! Conseguiu ouvir as músicas? Eu vi e adorei os desenhos, e logo depois que ler voce e outros textos, vou enfrentar os 5 graus de Curitiba embaixo das cobertas terminando uma ilustra, heheh... meu hobby tem sido montar o caderno de recortes, ensaiado há quase anos e que enfim consegui. Meditação + criação, só alegria :)...

      [já se recuperou plenamente da pneumonia?]
      beijão!

      ResponderEliminar
    15. Luma
      Lá em casa eu tinha um lugar para fazer minhas aulas, mas eu gostava mesmo era de preparar na sala de almoço porque a mesa é enorme.
      Aqui em BH eu coloco de uma vez no blog.
      Porque senão não dá tempo de comentar.
      E o local é aproprido sem confusão. No quarto de minha irmã.
      Com carinho MOnica

      ResponderEliminar
    16. Oi Luma!!

      É, eu também não consigo dormir quando há palavras passeando pelo meu sono, preciso sentar e organizar todas elas porque senão já era... rs... Mas o animais, hein?! Eu tenho para mim que eles já sentem as palavras organizadas dentro deles. Aquele sono tranquilo, os sorrisos, o carinho, e tantas outras coisas, acredito que sejam palavras organizadas dentro deles... Eles "escrevem" com a alma e o carinho demonstrado, rs...

      Nossa, eu preciso seriamente melhorar a minha postura, preciso mesmo e urgente!!

      Beijos querida!!^^

      ResponderEliminar
    17. Oi Luma!

      Eu tenho meus locais preferidos para escrever, mas confesso que muitas vezes minha febre de palavras, minha verborréia é tanta, elas descem feito enxurrada (aí ´já pensei num post) e eu nem me sento direito. Onde o notebook estiver , eu começo a digitar e sei que está errado. Minha mesa de trabalho tem um note, é modelo tradicional de pcs, mas aqui em casa eu escolhi um canto fresquinho, mas nem sempre é o ideal... Valeu pelas dicas!

      * OLhe , a árvore está frondosa, toda verde, mesmo assim vou tirar as fotos. Quando ela voltar a ficar caduca, eu tiro a fotografia novamente e te mando. Pensei até que tinha tirado daqui numa de suas idas a PA.
      Ela fica na rodovia na segunda entrada de jacuticy no sentido de quem vem de SP pra PA.

      Beijos!

      ResponderEliminar
    18. Menina, trabalhei muito tempo como recepcionista. Em uma das empresas, sempre tinha um profissional da segurança do trabalho vigiando a nossa postura, para ninguém aparecer na empresa depois dizendo que não tinham condições favoráveis de trabalho. Tudo era voltado para o bem estar do trabalhador rs. E era mesmo! Em relação aos bichinhos, cara ... eles são infinitamente superiores a nós! Eu acredito nisso mesmo. A gente reclamada de tudo desde novo, nem precisa ficar velho p/ isso rs. Bjão e boa semana.

      ResponderEliminar
    19. Luminha,
      obrigado por continuar a historinha!
      Já publiquei sua continuação...

      Eu escrevo em qq lugar...

      bjo

      ResponderEliminar
    20. Sobre as tais dores nas juntas, estou com bursite no quadril esquerdo é algo extremamente doloroso. Mas no meu caso acho que é esforco repetitivo para erguer Flavia na cama. Isso acaba sobrecarregando uma parte do corpo e lá vem as dores. Foi o que me disse um dos médicos que consultei.

      Quanto a escrever, tenho sempre comigo lápis e papel. e quando as idéias chegam, escrevo onde eu estiver.

      O Max está envelhecendo e assim como nós humanos,os aniais também vão ficando mais debilitados. Ultimamente ando me sentindo assim. debilitada. Mas só fisicamente.

      Beijos!

      ResponderEliminar
    21. Olá Luma,
      O teu post é de facto importante pela matéria que aborda. Eu até já tinha lido matéria similar, mas nem sempre sigo isso à risca. Um dia virão as queixas!...
      Agora que voltei a ler, já te «fanei» metade do teu post, para o imprimir e colocar aqui à frente do meu nariz.
      Beijinhos,
      Manú

      ResponderEliminar
    22. Luma, quanta informacäo interessante nesse post, eu tenho que assimilar quase todas. No momento estou aqui jogada no sofá, com o computador nas pernas, toda torta, com sede e preguica de beber água. Essa da sede em vez de fome é interessantíssima, vou prestar mais atencão e beber mais água.
      A maioria das coisas que eu julgo interessante e que poderia escrever eu deixo no pensamento e não coloco as palavras nem no computador nem papel, meio que por preguica de ordenar o pensamento em texto, meio que por preguica de comentários em caso de polemizar.

      Beijo

      ResponderEliminar
    23. - Durante 15 anos nunca bebi outro tipo de bebidas a não ser água, chás, leite e sucos.
      - Entre 15 e 16 anos por duas vezes me embriaguei.
      - Entre os 16 e 34 só bebi água, alguns chás, alguns leites e sucos.
      - Entre 35 e 41 anos bebi de tudo que era possivel.
      - Aos 42 anos, indice de açúcar suspeito, suspeita da diabete hereditária ter chegado, tudo suspenso novamente.

      Só água novamente!

      ResponderEliminar
    24. Bá, Luma esse post é super importante! Eu tenho a postura péssima na frente do pc e basicamente passo o dia inteiro na frente dele. Teve um dia que fui parar no hospital achando que estava infartando ( ai que vergonha kkkkkk ) fiz eletro e tudo... Daí o médico precionou um ponto em minha coluna e quase morri de dor, resultado: Eu estava com uma lesão na coluna.
      Beijos

      ResponderEliminar
    25. Oi Luma, gostei muito do post, aprendi várias coisas com ele, mas o que mais gostei de aprender foi sobre a sensação de fome e de sede. Realmente devemos aprender a matar a sede com água e não com coisas pouco saudáveis e muito calóricas; eu também preciso aprender isso. Um óptimo dia para ti. Beijinhos

      ResponderEliminar
    26. Bom dia Luma!
      Fui lendo e me consertando ao longo do texto. Pra finalizar, após esse comentário, vou beber um copo d'água. (risos).
      É verdade, de vez em quando tenho que ser policiada, pois saio totalmente do bom padrão.
      Adoro escrever e não tenho um único local. Se vierem as palavras, pego o papel e a caneta e mando "brasa".
      Mas quando estou bem sentada no meu cantinho, é melhor sim.
      Adorei teu post de hoje.
      Xeros

      ResponderEliminar
    27. Gostei imenso desta tua aula didática e que muitos deveriam levar à risca.

      Sempre tive cuidado comigo, porque se e não tiver ninguém irá ter por mim. Nos 35 anos de serviço lá andava eu: levanta-te e empurrava a cadeira e endireita as costas, assim e zás:); por vezes sem dizer nada desligava os aparelhos de ar condicionado e ou ar quente conforme a época e foi graças a eles que ganhei uma rinite alérgica. Por cima de todos os aparelhos pus uma tigela com água para que o ar não ficasse tão seco. Fumava, mas nunca fumei na secção bem ao contrário de outros e felizmente tinhamos janelas amplas e sem nunca bater o sol, a luz foi sempre natural e nunca artificial. Plantas...várias e algumas bem grandes:)
      Na altura eram as máquinas de escrever eléctricas e sem se aperceberem eu própria levantava ou baixava as cadeiras para que tivessem uma postura mais correcta. Depois vieram os computadores e por vezes lá os via com o nariz colado às telas sem manterem a devida distância. Para que parassemos um pouco e depois de fechar ao público...ai que barracas que eu aprontava, como deitar um agrafador de metal ao chão...e enquanto viam...o que foi? desviavam o olhar da tela:)

      Hoje no ramalhete dos reformados, ando sempre com uma caneta e um bloco de notas onde anoto o que vejo, algum pensamento e sobretudo as "tiradas" das netas:) agora na cama? aí desligo o computador cerebral e faço como o teu Max, mas não sei se durmo com a ingua de fora e não tenho como comprovar:))))

      Odeio ouvir os "ais" e nisso a minha mãe há anos e anos que é a senhora dos "ai-ais" e já lhe disse que dá entender que lhe dói alguma coisa...mas não é tal e qual a minha avó que ainda era pior.

      Não padeço de males maiores e desvalorizo os que vão aparecendo, mas felizmente sou como a tua mãe numa de "junta tudo e joga fora".

      Obrigado por este momento de leitura, feita com várias pausas e saidas até à cozinha ou varanda...arejando os olhos e o corpo:)

      Um beijo do lado de cá do oceano, onde está um calor delicioso mas de lascar. Como tal...vou passear:)

      ResponderEliminar
    28. Este comentário foi removido pelo autor.

      ResponderEliminar
    29. DEsculpa, mas de vez em quando sai em duplicado, pelo que apaguei!

      Já agora...bebam muita água como eu sempre fiz e faço!

      ResponderEliminar
    30. Oi!

      E eu aqui, na escola digitando este comentário em uma cadeira desproporcional ao meu tamanho. Não é a toa que ando com problemas na coluna. Ando fazendo tudo errado.

      Saudades de vir te ler. pena que não posso vir mais vezes.

      Falou no Max e aproveito para mandar um carinho especial para ele, mesmo longe ele também faz parte dos meus pensamentos.

      Beijos!

      ResponderEliminar
    31. Oi Luma!!!

      Depois de ler seu post percebi que to perdida, vou ficar cegueta, torta e cheia de tendinite ;)

      Saudades de você, um beijo pra você e outro pro Max.

      ResponderEliminar
    32. Isso é uma constante para mim. Acordar ou mesno não conseguir dormir porque a cabeça está "pululando" de ideias virou "a minha cruz". (rs)

      Essas dicas posturais são mesmo eficientes. O problema é que nunca vi ninguém se sentar assim por muito tempo. O ser humano foi feito para lutar contra o que é bom para ele. Por isso bebemos álcool, fumamos, comemos muita coisa gordurosa e em quantidades cada vez maiores e etc...

      ResponderEliminar
    33. Por aqui se fala muito em ergonomia no trabalho. Mas não acho que resolve muito quando grande parte do contigente de mão-de-obra viaja 5 horas por dia em ônibus desconfortáveis, com posturas inadequadas. Daí o resultado: centenas com problemas crônicos de coluna...
      Bjs.

      ResponderEliminar
    34. Luma,vim dos e-mails onde recebi um dizendo que a principal causa da
      confusão mental no idoso é a falta d'água. É o meu futuro, pois esqueço de tomar água, não sinto sede.
      Já com as juntas, tô com o que tua mãe dizia, dá vontade de jogar fora mesmo.
      Bjim, cosquirídia.

      ResponderEliminar
    35. Oi Luma! Ótimo tema principalmente para nós que vivemos debruçados no computador. Eu mesma vivo com dores nos olhos, na costa, devido a má postura. Espero uma hora aprender a ser mais disciplinada e me corrigir toda vez que me pegar sentada errada.
      Bjs

      ResponderEliminar
    36. Pior é quando vem o sono, e a gente reluta em querer escrever mais um pouquinho, ler mais um pouquinho...afffee não há costas, pescoço que aguente hein?! eu sou bem desse tipinho rsss...
      beijão grande,
      tk care

      ResponderEliminar
    37. Oi Luma!
      Muito obrigada pela sua visita no meu blog!
      Que bom que vc gostou do post.
      Quem sabe se um dia quando vc vier aqui no Rio, agente combina de ir em algum programa cultural.Eu moro em Niterói mais trabalho no Rio.
      Bjs, Rozani

      ResponderEliminar
    38. Sim. Já tinh ouvido falar de ergonomia. Mas por mais que conheçamos certas coisas como a ergonomia, terminamos muitas vezes deixando o bom senso de lado e o pescoço e a postura sofrem.
      Belo blog. Parabéns.

      ResponderEliminar
    39. Luma,

      Sou das antigas. os textos que realmente gosto são escritos à mão, normalmente no verso de folhas já utilizadas, material publicitário, etc. E os escrevo na mesa da cozinha, quando estou sozinho em casa, pois sem silêncio não consigo me concentrar. Nesses momentos o texto flui e em pouco minutos escrevi o que queria. As pequenas correções são feitas no momento de passar o texto para o pc. Quando escrevo diretamente no pc acabo brigando com o texto e não tenho nenhuma paciência para rumores; quase sempre o humor fica comprometido.

      Off topic - algumas observações sobre meu último post:

      - A "Ela" não era a minha filha, mas a minha esposa (fiquei na dúvida se você achou que minha filhas tenham nascido aqui, mas esclareço que ambas são de Salvador). A "Ela" nasceu em Assis - SP e o "Ele" nasci no Rio. Somos todos brasileiros. :)

      - A produção de leite na Itália é uma coisa engraçada, pois os produtores têm uma cota máxima de produção, o que os obriga a importar leite de outros países. Como a cota do leite funciona em toda a Comunidade Europeia, todos os outros países encontram-se na mesma situação.

      - Comprar leite em embalagem longa vida é comprar leite processado. UHT é a sigla usada para infomar que o produto foi tratado com altíssima temperatura = retirar a água do leite, que vira pó e reintroduzir a água depois. No fundo das embalagens longa vida há um número dentro de um círculo, informando quantas vezes o leite foi "reprocessado". Na prática isso significa que o leite próximo à data de validade é recolhido pelos produtores e é reprocessado ganhando uma nova data de validade. O ciclo pode ser repetido por até oito vezes. Ou seja, você pode encontrar nos supermercados embalagens de leite longa vida com o número 8 dentro de um círculo no fundo da embalagem, informação que raros consumidores possuem. Eu o chamo de "leite da vida eterna".

      - Para evitar que o consumidor beba algo que de leite tenha somente a cor, os produtores de algumas regiões - inclusive em Piacenza, onde moro - vendem o leite diretamente através de pequenas estações de abastecimento. Leite produzido no dia. O que sobra é recolhido e utilizado para produzir queijos e outros laticínios, com um controle maniacal por parte das próprias cooperativas, das unidades de saúde pública de cada cidade, do Ministério da saúde e do Ministério da Agricultura. Pode beber sem medo, mas ferva antes: é leite cru. Leia o post da Lucia Malla sobre o assunto, com fotos do Flávio Prada comprando leite:
      http://www.verbeat.org/blogs/facaasuaparte/2010/02/a_maquina_de_leite.html

      - Apesar de tanto controle, a engenhosidade criminosa é maior. Tem sempre alguma notícia informando sobre a descoberta de produtos alimentares alterados. Em uma delas constatou-se que parte do leite comercializado na Itália vem de outros países fora da CEI, muitas vezes sem controle e cheios de produtos químicos (formol, resíduos de remédios para bovinos, etc.); uma outra constatou que o queijo ralado já em saquinhos de algumas marcas famosas por aqui, continham até - pasme! - 10% de queijo. Por isso sempre referi comprar o queijo em pedaços e ralar na hora.

      - Para finalizar: a carne italiana não tem o mesmo sabor da carne brasileira ou argentina. Quando decidimos fazer churrasco, compramos as peças inteiras de um fornecedor conhecido que importa e distribui carne brasileira e argentina. A diferença se sente no garfo.

      Beijocas :)

      ResponderEliminar
    40. Se cuidar nunca é demais e o corpo agradece. Excelente postagem!
      Beijos, Luma, e um lindo fim de semana!

      ResponderEliminar
    41. Muito interessante o post.
      Não trabalho com o computador, mas procuro usar uma boa postura em todas as minhas atividades.
      Quanto a escrever, minha inspiração é sempre para textos pequenos. rs Às penso q não escrevo, psicografo e assim q sou "abandonada" tenho q pôr um ponto final.rs
      Abraços, maravilhoso fim d semana.

      ResponderEliminar
    42. Que post fantástico!! Preciso muito melhorar minha postura :(

      Eu sempre tenho papel e caneta na mesinha de cabeceira para quando dá vontade de escrever, porque se deixar prá depois já não sai do mesmo jeito.

      beijo e ótimo final de semana!!

      ResponderEliminar
    43. Sentar, estudar, comer, escrever, viver.
      Para tudo precisamos de método, mas nem sempre temos força de vontade e disciplina.
      Abraços
      Luiz Ramos

      ResponderEliminar
    44. Olá Luma,
      Pois é, na hora da inspiração não nos preocupamos com a ergonomia. Com algumas dores que por ventura possamos ter.
      Gostei muito das dicas.
      Bjs mil

      ResponderEliminar
    45. Luma, só boas dicas por aqui.
      Eu já ajeitei minha cadeira, mas olha, volta e meia me pego toda tortinha, mas me corrijo ao menos umas 10x ao dia, rsrsrs.
      Água? Minha companheira inseparável.
      Agora, meu melhor cantinho pra escrever está muito mixuruca. Apertadinho...qualquer hora eu mostro.

      * Obrigada pelos seus comentários e dicas sempre preciosas lá no Lichia viu. Gosto muito!

      ResponderEliminar
    46. post maravilhoso, Luma!
      água... vou tentar 1,5 litro ao amanhecer!
      bj

      ResponderEliminar

    Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

    ...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

    PlagSpotter - duplicate content checker tool
    Licença Creative Commonsget click

    Algumas coisas não têm preço


    finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
    finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
    Verificar conteúdo duplicado

    Me leve com você...

    Leia o luz no seu celular

    Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

    Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

    Leia mais para produzir mais!

    Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor