Frivolidades

Ele

No café a pelo menos meia hora,

sentada no canto,
Ela lia e se distraia com a fumaça dos cigarros,
Com a forma como as pessoas riam
e tentava se concentrar.

Seus olhos desviavam para a entrada
quando alguma pessoa abria a porta,
não conseguia sair da página quarenta e cinco.

Ela

Ele atrasado e ela esperando.

Então, ele entrou,
procurou seus olhos grandes e castanhos e sentou-se:
- Estou atrasado.

Ela fechou o livro e marcou a página com um palito de mexer café.
Lançou um olhar distraído.
- tudo bem.

Levantou o rosto e olhou para cima.
Ficou observando ele se sentar, apática.

- Estava comprando agrião, longa fila.
- Tudo bem.

Abriu o livro várias vezes fingindo interesse.
- Estava lendo, enquanto te esperava.

- O que fez de bom hoje?
- Li a página quarenta e cinco.

- Mais alguma coisa?
- Pintei as unhas de vermelho, é outro tom - esticando as mãos.

(...)
frívola.
compulsiva.
frívola.
lascívia.
(...)

- o quê?
- lascívia é uma palavra tão bonita quanto frívola.

(espaço de tempo)

Eu gosto quando você sai para comprar cigarros e demora dias para voltar. Sozinha, vou esquecendo do seu rosto e conhecendo pessoas novas que soam mais interessantes que a sua sabedoria ecológica.

Eu converso mais sobre música, sobre bom gosto.

Faço piadas e até sorrio daquela forma mentirosa.

Mas, um dia, você volta, entra, coloca os cigarros na mesa, pega um, me oferece um e senta ao meu lado. então, fica narrando baixinho no meu ouvido, entre sussurros e elogios ilusórios, o que queria de verdade; quando eu tive direito a beijos, como tudo era tão perfeito, quando não importava o dia seguinte, como funcionava o sistema de telepatia para saber quando eu precisava de alguma coisa e todas as pessoas interessantes perdiam a graça, porque elas nunca souberam me enganar como você.

Quando eu penso caio pra trás e quando ajo é pra frente. percebe?

Discos e cigarros. E pode fazer o que quiser comigo, como sempre.

- ahn?!

Agora podem continuar a história...


imagens: Gonçalo Franco e Dominika Pawlas, respectivamente.

5 comentários :

  1. É o que acontece quando a paixão toma conta de uma vida. Se não cuidar, a gt sempre cai pra trás... O ideal é o equilíbrio, como em todo o resto...

    É pra escrever algo como a resposta do pobre que merece um fora?

    "Com os olhos semicerrados arqueou uma sobrancelha, daquele jeitinho que só ele sabia fazer, deu um sorriso e disse:
    -Pshhh... vem aqui, docinho, tenho uma surpresinha que você vai adorar! Vem, vamos pra sua casa...

    E ela, corpo vendido, pensamentos dominados, levanta e sai com ele, ansiosa pelas ilusões da paixão."

    Mata logo, Luma... rsssrrsrs
    Beijos pra vc!
    Marcia

    ResponderEliminar
  2. Fumar pode matar. Esperar é sofrer. Paixão é viver.

    ResponderEliminar
  3. adorei o texto but, não acredto e detesto esta coisa chamada amor

    ResponderEliminar
  4. Adorei o texto, mas depois do que a Márcia escreveu aí em cima, quem se atreve a tentar dar continuidade ao texto???
    Lá vai:


    ...porque é assim que sinto, é assim que sou...

    Me entrego totalmente sem condições de me tomar de volta...
    me jogo de olhos fechados e tenho medo de abri-los e me deparar com a odiada realidade...

    ...porque é assim que sinto, é assim que sou...toda tua, nada minha!



    Quanto atrevimento de minha parte, rsss


    beijão procê Luma

    ResponderEliminar
  5. Oi Luma,

    Obviamente temos aqui um casal que se uniu não pelo Amor, mas sim pelo amor (carne, paixão, febre, cama).

    A moça anseia por mais profundidade, mais intimidade, mais intelectualidade; enquanto que o macho ecológico está comfortável na relação-chiclete ...enfim, histórias que vemos todos os dias.

    Muito bom post, querida :D!

    Obrigada pelo teu carinho lá no meu blogue; amei :D!

    Beijos

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor