Friday Night Saturday Morning



Você aprendeu inglês na escola ou fez curso paralelo? Aprendeu na marra ou por puro prazer? É daqueles que não tem noção alguma da língua e bóia nas paralelas?

A língua inglesa é apenas um código que nos transporta para todo o planeta. Graças ao inglês posso assistir um filme indiano, conversar com um programador italiano, estudar vários documentos vindos de fora do país, entender a maioria das músicas que gosto e entre outros motivos, tenho muitos amigos que não falam o português.

Acredito que deve existir um língua para fazer várias pontes entre as demais e nada mais justo que seja o idioma de Shakespeare. Porque estou falando sobre isso? Porque ontem a Iara fez uma observação, que respondi mas depois pensei no porque ela a fez.

Muita gente diz que não fala o inglês porque faltou oportunidade para aprender, mas isso não se justifica hoje, principalmente para aqueles que acessam a internet. Essa ultima afirmação se comprova, visto que na lista dos blogs brasileiros e seus assinantes de feeds que o Mobilon divulgou, estão ali entre os 20 primeiros blogues que possuem maiores leitores de feeds, três blogues que tratam do assunto: Tecla Sap blog, English Experts e Inglês na ponta da lingua.

Mas olha, tem gente que não aprende outra língua não por falta de oportunidade, afinidade e tals, mas por preguiça mesmo! Pensando nisso resolvi repassar umas dicas que o Mário GiuDicelli, um jornalista brasileiro que a mais de 30 anos trabalha na Casa Branca como intérprete gentilmente elaborou:

Aula rápida de inglês - Como aprender a escrever 400 palavras em Inglês em apenas um minuto

Se você pensa que estou brincando, experimente ler toda esta matéria e depois me conte. Comece logo a estudar Inglês que, diferentemente do que você pensa, é extremamente fácil de aprender. Bastando apenas a seguir regrinhas elementares.

Mas, antes de tudo, quero explicar que as Regras abaixo apresentam uma ou mais exceção, o que demonstra duas coisas: primeiro que tais exceções só servem precisamente para confirmar as Regras e, segundo que é bem preferível, errar numa ou noutra ocasião e aprender 400 palavras em inglês num minuto, do que ficar preocupado com a rara exceção... e não aprender nada.

Regra 1

Para todas as palavras em português que terminem em DADE (como a palavra cidade)retire o DADE e coloque em seu lugar TY e assim CIDADE passou a ser CITY. Vejamos agora um pouco das cento e tantas palavras que você já aprendeu nestes primeiros vinte segundos de leitura deste artigo:

CIDADE = CITY
VELOCIDADE = VELOCITY
SIMPLICIDADE = SIMPLICITY
NATURALIDADE = NATURALITY
CAPACIDADE = CAPACITY
FELICIDADE = FELICITY

Regra 2

Para todas as palavras em português que terminem em "ÇÃO" (como a palavra NA-ÇÃO)tire fora o "ÇÃO" e coloque em seu lugar "TION" e assim a palavra NAÇÃO passou a ser NATION (as respectivas pronúncias não importam no momento, e além disso você estaria sendo muito malcriado querendo exigir demais numa aula de graça!). Vejamos agora algumas das centenas de palavras em que a imensa maioria delas se aplica a essa Regra:

SIMPLIFICAÇÃO = SIMPLIFICATION
NAÇÃO = NATION
OBSERVAÇÃO = OBSERVATION
NATURALIZAÇÃO = NATURALIZATION
SENSAÇÃO = SENSATION

Regra 3

Para os advérbios terminados em "MENTE" (como a palavra NATURALMENTE), tire o "MENTE" e em seu lugar coloque "LLY" (e assim a palavra passou a ser NATURALLY. Quando o radical em português termina em "L", como na palavra TOTALMENTE, acrescente apenas "LY"). Veja agora abaixo algumas delas:

NATURALMENTE = NATURALLY
GENETICAMENTE = GENETICALLY
ORALMENTE = ORALLY

Regra 4

Para as palavras terminadas em "ÊNCIA" (como no caso de ESSÊNCIA), tire o "ÊNCIA" e em seu lugar coloque "ENCE". Eis algumas delas abaixo:

ESSÊNCIA = ESSENCE
REVERÊNCIA = REVERENCE
FREQÜÊNCIA = FREQUENCE
ELOQÜÊNCIA = ELOQUENCE

Regra 5

E para terminar esse artigo, ficando ainda com mais água na boca, aprenda a última e a mais fácil delas (há um monte de outras regrinhas interessantes, mas não disponho aqui de espaço para tudo). Para as palavras terminadas em "AL" (como na palavra GENERAL) não mude nada, escreva exatamente como está em português e ela sai a mesma coisa em inglês.

Veja alguns exemplos:

NATURAL = NATURAL
TOTAL = TOTAL
GENERAL = GENERAL
FATAL = FATAL
SENSUAL = SENSUAL

Conforme você acaba de ver, a menos que seja um leitor preguiçoso e lento, não foi preciso gastar mais de um minuto para aprender 400 palavras em inglês. Peço que se forem passar essas dicas adiante, façam o favor de dar crédito a quem lhes revelou a dica, tá? Mas não espalhem, senão o mundo vai aprender o idioma em 30 dias.

Beijus,
Luma

23 comentários :

  1. hehehe..posso dizer que a partir de agora sou uma "expert" em ingles...rs

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Eu, que falo inglês como uma galinha argentina, nunca me tinha apercebido de regras tão simples como essas. Todos os anos me encontro com uma família de amigos vindos da Great Britain e sofro a bom sofrer com as minhas tentativas de falar em inglês. O meu amigo John já fala um pouco de português e, tal como eu posso ler fluentemente em inglês, ele lê o meu jornal português. O problema surge quando é necessário verbakizar e falar alto. Isso é problema mesmo. Mas, quando temos vontade de comunicar não há barreira que não se ultrapasse!
    :-)

    ResponderEliminar
  3. O comentário anterior é meu. Esqueci-me que estava no jornal on line da minha escola!
    :-)

    ResponderEliminar
  4. Obrigado pela visita à minha nova casa...Abraços !!!

    ResponderEliminar
  5. Uau, Lu realmente pegou-me de surpresa essas regras basicas. Para que complicar algo que pode ser simples, não é? Reaprendi um pouco sobre a lingua. :D

    beijos, beijos, beijos, beijos, beijos, beijos

    ~<3

    ResponderEliminar
  6. Boas dicas. Aprendi inglês no colégio e muita coisa em viagens mesmo, meio que na marra...
    Entender um pouco de inglês hoje em dia é essencial!
    Um beijão e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Olá Luma,
    Passei para desejar um bom fim de semana e lembrá-la da Blogagem Coletiva JUSTIÇA PARA FLAVIA na próxima segunda-feira.

    Muito obrigada.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  8. Luma, estou chegando,saudades, adorei a materia !
    Parabens amiga, sempre espalhando educação ética e amor á todos, parabens
    suelly

    ResponderEliminar
  9. que legal, hein.
    vou usar isso para estimular a fia da minha muié (12 aninhos) a studying english.
    assim eu consigo tirar a menina do orkut, pelo menos um pouco, hehehe
    :)

    ps, já tinha te linkado aqui:
    http://vidareal.wordpress.com

    ResponderEliminar
  10. Sou suspeita pra falar, porque amo inglês, desde que comecei a aprender. Acho fundamental saber inglês, mesmo que básico, hoje em dia. Além do que, é fácil e gostoso, e bonito de falar (eu pelo menos acho!).

    E vc ainda esqueceu de citar, entre os que não sabem inglês, os que relutam em aprender por birra, com aquela velha desculpa esfarrapada de "contrariar o imperialismo norte-americano"... Sei, e os outros quase 60 países que falam inglês? Ou será que essas pessoas tb são contra o imperialismo de Btsuana??? O.o

    Adorei as dicas, uma ótima forma de aprender a ensinar. =)

    Luma, vou te linkar lá em casa, tá?

    beijos!

    ResponderEliminar
  11. Luma, eu aprendi inglês by myself! Apesar de ter um diploma da CNA, no teste que fiz para entrar lá, já entrei direto no avançado. E já trabalhei como tradutor numa editora aqui em São Paulo como freelancer. Muita gente ainda não entendeu que hoje a Globalização é uma realidade, e que ter uma segunda língua é uma necessidade tanto pessoal quanto profissional.

    Obs.: Mas minha pronúncia ainda é horrível...

    ResponderEliminar
  12. Você diz "Acredito que deve existir um língua para fazer várias pontes entre as demais e nada mais justo que seja o idioma de Shakespeare".

    Justo? Por que? Em termos lingüísticos, o inglês não tem uma academia para lhe normalizar gramaticalmente nem lexicamente, por isto se revela uma língua instável e sujeita a mudanças regionais, que você enfrenta pelo mundo afora. Nem os inglêses se entendem hehehe (na Inglaterra mesmo, berço do idioma, há quase 300 falares e dialetos diferentes!!) - não sabia? nem eu, fiquei espantado quando li a respeito, num livro lá em Cambridge!

    Mas está certa quando diz que uma língua comum é necessária para se comunicar com o resto do mundo. Só que isto varia com os anos e eras, e região. Antes do inglês ganhar força e tomar este lugar após a 2a.Guerra Mundial, chegou a ser o Alemão durante ela, o Francês deste os tempos monárquicos até a 2a.GM, antes disto era o Latim, antes deste era o Grego, e antes ainda o Egípcio, o Hitita e o Sumério. Na vasta União Soviética era o Russo, enquanto no Brasil entre 1500 a 1735 era Brasílica, ou Tupi (mais precisamente o Tupinambá, normatizado e difundido pelos Jesuítas, expulsos por Marquês de Pombal, que tornou fora-da-lei quem não falasse Português, o que reverteu o processo e por isto falamos hoje Português e não o Tupi). Na China, onde habita metade da população do mundo, a escrita chinesa é o modo comum de se fazerem entender mediante tantos dialetos não compreensíveis entre si; hoje o Mandarim e Cantão competem entre si para ganhar o mundo na próxima década. Então aproveite bem o Inglês de hoje, porque o Chinês vem aí para ocupar seu lugar... e não demora muito.

    Ok, let's talk!

    http://mesdre.myblog.com.br
    http://famainfame.blogspot.com
    http://fractar.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Olá Luma, admito que não sou muito intimo com o inglês, devido principalmente à uma certa antipatia que eu tenho pelo idioma ultilizado na terra do tio sam (é, a tipica desculpa esfarrapada citada pela Lorena rs).
    Mas agora, graças as suas dicas sou quase um expert! Oks, para mim ainda falta muito, mas são regrinhas simples que são uteis numa grande variadade de palavras muito utilizadas, obrigado!
    O inglês é muito mais facil do que o nosso portuga e suas regras, o que me dificulta é o seu não uso no dia a dia. Mas como para tudo ele esta sendo exigido, vou criar vergonha e fazer algum cursinho básico ;)

    Sobre o comentario lá no blog, eu não vi o video ainda , mas vou dar uma espiada no youtube, deve ser muito engaçado mesmo rs. Obrigado pela dica!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  14. Olá Luma!
    Deixei um selo para você lá no meu blog.
    Beijo e um bom domingo.
    Vou passar as dicas de inglês!

    ResponderEliminar
  15. Gostei da lição. Será que eu podia copiar a lição para um documento Word? É que eu li agora mas já não posso confiar muito na minha memória de sexagenária, e eu só sei português e espanhol.
    Um abraço bom Domingo, e obrigada pela visita e comentário.

    ResponderEliminar
  16. Você tem razão. Inglês é fundamental. "Inglês e Informática" está para hoje assim como "saber ler/escrever e datilografar" estava para o início do século passado: quem não sabe, fica fora do jogo, não progride.
    Inglês é uma realidade e necessidade atualmente, e é "o canal", até mesmo na emergente China milenar. É por aí mesmo que eles irão invadir o mundo... Eu apenas aposto que a mesa vai virar em breve, com o crescimento da China e com a decadência do poderio Norte-Americano. Quem estiver preparado (em Mandarim ou Cantão), poderá se dar melhor.
    O Esperanto nasceu de uma boa iniciativa para ser uma língua neutra (mas entre as européias, portanto é mais uma língua), é adotada entre espíritas e certos enxadristas como intercâmbio, mas não boto minhas fichas nele, tende a morrer como nasceu, visto com desconfiança e sem muito impacto.
    Já Espanhol será sempre importante para nós, brasileiros!

    ResponderEliminar
  17. Olá Luma querida!! Amei as dicas, que para mim serão ótimas... Ah, confesso que "meu inglês" está abandonado - tadinho. Você sempre tem algo interessante para dizer - obrigada.

    Beijos - obrigada pelo comentário - as criaturas do Morango gostam muuuito de você e dizem elas que usam o mundo virtual para ajudar a disseminar os benefícios da fantasia.

    ResponderEliminar
  18. Luma
    Que metodo poderoso!
    Fácil e simples de entender!
    Só não aprende quem não quer mesmo!
    Bjs
    Bion
    :)

    ResponderEliminar
  19. Luma, obrigada pela visita! Lulu é ótimo mesmo, eu também adoro!rs

    E o teu blog, excelente! praticamente de utilidade pública :D

    eu confesso que não gosto muito de inglês, mas ele é necessário né, então eu "engulo" =P
    obrigada pelas dicas, e volte sempre que quiser ;)

    beijosmtjrqwc

    ResponderEliminar
  20. Já estudei Inglês e até me saio muito bem em leituras, mas sou péssimo para ouvir. Portanto minha grande dificuldade ainda é guardar as palavras. Essas dicas são ótimas!
    Parabéns! Vou divulgá-las com os devidos créditos é claro!
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  21. Oi Luminha!!! Excelente artigo! Realmente o que falta nos que não aprendem é um pouco de disposição. Acho que o que complica mais é a pronúncia mas com um pouco de curiosidade, o inglês é uma lingua muito prazerosa e simples de ser aprendida! Beijos!!! :)

    ResponderEliminar
  22. Incrível, pois comentava domingo passado com amigos como a internet tornou possíveis, como nunca antes, a polimatia e o poliglotismo. E, no entanto, nunca se viram tantos monoglotas e ignorantes voluntários como na sociedade atual. Beijos.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor