Detectar

Do inglês to detect, descobrir, por em evidência. Daí resultou, também no inglês, detective, detetive, profissional especializado em investigações criminais.

Eles podem tanto atuar no serviço público quanto em empresas privadas.

Utilizando métodos cada vez mais científicos, o ofício de detectar vestígios e por meio deles esclarecer atos criminosos recebeu no Brasil a contribuição de docentes da Universidade Estadual de Campinas (unicamp): Em 1985, integrando uma equipe internacional, identificaram a ossada do nazista e criminoso de guerra Jose Mengele (1911-1979), que morrera afogado na praia de Bertioga (SP), após viver muitos anos com o nome falso.

Na literatura, a primeira história em que a ação decisiva era detectar, tarefa do detetive Auguste Dupin, foi a obra “Os Assassinos da Rua Morgue” do precusor de Sherlock Holmes, - o escritor americano Edgar Allan Poe (1809-1849) narra a história, depois tornada um clássico, foi publicada quanto ele tinha 32 anos e gênio do gênero policial nas letras.

Época de guerras, como sempre aconteceram e desde que a humanidade tomou consciência que a dominação traz benefícios não somente de sobrevivência. Dentro da arquitetura do pensamento, escritores se esbandaram com a necessidade do homem comum, em separar homens em bons e maus.

Essa era a linha de Conan Doyle e seu Sherlock Homes, do Padre Brown de Cherteston e do Detetive Dupin, de Edgar Allan Poe.

Não estou esquecendo de Poirot, este fazia parte de um tipo de literatura mais preocupada em investigações minuciosas, de pistas, de condutas humanas do que na violência. As deducões inteligentes e engenhosas combinavam com o ambiente em que a maioria de seus autores viveram, numa Inglaterra onde a polícia não portava armas de fogo e o uso da intimidação física para obter confissões era condenado.

Velhos tempos... Hollywood com seus musicais, passava alegria, mostrando que a guerra era algo isolado, que não afetaria o cotidiano e enquanto isto na Europa, as investigações continuavam e somente no final dos anos 20 é que surgiram os violentos detetives da chamada literatura noir americana, através de autores como Dashiel Hammet e, mais tarde, Raymond Chandler.

Homens da lei e bandidos se confundiam e as deduções de nada valiam em uma sociedade violenta e armada até os dentes. Bem-vindos à modernidade!! Quentin Tarantino em um resgate deste tempo, se inspirou no conto noir "O Relógio" e "Tempos de Violência" é reciclado! Pulp Fiction uma homenagem às velhas revistas Pulp.

pulp fiction dance

Agatha Christie, não se entediava do universo de chás e enigmas, tentou publicar "O misterioso caso de Styles" que foi recusado por seis editoras - aquele detetive excêntrico, de bigodinhos retorcidos, egoísta e de "cabeça de ovo" não tinha o perfil que se esperava de um bonzinho desmascarador de malzinhos. Era Hercule Poirot, que se tornaria célebre para resolver crimes complicados com pistas dissimuladas, vários suspeitos e finais inesperados.

A autora, ex-enfermeira da primeira grande guerra tornou-se a primeira dama da literatura policial, repetindo o mesmo estilo em mais de 90 livros que venderiam mais de 600 milhões de exemplares.

Poirot não reinou sozinho e dividiu o estrelato com Miss Jane Marple, uma velhinha bisbilhoteira que sempre seguia suas insólitas pistas e descobria os criminosos antes da polícia. A preferência da autora por detetives que não sujavam as mãos de sangue era proporcional à aversão que ela tinha por Ian Fleming, o criador do agente secreto 007 e suas tramas violentas mirabolantes, quedas coreográficas em abismos, armas secretas e conquistas amorosas.

quantum of solace

007 foi se tornando mais e mais violento, valendo declaração de tristeza de Roger Moore durante o lançamento de seu livro de memórias, My Word is My Bond - e neste último filme do agente - Quantum of Solace - mais quedas coreográficas em abismos, mais armas secretas e mais conquistas amorosas? Meus amores...aproveitem a imagem acima! Ela é única em todo o filme.

A angústia do herói em deter tantas habilidades, infiltrar-se em ambientes monitorados, traçados a desconfianças e anestesiados para o amor, fazem esses heróis durões - Jason Bourne, forte concorrente de 007 não foge do estereótipo - um homem irresistível? Em "Ultimato Bourne" ele deixa bem claro o seu desinteresse pelas relações amorosas.

Um fato curioso: Bourne utiliza o nome Gilberto de Piento, nascido em Osasco, São Paulo e apresenta passaporte brasileiro para entrar nos EUA.

O Brasil e outros países do cone sul, a partir da década de 50 passaram a ser a meca do submundo de alguns grupos radicais. Aqui arrecadam recursos que irão servir para ações violentas no mundo. Depois do Líbano, a tríplice fronteira é o lugar mais importante para o movimento terrorista [veja], com o comércio e contrabando arrecadam 3 bilhões de dólares por ano para financiamento de seus atos. Estes corredores de escoamento de divisas sustenta a intolerância e o radicalismo, fato reconhecido na IV Cúpula das Américas de 2005 em Mar Del Plata, proposta pela OEA (Organização dos Estados Americanos) e que se confirmam nos ítens 68 e 69 do documento que registra o encontro.

O terrorismo, impunidade, intolerância e radicalismo político são as grandes ameaças para a sociedade democrática mundial - a grande preocupação do evento, também foi a radicalização política de Israel.

A vida não é um filme e a arte, incluindo a literária e cinematográfica sempre se inspiraram nos acontecimentos reais para, de certa forma, materializar os nossos fantasmas. Se o cinema está violento é porque a vida está violenta e não o contrário. A arte é o questionamento, é a resposta e vai depender da nossa recepção para continuar em frente ou não.

Não estamos longe do que acontece na palestina. Você respira ar, o mesmo de lá ou pensa que está em outro planeta? Se você não alimentar a paz, forças contrárias te engole!

Acontece na blogosfera:
Faça conforme sua consciência mandar.

"Somos nós que fazemos nossos amigos e nossos inimigos - mas é Deus quem escolhe nosso vizinho do lado" G. K. Chesterton em "A inocência do Padre Brown"

E não se esqueça de mim, também sou filha de Deus!!

The 2008 Weblog Awards
Vote

no
Luz de Luma!!

*Você só pode votar uma vez a cada 24 horas. A votação termina na segunda hora do dia 14 de Janeiro. Obrigada!

Beijus,

7 comentários :

  1. Hello there my friend! I found your blog very interesting so I have added your link in my Blogroll. I hope you'll link me back. Have a nice day! http://hapiblogging.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Boa noite Luma, tudo bem com vc? Como foi a virada do ano? Entrou bem? Espero que sim. Menina, amei seu post. Fazia tempo que não lia algo tão bom. Tudo bem, eu sei que andei afastada da blogosfera, curtindo meu sofá e coisa e tal. Mas esse post foi de uma filosofia deliciosa. Eu gostava muito de livros com mistérios e detetives, mas estão cada vez mais sem graça...

    Ps. Outro dia você comentou lá no Acqua sobre a tal da mudança da língua. Juro, não dou a mínima pra isso e me recuso a escrever PORTARRETRATOS. Isso é um absurdo. É patético e mais patético ainda é ouvir as justificativas acerca do fato.
    Abraços meus

    ResponderEliminar
  3. Postagens como esta justificam nosso voto. Eu pensei que fazia mais de 24 horas que havia votado, não consegui votar hoje.

    ResponderEliminar
  4. Oi, Luma...

    Já votei. E vou voltar...rsrsr

    beijo

    ResponderEliminar
  5. Olá, já votei também...ha ha ha !

    ResponderEliminar
  6. Querida Luma
    Desculpe a nossa falha! Não tinha visto sua menção para a blogagem coletiva. Agora vi!
    Mas já te linkei no meu último post tá?
    Bjs
    E obrigado pela força!

    ResponderEliminar
  7. Votei em Luz de Luma e noutra eleição votei no Ramses Séc.XXI

    Manoel Carlos

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor