Criação do 28º Estado Brasileiro

Não vejo muitas postagens de ajuda mútua nos blogues de brasileiros no estrangeiros. Brasileiros estes que precisam se unir além da divisão do feijão quando estão fora do país. Isto não é uma crítica, apenas uma constatação de uma deficiência que encontro nestes blogues.

Existe a proposta de se criar o Estado do Emigrante - o 28º Estado do Brasil, justo porque a população já chega a mais de 4 milhões dispersa entre os 5 continentes. Nesta soma não estão adicionados os 1,3 milhões de brasileiros em situação irregular.

A 1ª conferência das comunidades brasileiras no exterior que aconteceu no meio do ano passado foi um sucesso e contou com a participação de mais de 200 representantes de comunidades de brasileiros residentes em países da Europa, Ásia, Oceania, Oriente médio, África, América do Norte e alguns países da América do Sul.

O evento foi organizado pelo Ministério das Relações Exteriores e os brasileiros puderam apresentar propostas de articulações políticas junto às comunidades de outros países e debater as diferentes visões entre os grupos, na condução das questões de emigração.

O Jornalista Rui Martins, o principal articulista do movimento "Brasileirinhos Apátridas" defende a criação de cadeiras na Câmara dos Deputados e no Senado que representem as comunidades de brasileiros no exterior e também a formação de um órgão executivo que atue como o vigésimo-oitavo estado brasileiro - proposta apresentada no Congresso Nacional pelo senador Cristóvam Buarque (PDT-DF) em 2005. Essa Proposta de Emenda Constitucional (PEC) prevê a criação de vagas para representantes legislativos das comunidades de brasileiros residentes no exterior.

Esses brasileiros necessitam do fortalecimento das redes de brasileiros em cada um dos países que residem - um órgão oficial de interlocução dos emigrantes brasileiros com o governo federal que represente de fato o interesse de todos, a exemplo do já existente Conselho Brasileiro na Suiça, que também participou do encontro, apresentando documento contendo 10 páginas com propostas nas questões trabalhistas e previdenciária, escolar, homologação de divórcio, divulgação da cultura e serviço diplomático e consular, entre outros.

No próximo mês de Julho, acontecerá o II Seminário Brasileiros no mundo e para tanto faz-se necessária a eleição de um representante europeu na comissão de organização, que se realizará via internet e encaminhado ao Ministério das Relações Exteriores. Rui Martins, tem o apoio do Estado do Imigrante - Leia no site como proceder com seu voto e leia abaixo o e-mail recebido convocando a votação:

“A Subsecretaria de Comunidades Brasileiras no Exterior, do Ministério das Relações Exteriores, vai promover em Brasília, no segundo semestre, a Conferência Brasileiros no Mundo, para discutir a criação do Estado do Emigrante, independente e laico, que pretende se transformar na 28a. unidade da Federação, com parlamentares que representem os quase 4 milhões de brasileiros espalhados em cinco continentes. Uma proposta de emenda constitucional do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) nesse sentido já tramita no Congresso. Dois brasileiros foram eleitos para participar desse encontro: o jornalista Rui Martins, há 40 anos vivendo lá fora (28 deles na Suíça), e líder do movimento, e uma professora que mora no Japão. A criação desse primeiro grupo de representantes dos emigrantes foi proposta pela primeira Conferência, realizada em julho de 2008, no Rio de Janeiro. O Brasil segue o exemplo de outros países, como a França, que criou onze cargos de deputados a serem eleitos pelos emigrantes franceses. Portugal e Itália têm conselhos de emigrantes e também deputados.”

Você que mora aqui no Brasil também pode votar.

Você está sabendo a quê, o governo japonês recentemente sujeita os brasileiros? [leia]

O que acha da proposta do 28º Estado do Brasil?

Beijus,

4 comentários :

  1. Nossa, que interessante, Luma! Vou me informar bem e ler toda a informação que eu conseguir para votar num representante direitinho. Acho muito boa a idéia do Estado do Imigrante. Bjo!

    ResponderEliminar
  2. Olá, Luma!
    Ainda não tenho uma opinião formada a respeito do assunto. Vi algumas reportagens, mas penso que seria mais interessante criar políticas que tragam estes brasileiros de volta. Q nosso país traga esperanças pra nossa gente q precisou ir atrás do "sonho americano" e este sonho, não raras vezes, se tornou em pesadelo.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  3. Bom, ja tentei ver algumas inciativas por aqui, mas é tudo fragmentado.... no final acabo por realizar discussoes de integraçao para todos os imigrantes aqui na Italia e valorizaçao de todos...
    Quem sabe este ano, consiga acompanhar melhor, pois as poucas informaçoes e resposta que tive foram confusas....

    ResponderEliminar
  4. Oi Luma, adoro o seu blog, pois aprendo muita coisa. Nao sabia desse interesse para criar um Estado do Imigrante. Sou imigrante, mas nao tenho uma opniao formada, pois eh a primeira vez que leio sobre isso. Vou ver se me informo mais sobre isso. Mas Como a Lucy mencionou, nao seria melhor se preocupar com os brasileiros que estao dentro do Brasil, assim os imigrantes provavelmente iriam voltar e participar ativamente para o crescimento da economia brasileira?

    bjs e Otima Pascoa!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor