Sapos, rãs e pererecas...

No último dia 15 (maio/2010) um incêndio no Instituto Butantan, destruiu 500 mil espécies de animais que faziam parte de uma das principais coleções preservadas para pesquisas no mundo; percebi o quanto as pessoas associam o instituto aos serpentários e viveiros com centenas de cobras; os anfíbios aos sapos e de Vital Brazil, pouco conhecem da contribuição deste brasileiro nas pesquisas científicas e educação ambiental.

O Instituto Butantan (@Butantan) está fechado, de luto, mas quem estiver em São Paulo, pode visitar a exposição "O Pulo do Sapo", uma parceria entre o Museu do Instituto Butantan, Museu de Zoologia da USP e o Zoológico de São Paulo, onde é mostrada grande quantidade de variadas formas de vida sobre a terra.

A exposição surgiu do estímulo dado pela campanha internacional iniciada pela Wildlife Conservation Society (WCS) - Sociedade para a "Conservação da Vida Selvagem" - que possui vários programas educacionais de alerta sobre a vulnerabilidade dos animais que são ameaçados pela poluição, desmatamento e mudanças climáticas, dentre eles, os anfíbios ameaçados de extinção; foi definido o ano de 2008 como o "Ano do Sapo", para alertar os povos sobre o desaparecimento de sapos, rãs e pererecas. Vale a pena conferir a exposição que devida a importância, se tornou permanente na Fundação Parque Zoológico de São Paulo.

princepesco
imagem

Os anfíbios estão atraindo a atenção de biólogos do mundo todo, por serem importantes predadores de insetos e indicadores da qualidade de vida na terra e na água (anfíbio do grego anphi = duplo + bios = vida, que significa “vida dupla“) - por possuírem a pele muito fina, logo são sinalizadas as mudanças climáticas devido ao aquecimeto global.

Em vários lugares no mundo a sua população vem diminuindo, ameaçando a sobrevivência de algumas espécies em alguns locais. O desaparecimento está mais acelerado nos Andes, na Austrália e na Mata Atlântica, sempre abaixo de 600 metros de altitude.

O fenômeno é global e ainda não tem explicação, embora já possa-se antever algumas consequências. Algumas dessas espécies habitam apenas uma região e se elas forem extintas perde-se um patrimônio genético cujo potencial ainda não foi avaliado.

A proliferação de insetos causadores de doenças pode ser outra das consequências do declínio da população de anfíbios. Isto já está ocorrendo na região sudeste do Brasil, onde a perereca Centronella surda está desaparecendo. As larvas desses pequenos anfíbios se desenvolvem junto com as larvas de mosquitos transmissores de doenças. Para exterminar os insetos, o homem usa larvicida e acaba matando as larvas dos dois animais. A longo prazo, no entanto, os mosquitos podem vencer a guerra.

Risco maior está correndo, entretanto, a Phillomedusa ayeaye, conhecida apenas na região de Poços de Caldas (Minas Gerais), onde há radioatividade natural proveniente do urânio que existe no local (alerta às Usinas de enriquecimento). Embora ela possa vencer a radioatividade, está perdendo a luta pela sobrevivência para o homem, que está reflorestando a área com eucaliptos e alterando, com isso, as condições ambientais do local.

Corre o risco, portanto, de ser a segunda espécie de anfíbio a entrar para o "Livro Vermelho dos Animais Ameaçados de Extinção" [clique no link para baixar] - uma publicação organizada por várias instituições ambientais do mundo. A primeira, a Melano phryniscus, mais conhecida como "flamenguinho", que só era vista na região de Itatiaia (Minas Gerais), não está mais tão ameaçada. Ela foi encontrada também em outros locais. Espécies que habitam diversos locais podem ser extintas em algumas regiões e sobreviver em outras. Não é o caso da Phillomedusa.

Os anfíbios foram os primeiros tetrápodes - que incluem ainda répteis, aves e mamíferos - que sofreram, ao longo de dezenas de milhares de anos, modificações estruturais para viver na terra. A passagem da água para a terra foi lenta e progressiva. Os primeiros anfíbios conhecidos do Devoniano (período que começou há 400 milhões de anos e terminou há 340 milhões de anos), estavam mais para peixe do que para sapos.

sustentabilidadeDia Mundial da Biodiversidade - Para chamar a atenção de crianças e adultos para a importância da proteção da biodiversidade brasileira e da crescente da taxa de extinção de animais, 15 jardins zoológicos de todo o Brasil terão atividades especiais, neste sábado (22/05), em comemoração ao Dia Internacional da Biodiversidade [leia+]

Eduque as crianças para um mundo melhor!
sapoPara ler, refletir e agir

- Problemas ambientais: temos consciência da influência dos mesmos em nossa vida?
- Porque o homem se acha dono da terra, muda todo o ecossistema para dizimar espécies que levaram anos para evoluir? E o Brasil passará a enriquecer urânio para o Irã...

21 comentários :

  1. Nossa Luma, que coisas mais importantes voce esta dizendo. E como ando alienada das noticias. Moroem SP e nao sabia que nada tinha aconecido ao Butanta. Esssa parceria USP Zoologico vai ser importante tb para levantar fundos para reerguer o Butata. Quanto a Vital Brasil, alem de eu ter morado em Niteroi quando era pequena, proxima a esse instituto, fui colega de trabalho de uma das netas dele e ouvi muitas historias bacanas, tipo: ele mandava toda familia passar iogurte no peito das crianças recem nascidas para prevenir alergia ao leite, que eu por exemplo, tenho. Sao pessoas saudaveis , bacanas, orgulhosas do avo ou bisavo que tiveram.
    Sobre o dia da Biodiversidade, minha filha esta numa excursao do colegio, parsa "estudo do meio", as crianças graças a Deus , aos Educadores e aos Pais, estao tendo uma consciencia muito maior sobre a salvação do planeta. Estudar com ela para a recente prova de georgrafia foi emocioanante. Terra, planeta agua... Fomos vendo no You Tube para eu explicar umas coisas. Beijos querida e parabens pela sua sempre primorosa revista.
    Cam

    ResponderEliminar
  2. Tem um ponto que a coleção que foi destruida do Butantan servia, também servia de parâmetro de comparação de especies atuais com as especimes antigos conservados, na qual verificava se houve alguma mutação durante o desenvolver da especie.

    A mudança no clima influência a quantidade de problemas de pele que terei, desde um ressecamento de pele (devido a um clima mais quente), ou até cancer.

    Realmente o homem não é o dono do mundo, mas deveria ser o gerente que cuida bem do lugar aonde ele gere.

    Luma, penso que seja um ponto de controle se o Brasil produzir urânio enriquecido, mas se Irã fosse produzir um bomba atomica, eles iriam comprar (imagino eu) mesmo que fosse material antigo da Guerra Fria.

    Infelizmente, penso que o caso da Termo eletrica seja votada / fabricada de forma se levantar todos os pors e contras para agradar alguém...

    Fique com Deus, menina Luma e Cão Max.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Luma,precisaria tomar uma vacina nesse Instituto com uma extremíssima urgência,mas lamentavelmente passou por um incêndio.Os estudos sobre esses animais são de tamanha importância,abraços.

    ResponderEliminar
  4. é, aquela coisa de um planeta melhor para os filhos e filhos melhores para o planeta. É uma pena que o IB só tenha sido lembrado num caso trágico como este. Tenho uma enciclopédia virtual deles, que recebi quando o primeiro computador da casa foi adquirido, e aquilo era o que de mais tecnológico existia. Hoje mesmo assisti um TEDx que trata de uma solução mais eficiente para monitorar os efeitos climáticos e "acompanhar" a evolução [ou seria involução?] das espécies dessa região.

    permita-me apenas a discordância [mas é discordancia de quem quer ler mais, não de quem não vai te ouvir :D] quanto ao sentido dado ao link no final, que acaba pegando um viés politico. Nessa mesma linha o Brasil subsidia o tráfico e a AIDS, pois vende petróleo para a composição de plásticos que são utilizados nas seringas [só pra exemplificar], é isso?

    Infelizmente é o preço que o país [personificado em seu presidente] acaba tendo que pagar se não quiser continuar dizendo amém para os hoje "5 grandes". Antes assumir que vende, do que vender e fazer de conta que não é conosco o assunto...

    mas existem sim várias outras alternativas para "desenvolvimento" sustentável. Não são pensadas ou porque não são lembradas, ou porque quem está vendendo elas possui algum interesse a suprimir no "jogo".

    beijos! [hoje não esqueci de colocar no mesmo comentário :D]

    ResponderEliminar
  5. LuxLuma
    Não posso deixar de lhe dizer o quanto seus posts impressionam pela clareza e detalhamento de informação. Mas não só por isso, mas pela carga humana que acompanha essas informações.
    Parabéns! É um prazer estar aqui!

    Bjs menina!

    ResponderEliminar
  6. Bom dia querida!
    Qto trabalho perdido neste incendio...muito triste.
    E voce como sempre de um limao fez uma limonada e aprendemos um monte de coisas a respeito dos nossos amiguilhos saltitantes...
    bjs

    Meire

    www.meiroca.com

    ResponderEliminar
  7. Pois então... Qualquer alerta para o desmatamento, a extinção de espécies e as consequências da poluição hoje em dia, é bem-vindo. Induzir à reflexão sobre esse tema é mesmo tarefa de quem se preocupa "de alguma maneira".

    Eu não soube do incêndio, ando lendo pouco pros lados de cá...

    Criar bem os filhos é importante. E não tem a ver com ensinar a plantar árvore, tem a ver com ensinar o valor de sentimentos como a empatia.

    Legal esse lance do zoo. Se eu estive no Brasil, levaria minha pequena!

    É importante também observar o trato (o aspecto) dos animais no Zoológico. Não é porque estão lá que estão "a salvo", muitas vezes é bem o contrário.

    Um abraço,
    MIchelle

    ResponderEliminar
  8. Lumitcha ! Lindo post ! Adoro o Butantan.. aqui emc asa somos fãs. Levo as crianças pelo menos 1 vez ao ano para passear por lá... Meu Miguel adoro bichos e pra ele é um prazer sem fim. Eu sou paulistana, conheço o Butanta há muitoos anos e conheço bem. Aqui em casa nos sentimos de luto tbem e parece que um pedacinho de nós foi levado pelas cinzas.

    Bjks !!!

    ResponderEliminar
  9. Eu estava tentando achar teu email para enviar uma mgs. de desculpas.
    Eu fui completamente imbecil em nao entender o post sobre o falecimento da sua mae. E ainda perguntei se estava tudo bem.
    Burrice minha ! Desculpe pela insensibilidade, ando tão nas nuves que estou esquevcendo de reparar nas coisas.
    Sinto pela sua dor.
    Bjks mil...

    ResponderEliminar
  10. @MARNUNEFREI (Márcio Freitas) Todo material usado além do limite torna-se prejudicial. O Flúor parece o mais inofensivo, não é? Que engano! Obrigada pelos links!

    ResponderEliminar
  11. Luma bom dia!
    Gosto de vir aqui para ler e "ouvir"...
    É sempre muito interessante...
    Que pena o ocorrido com o Butantã...acompanhei a notícia e fiquei triste...quanta coisa perdida!
    Beijos
    Astrid Annabelle

    ResponderEliminar
  12. Luma:
    O bom de ler o seu blog é que ele nos informa e nnos faz refletir sobre o que anda acontecendo em nosso Brasil.
    Infelizmente, alguns tomam conciência e atitude outros continuam indiferentes.
    Obrigada pelo texto inteligente que produziu para nos informar e nos fazer refletir.
    Beijos.
    Anny,

    ResponderEliminar
  13. Desconhecia essa perda incalculável do Instituto Butantan que visitei há tantos anos.

    Gostei de todas esta matéria que amanhã voltarei a reler porque não consegui abrir alguns links.

    Beijos e uma boa noite

    ResponderEliminar
  14. Poxa, Luma, eu também não soube dessa trágica notícia! Realmente uma grande perda.
    E, gostaria de saber porquê todo este interesse de Mr.Lula em colaborar com o Irã?
    bjs cariocas

    ResponderEliminar
  15. Oi Luma,
    Puxa vida eu nao sabia que isso tinha acontecido.. quando eu lecionava ai no Brasil ia muito com meus alunos. Que grande perda...
    Muito obrigada por nos manter sempre informados e por textos tão bem elaborados.
    Bjs carinhosos
    Márcia

    ResponderEliminar
  16. Luma,

    O maior predador (o homem) esquece que faz parte do ecossistema e sai dizimando tudo que o encomoda, sem pensar que todos os seres vivos têm uma função crucial no planeta.

    Está mais do que na hora de acordarmos e deixarmos o planeta seguir seu caminho sem a nossa interferência.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  17. Eu li esta noticia e a sua reportagem é digna de uma reporter da Globo.sempre que vou a fazenda de minha amiga, rezo para ser a epoca dos cantos dos sapos. Eu gostava de dormir ouvindo os coachar.
    Faz tempo que não vou por lá;
    com carinho MOnica

    ResponderEliminar
  18. Oi Luma!
    Quanto tempo não passo por aqui!
    Fui ni Butantan na minha época de escola, lugar fascinante... fiquei triste pelo ocorrido... ainda mais pela perda das espécies...
    Mais uma vez parabéns pelos esclarecimentos e pela riqueza do post!
    Beijos com carinho =)

    ResponderEliminar
  19. Luma, a Beth me informou do seu blog e gostei muito. Li o artigo da doutoranda Adriana Gioda que voce colocou e realmente eh muito apropriado. Por coincidencia eu havia colocado um post sobre aquecimento global no meu blog e esse artigo complementa as informacoes apresentadas. O aquecimento global eh um fenomeno ciclico nao provocado pelo homem, porem este, com toda a poluicao e destruicao que esta fazendo vai torna-lo ainda pior.
    Penso como a Adriana que o grande problema da humanidade eh a falta de conhecimento da grande maioria aliada ao crescimento descontrolado. A humanidade precisa neste seculo nao so controlar a natalidade mas reduzi-la. Infelizmente ignorancia, influencias retrogadas de religioes e grande pobreza trabalham no sentido inverso do que seria a solucao do problema. Essa solucao, a meu ver, vai levar ainda muito tempo, talvez todo este seculo ou mais, porem nao vejo outra. Pretendo abordar esse tema e outros relacionados a esse em breve. Pena que as pessoas que deveriam se informar nem sequer sabem que a informacao existe. Eh como diz o ditado: "o pior cego eh aquele que nao quer ver"; pois eu acrescento que o pior cego eh aquele que nem sabe que eh capaz de ver. Eh quase impossivel retirar alguem da ignorancia e do fanatismo quando ele nao sabe que esta errado.
    abracos
    Eduardo (Shrek)

    ResponderEliminar
  20. Luma, em tempo: nao comentei sobre o Butantan. Eu nao sabia disso, mas o que aconteceu com a destruicao de 500 mil especimens eh uma imensa tragedia cientifica. Confesso que eh dificil acreditar como tal acervo se perdeu.
    Muito triste.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor