Prince Charmant [update]

luzdeluma

luzdelumaNo lânguido esmaecer das amorosas
Tardes que morrem voluptuosamente
Procurei-O no meio de toda a gente.
Procurei-O em horas silenciosas

Das noites da minh’alma tenebrosas!
Boca sangrando beijos, flor que sente…
Olhos postos num sonho, humildemente…
Mãos cheias de violetas e de rosas…

luzdeluma

E nunca O encontrei!… Prince Charmant
Como audaz cavaleiro em velhas lendas
Virá, talvez, nas névoas da manhã!

Ah! Toda a nossa vida anda a quimera
Tecendo em frágeis dedos frágeis rendas…
- Nunca se encontra Aquele que se espera!…

luzdeluma
Florbela Espanca - Livro de Soror Saudade
Imagens - Studio Jelena


Dentre Alice Modeno, Domitilda de Carvalho e Branca Colaço, escritoras do século XIX, destaca-se, no princípio do século XX, a escritora Florbela Espanca - poetisa lírica que desnuda a alma feminina, dando-lhe um corpo sexuado e sensual, onde o prazer também existe.
Veja mais do erótico eu-lírico na obra de Florbela Espanca em poemas e sonetos:
  • Nervos d’oiro e Amar.
  • Versos de orgulho,
  • Passeio no campo,
  • Charneca em flor,
  • Poema sem título,
  • Cravos vermelhos,
  • O nosso mundo,
  • Verdades cruéis,
  • Folhas de rosa,
  • Flor do sonho,
  • Horas rubras,
  • Languidez,
  • Mocidade,
  • Outonal,
  • Volúpia,
  • Desafio,
Florbela de Alma da Conceição Espanca acrescentou à cultura lusitana inovação, transformação e ruptura de valores sociais e uma proposta mais ampla sobre a vida.

Sua poesia, produto de uma sensibilidade exacerbada, corresponde a um diário íntimo onde extravasa lutas travadas dentro de si, suas tendências e sentimentos opositores. Poesia confissional com aspecto cálido, eloqüente e sincero, mostrando abertamente suas vontades de mulher apaixonada.

Erótica e emocionalmente insatisfeita, numa sociedade que não compreende seus conflitos íntimos e escorraçada por não querer as aparências que catalogam os moralistas, torna-se panteísta.

Passa a derramar amores pela natureza, que logo se transforma em ternuras melancólicas louvando a mãe-terra e com os nervos levados à exaustão, acaba por pedir repouso ao solo e morre. Talvez de suicídio, em 1930.
Poesia:
  • Juvenília,1931;
  • Livro de Mágoas,1919;
  • Livro de Sóror Saudade,1923;
  • Reliquiae,1931;
  • Charneca em Flor,1931
Contos:
  • As Máscaras do Destino,1931;
  • Dominó Negro, 1931.
luzdelumaEste texto é parte integrante da Blogagem Coletiva "Interlúdio com Florbela", organizada por Flor ♥.

Todos estão convidados a participar!
Veja a lista de quem já participa:

Serena, Eternamente apaixonada, Paulo R Diesel, Gaspar de Jesus, Sintonias do Coração, Coisas da Helô, Ana Carolina Braga, Leandro, Cris, Lyani, Viart, Meire, Sonia Regly, Lunna, Katy, Graciela da Cunha, Graci, Liana, Maria Madalena, Juca, Diler Martins, Andréa Motta, Conversa de Português, Rosane, Receitinhas e Dicas da Vovó Rô, Du, Jardineiro de Plantão, Círculo Literário, Vanessa, Vita, Valter Montani, Reginacelli, Ana, Regiani e Fada do Mar, Reggina Moon, Penetra Surdamente no Reino das Palavras, Su, Roseli Pedroso, Rosamaria, Tânia Pimenta, Regina Coeli, Eduardo Santos, Zzabelinha, Luci Lacey, Blogadinha, Janaina Amado, Véu de Maya, Fernanda Costa, Luz de Luma, TiBéu, Jorge C. Reis, Bernardo Guimarães, Vitória Meirelles, Ana P., Christ Xavier, Ana Santos, João M. Jacinto, Mikasmi, Isa, Estrela que brilha, Elisa Ramos, Heliana Bastos, Tita Coelho, Elvira, José Cerca, Jussara Domene Gehrke, R. G., Cristiane, Sol, O Escriba, Urbano Leonel Sant'Anna, Maria Luiza, Oscar Luiz, Flainando na Web, MPereira, F Tavares, Marli Savelli de Campos, Regina, Alcides, Fernando ...

Boa blogagem!

11 comentários :

  1. O que já li dela foi tão somente na WEB. Mas, tá na lista de leitura para 2009

    ResponderEliminar
  2. Estou aprendendo com essa blogagem. Não estou participando porque seria meio que enganoso postar algo que eu não conhecia. preferi apenas acompanhar.
    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  3. Certamente que a intensidade foi uma de suas marcas constantes! Tantos anos depois, descubro que a música que o Fagner canta foi feita com um de seus poemas, Fanatismo, lá no post da Du! :-)

    Boa blogagem, Luma! Boa semana!
    Beijos!
    Juca

    ResponderEliminar
  4. Maravilhosa Florbela! Lindo post, Lumita.
    Beijos beijos.

    ResponderEliminar
  5. Nao há como ficarmos indiferentes à poesia da Florbela, quanto mais o tempo passa, mais contemporânea ela se torna, é tão eterno o amor, apesar da outra face, o desamor. Mas bebamos poesia sempre e assim contagiar-nos estrelas, luz de luma.
    Beijos e obrigada pela visita.
    ;)

    ResponderEliminar
  6. *****

    Vim conhecer seu espaço e deixar um abraço! Gostei muito!
    Linda homenagem à amada poetisa!
    Também participei com meus blogs. Ontem devido congestionamento não consegui visitar os blogs participantes da Blogagem Coletiva, que foi um sucesso!
    Tenha uma ótima semana!

    Sintonias do Coração

    ETERNOS SONHARES

    Coisas da Helô ©


    *****

    ResponderEliminar
  7. Vim conhecer Florbela e agradecer as palavras de carinho no blog diário de iza. Mudei a conta do google. Depois te digo!

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde, Luma! Sigo visitando os blogs participantes da blogagem coletiva.

    Muito bom mesmo este teu post sobre a Florbela!

    Isto é o que eu chamo de uma corrente do bem! Como é que se poderia chamar uma iniciativa que enche de poesia a blogosfera? Aqui está uma excelente oportunidade para que todos conheçam um pouco mais sobre a genial Florbela Espanca.

    Eis um trecho de "Ser poeta", de Florbela:

    "Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
    Do que os homens! Morder como quem beija!
    É ser mendigo e dar como quem seja
    Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!"

    Parabéns a todos que estão participando!

    Sensata Paranóia

    ResponderEliminar
  9. Você sempre engajada com o bem.

    Mas para o natal e ano novo, pretende fazer o que?

    Fica com Deus, menina.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. Lumaaaaa querida!

    Vim agradecer sua visita e o convite!
    Adoro Florbela e fiquei triste de não poder participar.
    Receber sua visita é sempre uma grande alegria.
    Um abração.

    ResponderEliminar
  11. Olá!
    Excelentes postagens!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor