Você não gosta de mim, mas sua filha gosta [update]

Ela pega e me pisca, belisca, petisca, me arrisca e me enrosca...



(...) E como já dizia Jorge Maravilha
Prenhe de razão
Mais vale uma filha na mão do que dois pais sobrevoando
Você não gosta de mim, mas sua filha gosta

"Aconteceu de eu ser detido por agentes de segurança, e no elevador o cara me pedir um autógrafo para a filha dele. Claro que não era o delegado, mas aquele contínuo de delegado." Disse Chico em entrevista ao jornalista da Folha de São Paulo, Tarso de Castro em 11/09/77, justificando os boatos sobre a letra da música "Jorge Maravilha".

Na época, a música foi pouco divulgada e somente gravada ao vivo, supostamente tinha destinatário: O então presidente Geisel.

"Os dois primeiros versos permitiram supor que o destinatário da canção fosse o general Geisel, cuja filha, Amália Lucy, se havia declarado fã de Chico Buarque. "Nunca me passou pela cabeça fazer música para a filha do Geisel", vem desde então desmentindo o compositor. Ele conta que fez esses versos pensando nos policiais que iam apanhá-lo em casa para prestar depoimento e no elevador pediam um autógrafo para a filha. O pior era quando, além da filha, também o pai parecia estar do lado de Chico. Oscilava-se, nesses casos, entre o mal-entendido e a má-fé. O jornalista David Nasser, conhecido por sua posições de direita, pôs-se um dia a louvar Construção - para, num trecho do artigo, a falar da insistência nas proparoxítonas, acrescentar mais uma: "Médici, o nosso presidente." (Trecho do livro "Gol de letras, em Chico Buarque Letra e Música" Cia da Letras, 1989 de Humberto Werneck)

Chiquérrimo, como lhe chamava Vinícius de Moraes. Caetano Veloso, modestamente dizia em nome dos tropicalistas: "Nós queríamos também uma coisa que fosse, de algum modo, feia, enquanto Chico permaneceu realizando só o que era bonito"

Chico completa este ano 65 anos. Gostaria de saber a opinião dele, do pai e de seu primo sobre o acordo ortográfico. Os mais velhos estão à entregar os pontos e os mais novos, coitados! Tiraram-lhes também o assento nas escolas. #Comofaz?

Por conta da modernidade vamos facilitar tudo, não é? Enquanto isto, veja como anda os rendimentos da Indústria Ortográfica Brasileira:

«Já os novos dicionários, adaptados à reforma ortográfica, serão distribuídos ainda em 2009. Segundo Rafael, o MEC estima investir R$ 90 milhões na compra do material que vai ser entregue a 1 milhão de salas de aula em todo o país, contemplando um universo de 37 milhões de alunos da rede pública. Em Minas, a nova coleção deve chegar às mãos de 3,8 milhões de estudantes dos ensinos fundamental e médio. A compra depende do lançamento de um edital pelo FNDE e o processo licitatório deve ser aberto depois da publicação, pela Academia Brasileira de Letras (ABL), da versão final das mudanças ortográficas. O governo federal planeja adquirir três kits de glossários. Um para crianças de 6 a 8 anos, em fase de alfabetização, com descrições simples dos significados e um número máximo de 3 mil verbetes. Outro para alunos de até 10 anos, com até 10 mil palavras. E um terceiro, para ser usado dessa idade em diante, contendo de 19 a 35 mil expressões.» Correio Braziliense

Felizmente, os pais ou o país, agora nem sei - bota acento ou não bota? Ah, vale para os dois. Ambos, pais e país ficarão mais calmos com o tempo. Agora estão putos, os pobres "pais de família que fizeram enorme sacrifício para comprar um dicionário ou uma gramática para os filhos vão agora ter que jogar tudo no lixo.” Dad Squarisi, jornalista editora de Opinião e autora do Manual de Redação e Estilo dos Diários Associados.

De uma forma ou de outra, a nossa vontade ou mesmo o gosto na aplicação da língua portuguesa será diferente, não somente entre os vários países que compõem o  acordo, mas entre os próprios concidadãos dentro de cada um dos países do tratado. Assim, o meu "Boa semana", jamais será igual ao seu, mesmo que eu diga de uma forma muito parecida com a sua. A coerência só é inteligível para aqueles que a vêem de fora.

[update]

The 2008 Weblog Awards

Esteja atento ao cronômetro que dará início à votação que escolherá entre mais de 5,000 indicados em 49 categorias os melhores blogues ao redor do mundo.

O "Luz de Luma" é o único blogue em língua portuguesa a concorrer na categoria "Best Latino, Caribbean, or South American Blog" - Acharam que este blogue é bom o bastante para concorrer com mais 9 finalistas e você, o que acha?



Se você acha que o "Luz" mereça o seu voto, pode fazê-lo somente uma vez ao dia, não mais. Não precisa de cadastro, somente um clique. Então preste atenção às horas. A cada 24 hs você pode votar uma vez.



Quem sabe eu possa representar você na entrega do prêmio em Las Vegas?



Boa semana!
Beijus

5 comentários :

  1. Luma querida, eis uma das razões para eu ter gostado da mudança ortográfica, não propriamente desse acordo mas de mudarmos algumas regras: de repente estamos todos pensando sobre a construção das nossas palavras.

    Mário Prata disse uma vez que aquele vocabulário limitado de mensagens rápidas em chats não era um problema. Eram, segundo o próprio, milhares de jovens mostrando interesse na comunicação escrita. Ledo Ivo disse que era um sinal do quanto a comunicação muda a linguagem.

    Daí tentamos padronizar, impor regras comuns para toda a suposta comunidade lusófona (afinal termos a língua em comum torna a comunidade apenas suposta, não é suficiente para comunhões de ideias).

    O mesmo governo que compra dicionários para as crianças não dá o exemplo. Como divulgou o blog do Noblat na última semana, os funcionários dos ministérios não foram treinados na mudança. Será divertido ver o presidente da República tentando justificar mudanças em regras de português.

    Resta-nos crer que nossa língua reagirá por meio dos seus falantes, que em sua maioria pouco se importam com o lugar onde fica o acento agudo, querendo primeiro um assento onde trabalhar em tempos de crise galopante.

    As mudanças das nossas regras são diárias. O Marquê de Pombal aboliu o tupi como idioma oficial mas não conseguiu eliminar as palavras indígenas de nosso vocabulário. Mas mudá-las por decreto não é garantia alguma de unidade vernacular nem ortográfica.

    Abraços e boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que temos até 2012 para adaptarmo-nos a reforma. Apesar de que sempre me neguei a usar o trema.

    Claro que quero que nos represente em Las Vegas e para tanto estou contribuíndo com meu clique.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Trema, nada tema, unidos venceremos!!!! :o)

    Luminha, pode conter com o meu voto!!!

    ResponderEliminar
  4. Grande Luma! É sempre um enorme prazer receber em meu e-mail as novidades que rolam aqui no teu blog. Bendito o cara ou bendita a garota que possibilitou o feed por e-mail.
    Poxa, eu achei bacana alguns pontos desta reformulação ou ajuste em nossa escrita. A adição k w y foi ótima. Nem sei por que não fizeram isso antes. A retirada do inutilizável trema (Ü) também já estava demorando. Outros pontos também foram bons. Agora, as novas leis sobre acentuações...aff! Não me vejo escrevendo “abençôo” e “enjôo” sem seus respectivos primitivos acentos. Queria saber o nome dos loucos que decidiram tamanha atrocidade.
    (in)Satisfações a parte, quero parabenizá-la por ser a única blogueira brasileira a estar participando e nos representando neste concurso. Tô contigo e não abro. Votarei tantas vezes quando puder e lembrar.

    Grande beijo e um grande ano pra ti e pra todos os teus.

    ResponderEliminar
  5. Acabo de votar em você! Nós blogueiros brasileiros estamos muito bem representados. Cheiro!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor