Planejando as cidades, planejando a vida.


cidade de Detroit, imagem enviada pelo amigo Erik France

As cidades são o ponto de partida para início das mudanças necessárias para um mundo mais saudável, justo porque 50% do mundo atual está urbanizado. Nas cidades que os efeitos do aquecimento global são mais sentidos e dela depende a forma como planejamos o nosso dia a dia. Vivemos em função da cidade.

Pessoas que vivem e trabalham juntas em um mesmo prédio, tendem a consumir menos energia. A densidade, portanto, tem fatores positivos para o planejamento das cidades de forma sustentável. Com a densidade podemos andar mais e usar do transporte comunitário, deixando outros meios de transportes, para serem utilizados somente para grandes distâncias.

Se não é viável morarmos perto do trabalho e numa perspectiva futura, podemos falar em construir "cidades caminhantes" que valorizam as calçadas; um lugar onde caminhamos com mais segurança e qualidade. As mudanças nas cidades impulssionariam as mudanças individuais, no sentido de também melhorar a qualidade de vida.

O Rio de Janeiro se expandi cada vez mais para a zona oeste, através de condomínios de casas e inicialmente, quem pensa em morar por lá, não pode ficar sem meio de locomoção. Tudo é distante dos condomínios. A solução para esses condomínios foi aglomerar pequenos shoppings ou serviços. Esses condomínios se tornaram pequenas ilhas dentro das cidades e hoje, sabemos também dos fatores psicológicos negativos que causam principalmente a adolescentes, que vivem 'protegidos' mas ilhados do resto da sociedade.

A expansão deste tipo de condomínios cresce em grandes cidades de forma mais rápida do que o planejamento. Além da mobilidade de casas também é necessário pensar na mobilidade de trabalho, para que as pessoas não tenham que diariamente utilizar de transporte para cuidar de seus negócios, por exemplo.

O transporte urbano é um dos temas mais discutidos na gestão das cidades e como mágica não existe, precisamos pensar no futuro do transporte. É sabido que ele está ligado fortemente ao planejamento do uso do solo e para que ele funcione é necessário pensar no aglomerado de pessoas que estão se deslocando e porque elas se deslocam juntas e da mesma forma. Diversificar as ferramentas de transporte é sabido, também uma das saídas, mas as pessoas precisam sair juntas de casa a mesma hora ou mesmo dar entrada no trabalho a mesma hora? Precisamos repensar conceitos empresariais...

Problema urbano gerado dentro das casas - a questão do lixo também é proporcional aquilo que consumimos e jogamos fora; achar locais para depositar o lixo está se tornando cada vez mais difícil e começa dentro de casa a redução daquilo que irá para os aterros sanitários.

20 a 30 anos atrás, a incineração acarretava uma série de problemas por causa da poluição gerada, atualmente temos tecnologia que faz o produto desta queimada virar material de construção, por exemplo. No entanto, a nossa sociedade carece de aterros e por isso não devemos pensar no lixo como algo para se colocar em um lugar, mas em como usá-lo para gerar energia, entre outras coisas.

Qual a melhor estratégia? Nela inclui pequenas ações em diferentes campos que mesmo parcialmente cumpridas ou combinadas, garantem o alcance da meta. Faça a sua parte!

As melhores cidades para se viver no futuro, também serão aquelas que melhor apresentarem melhoria no transporte público, programas de incentivo para viagens a pé e planejamento das áreas de risco.

Este é o futuro. Não podemos reciclar a nossa vida, mas podemos reciclar o mundo que nos rodeia, tornando-o melhor, mais habitável e porque não, deixá-lo como um valioso presente para as futuras gerações?

ECOLOGICAL DAY!! Participe!!

Beijus,

3 comentários :

  1. ...não é um beijo reciclado, tá !
    ;)

    ResponderEliminar
  2. O grande desafio está mesmo é numa mudança de comportamento radical, o que implica maior educação e percepção do outro em nossas vidas. Não somos e não estamos a sós no mundo e isso já poderá sinalizar um bom início para uma nova postura comportamental. E esta publicação já reflete bem isso.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor