Evoluimos?

evoluímos

25 comentários :

  1. Luma,
    é muito lindo isso que você escreve. Acho que essas reflexões nos fazem ganhar o dia. De vez em quando é preciso parar com a correria e a busca desenfreada da vida adulta e lembrar como éramos quando crianças, lembrar dos bons momentos da infância...e entrar em contato com o que éramos antes de sermos adultos correndo atrás de não sei bem o quê. Sempre me surpreendo quando venho aqui.
    Beijos,
    Rosana

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Nunca mais voltaremos a viver a nossa vida. A nossa vida foi a da loucura: juventude. Nada nos fica mal. Hoje, que já não podemos ser loucos, só temos compromissos e, isto, que eu saiba, não é viver.
    Nossa vida, com viver de facto, foi-se embora mais a nossa juventude.
    Depois esta, a vida de viver acabou-se. Mesmo que estejamos vivos.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  3. Totalmente biltiful, Luminha querida.
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Oi minha nova amiga Luma.
    adorei o texro e as imagens.
    Estás de parabens.
    Vim através da Sonia.
    voltarei sempre.
    Te aguardo no meu cantinho.

    Regina Coeli

    ResponderEliminar
  5. Um abraço do blogamigo Tito...

    ResponderEliminar
  6. Luma,

    as coisas mudam tanto e nós acabamos acompanhando essas mudanças, de tal forma que, muitas vezes, fica até difícil reconhecer que aquela pessoinha naquela foto um pouco desbotada um dia fui eu ou foi você. Aliás, até o conceito de foto já está mudando. Hoje já ficamos armazenados na memória do pc. E as fotos de papel são mesmo coisas de nossos avós.
    O bom de textos como esse é que nos levam a pensar em nossas "diferenças" entre o que somos ou fazemos hoje e o que fomos ou fazíamos ontem.
    Gostei muito e ainda estou em processo de reflexão.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Muito bonito. Lembra-me de Narizinho e Dona Benta pela sabedoria.

    Quero mais!

    ResponderEliminar
  8. a gente cresce e certas coisas que, quando éramos crianças, pareciam ser super legais, quando meio que se tornam realidade não são tão legais assim...

    é preciso que a gente amadureça mas que mantenhamos a ternura e os sonhos, porque como diz o clichê, sonhos não morrem.

    ResponderEliminar
  9. Adoro francês... E achei lindo o que escreveu, lembrei-me de mim mesma comendo meus pedaços de nuvens rosas (só comprava algodão doce desta cor). Beijos e bom decorrer de semana! :)

    ResponderEliminar
  10. Oi Luma!

    Ando vivendo momento de saudade, de dúvida e apreensão. Tenho saudade de tudo. De nada ainda. Saudade de vida. Que escapa... Saudade do porvir, saudade há de vir.

    Minha vida estava escrita nos olhos dela. Estou perdendo espelho.

    Já sinto saudade. E nem sei de mim.

    beijo grande,

    ResponderEliminar
  11. Que lindo Luma! E a figura da garota na bicicleta me fer rir, porque me fez lembrar da minha Heidelbyke. Mas nunca xinguei e só fui xingada uma vez, por uma pedestre. eh eh eh

    ResponderEliminar
  12. Lindo texto, Luma ..
    E acredito, sim, que estamos em constante evolução, todos os dias ..
    Beijão !!

    ResponderEliminar
  13. Aaah saudades tenha tantas!


    e por incrível que pareça a maioria delas , são de mim mesma no passado!

    coisas que poderiam ter feito e não fiz!
    coisas que fiz e poderia não ter feito( que seria melhor!)

    enfim...saudades.

    beijuus linda

    ResponderEliminar
  14. Olá minha amiga
    tudo bem com vc
    achei o texto bem interessante, uma boa reflexão mesmo.
    queria ter entendido os quadrinhos mas meu frances não chega a tanto.
    tenha uma linda quarta
    beijos

    ResponderEliminar
  15. Passamos por tantas mutações no decorrer do tempo que sentimos saudades de nós mesmos. Isso me acontece frequentemente.

    ResponderEliminar
  16. Acho que é sempre necessário compor reflexões pelo caminho. Eu quase sempre me obrigo a isso e de tanto obrigar-me, já passou a ser um hábito. As vezes é preciso fazer uma pausa e nos possibilitar um olhar diferente, o olhar do outro porque ver do mesmo lado sempre não nos faz bem...
    Mas eu confesso que algumas coisas cansam, mesmo refletindo sobre elas porque fica a sensação de que tudo segue sendo sempre igual... No fim, a gente tenta - quem sabe muda.
    Abraços meus

    ResponderEliminar
  17. Oi Luma querida!Não estava conseguindo abrir o teu blog, acho que meu flash tá podre no firefox rsrs.Tive que abrir co o Opera.
    Adorei a reflexão, as imagens me fez lembrar da minha infância, andar de bicicleta, tomar banho de chuva se lambuzar de sorvete, bons tempos...A vida passa tão rápido que é disperdício não aproveitar os momentos que ela oferece.
    Grande beijo pra você!
    Desculpe a ausência ando com problema de tempo aqui em casa rsrs.

    ResponderEliminar
  18. Adorei...alias, eu sou igual essa menininha da bicicleta. rsrsrs..mas to fazendo terapia.
    To ate pensando em levar algodão doce no meu carro...ai sempre que eu ficar bravo como um pedacinho de algodao doce...quem sabe nao funciona.

    ResponderEliminar
  19. Quando envelhecemos é que paramos mais para olharmos dentro nós mesmos para podermos ver o quanto mudamos, geralmente mudamos para melhor, bom né?
    Minha linda deixo de novo meu email para que me envie seu banner::-
    rowsouza@yahoo.com.br

    ResponderEliminar
  20. Se eu não soubesse que é francês, diria que a tirinha está em grego, mas a gente entende o espírito da coisa... No entanto, Luma, o tempo não volta atrás. Ontem mesmo eu comentava com uma amiga algo de meu passado e dizia eu, uma criança de 12 anos, carregando tudo aquilo ao que ela me interrompe e diz criança no teu tempo, né amiga? hoje meninas de 12 anos não são mais crianças! E eu fiquei com aquela cara de quem sente que ficou velha assim de repente.

    ResponderEliminar
  21. Adoro qdo vc nos coloca pra refletir desta forma,LUMA
    Beijos!!

    ResponderEliminar
  22. Lumma, algumas coisas mudam, claro, mas a essência continua.
    Beijos, fique bem, sempre bem.
    Mel

    ResponderEliminar
  23. Oi Luma,

    Essa BD é óptima! ´Não concordo que os homens possam dizer o que quiserem às mulheres (nem que elas estejam nuas), mas também as a mulheres devam vestir-se com modéstia (e não a se voir la cullote)!

    Concordo quando dizes ser moderna mas ao mesmo tempo não o seres! Eu também sou assim: moderno-conservadora! E tenho muito orgulho nisso!

    É curioso que tenhas saudades de ti...não posso dizer o mesmo de mim, não tenho saudades de mim porque nunca fiquei para trás...digamos que consegui manter-me unificada comigo mesma!

    Fantástico artigo, linda!!

    Beijos

    ResponderEliminar
  24. Às vezes também me pergunto se a evolução é tão evolutiva assim. Melhor parar de questionar a ordem natural das coisas, afinal de contas, se foi Deus quem criou o mundo, o homem ele colocou aqui para destruí-lo.

    ResponderEliminar
  25. Obrigada pelas "imagens escritas" que me fez recordar, acho que até senti o paladar :)))
    Execelente texto para refletir, Luma

    Beijo grande e um bom findi

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor