Tome Ciência!

Compreender verdades, saber o fundamento das coisas, observar, verificar, classificar, medir, procurar e traduzir. Precisamos da Tine Araújo com as estatísticas! No final, queremos saber simplesmente o porquê das coisas. "Scientia" e pronto!

O que é um méson? Não interessa realmente, interessa a história que tem por detrás desse nome que resumidamente quer dizer uma das partículas elementares existentes no núcleo dos átomos de um acelerador nuclear. Complicou, não é?

Na verdade quero falar de Cézar Lattes, um físico brasileiro que tinha 24 anos em 1948, quando se tornou responsável por uma das maiores contribuições de um brasileiro à ciência. Tanto é que ele é um símbolo da excelência científica nacional. Como hoje dia Nacional da Ciência, os cientistas nacionais têm por honra homenageá-lo [Sobre o prêmio]

Ele conseguiu produzir um méson artificialmente. 24 anos gente!! Essas partículas elementares são minúsculos blocos que constituem toda a matéria existente no Universo. A experiência de Cézar Lattes, confirmava a existência do méson, que ele próprio havia detectado no ano anterior.

A Segunda Guerra tinha terminado e o curitibano Lattes, formado em física pela Universidade de São Paulo, sonhava em ir para a Europa em busca de melhores condições de pesquisa. A oportunidade veio em Janeiro de 1946, quando um de seus antigos professores, o italiano Giuseppe Occhialini, vivendo em Bristol, na Inglaterra, o convidou.

Qual seria o seu trabalho lá? A indústria fotográfica tinha desenvolvido novas emulsões que Occhialini acreditava e seria a ferramenta necessária para o experimento que Lattes queria fazer: expôr chapas fotográficas a raios cósmicos para detectar a fugidia partícula.

A experiência do méson tinha sido prevista por outros cientistas, mas faltava comprová-la - As partículas contidas na radiação cósmica deixam nas chapas traços de sua passagem, como uma espécie de assinatura e analisando-os, os físicos tiram conclusões sobre suas características e comportamento.

Equipado com novas emulsões, Lattes partiu para os Andes bolivianos, onde as condições atmosféricas seriam ideiais. Expôs as chapas e concluiu que um dos traços tinha sido deixado pelo méson procurado, batizado de méson pi, ou píon, cuja vida dura um centésimo de milionésimo de segundo. Também observou uma segunda partícula, o múon, que pensou ser igualmente um méson. Agora se sabe que é um elétron pesado.

Divulgada a descoberta, co-assinada por Occhialini e o inglês Cecil Power, o brasileiro rumou para a Universidade da Califórnia, em Berkeley, onde conseguiu, acelerando partículas alfas, criar mésons.

Pouco tempo depois voltou para o Brasil e tornou-se na década de 50, um dos fundadores do Centro Brasileiro de Pesquisas físicas.

Foi um garoto precoce que falsificou sua idade para cursar a faculdade de física com 14 anos. Aos 19 anos estava formado. Uma mente brilhante que lhe deu meios de afirmar que Albert Einstein é uma fraude, em entrevista ao Diário do Povo - Campinas, 5 de julho de 1996 [saiba mais] - com argumentos consistentes.

Nessa briga entre "cachorros grandes" corre a boca livre que Einstein seria um plagiador dos trabalhos de Poincaré. Não vou falar disso agora porque a postagem ficaria enorme, mas para quem quiser mais informações: acesse e veja como Einstein ficou sabendo dos trabalhos de Poincoré e na cara dura copiou a pesquisa. Se tiverem um tempinho leiam, para saber dessa cachorrada.


Recomendo também mais alguns links com outras entrevistas e reportagens:

Arrow Jornal da Unicamp especial : Lattes (recomendado)
Clique Aqui: Especial César Lattes

Arrow Revista Brasileira de Ensino de Física (Scielo)
Clique Aqui: Reminiscências de César Lattes

Arrow Arquivo Central Unicamp
Clique Aqui: César Lattes

Arrow Entrevista no Jornal da Unicamp
Clique Aqui: Os Físicos e a Bíblia


Se Einstein não era fraudador, era, então, um plagiador? Por que a imprensa endeusa Einstein e ignora quase que totalmente César Lattes? [leia]

Gosto de ler biografias e por esses dias, vi uma tirinha no jornal com a Turminha do Charlie Brown e Lucy dizia "não aguento mais ler biografias, todas terminam do mesmo jeito: o biografado morre" e o Charlie Brown respondia "tente ler auto-biografias".

Então, eu vejo muita coisa escrita sobre César Lattes, entrevistas e tals, mas não vi ainda um trabalho reunido. Uma sugestão para os biográfos de plantão. Porque tem que ser pobre um país que possui auto biografias de surfistinhas e galisteus.

O Professor Cesare Mansueto Giulio Lattes, nasceu em 11 de Julho de 1924 e faleceu aos 80 anos, em 8 de março de 2005, vítima de uma parada cardíaca e deixou histórias também engraçadas; uma que envolve Einstein quando este completou 70 anos e não convidou os físicos brasileiros para a festa e assim Lattes encheu o carro de amigos e passaram em frente à residência do cientista fazendo algazarra. Einstein saiu para olhar e quando viu os brasileiros saltarem do carro, o velho cientista assustado, teria dado meia volta e corrido literalmente para dentro de casa.

Einstein desde que veio ao Brasil, sentia um certo pavorzinho (um dia conto isso) "Die Frage, die meinen Kopf entsprang, hat Brasilien sonniger Himmel beantwortet" - traduzindo: "A questão, que minha mente formulou, foi respondida pelo radiante céu do Brasil" hehehe ele disse isso, mas antes fosse isso!

Bom dia!!
Beijus,

7 comentários :

  1. Luma, querida,

    estou no Rio, e devo ficar por aqui por mais uma semana ou talvez um pouco mais. Seria um enorme prazer poder conhecê-la pessoalmente. Se quiser ir tomar um café, por favor me mande um e-mail nitinha8@gmail.com

    beijos

    ResponderEliminar
  2. Oi Luma!

    Wow! Uma aula e tanto, obrigada.

    beijo grande e boa 4 feira!

    ResponderEliminar
  3. sorry for taking so long to add your link on my blogroll. I didn't see you URL until now. take care, cheers

    ResponderEliminar
  4. Como vc mesmo disse isso é briga de gente grande, até onde tudo é real, ou só coisa de alguem com dor de cotovelo, vou dar uma linda nessas matérias q vc indicou para ver o q acontece.
    Sem ler o q vc indicou digo o seguinte se ele plagiou mesmo o maior físico da atualidade já teria afirmado isso e provado mas Stephen Hawkins nunca fez isso.
    beijos

    ResponderEliminar
  5. É minha querida, nesse mundo nada se cria, tudo se copia. E o autor sempre se fooood...
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  6. Oi lindona, amei esse post viu!!! Fiquei mais inteligente :)
    Cara fera!!!

    ResponderEliminar
  7. Luma,

    Sua homenagem a Lattes é merecida. Meu irmão é físico e já me falou sobre ele várias vezes. Lattes foi injustiçado, porque os créditos eram dele... Mas... Quem se interessa por ciência no Brasil? Os próprios estudantes de disciplinas diferentes que tem a Física no currículo acham-na desnecessária... Para quê? Afinal na Europa há ótimos cientistas... Perdoe-me a ironia, mas o descaso pela ciência é lamentável.

    Beijos,
    Madá

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor