Dinheiro Mr. Bean compra o quê?

O ursinho Bean...

Atualmente, até por segurança, ninguém anda com dinheiro na carteira. Mesmo usando os cartões de débito e crédito ninguém está protegido de um assalto. Eu mesma já contei aqui da última vez que isso me aconteceu. É uma revolta muito grande.
Tem gente que aconselha andar com uns trocadinhos, justamente para não deixar o assaltante estressado.
Contradizendo tudo que eu gosto de fazer, andei com um grande chamariz na carteira; uma nota de 100 reais. Ela ficou por lá um bom tempo.


Você troca cem reais?

Essa também era a pergunta que eu mais fazia, seguida de uma outra: Você pode trocar por duas de cincoenta? e não é que ninguém queria? Ter, até que tinham para trocar, mas não o faziam. Fui em estabelecimentos maiores e mais movimentados e a resposta sempre era negativa, acompanhada de justificativa: Precisamos de troco.
Bem, cem reais não é troco. Que burra fui em aceitá-lo! Agora lembro da cara de contentamento da pessoa que me entregou e sei dos motivos de tanta alegria. Resultado: Depois de um tempão sem ir à Banco, lá fui eu ontem.

Sabemos que essa nota não é muito comum no mercado e aqui fico pensando nas obras públicas inúteis, começadas e não inauguradas, superfaturamentos...é, tem prefeito que adora fazer obra que apareça. Mas deixa pralá, o assunto aqui é outro.

O lançamento de moedas no mercado depende da situação financeira do país e fui saber, essa nota está em extinção, parou de ser produzida no início do plano real, em 1995. Essa foi a maior substituição de dinheiro já realizada no mundo. No dia 1 de Julho, 2.750 cruzeiros reais foram trocados por um real. O banco central recebeu e incinerou 3,4 bilhões de cédulas de cruzeiro real. Encomendou 1,5 bilhões de cédulas de real que valiam 27 bilhões de dólares (90% fabricadas na Casa da Moeda, no Rio de Janeiro e 10% impressas em quatro países). Foram distribuídos também 900 milhões de moedas, que pesavam 2 mil toneladas. A mudança nos cofres custou ao governo 10 milhões de dólares.

Naquela época a inflação era baixíssima e era necessário o uso de uma nota com o valor mais alto. E agora quando escuto:

O Brasil nunca em sua história esteve tão bem, que piada! Enquanto vivemos no mundo o maior crescimento economico dos últimos tempos, o Brasil, como bem diz Joelmir Betim, é um tigre, enjaulado e adormecido. Mas alguns brasileiros se entretem com piadas, é relaxante e faz gozar.



Na época de produção da cédula de 100 reais, também foram criadas as de 50. Eu tive tempo de apreciar a minha notinha de 100 reais: A minha era assinada pelo presidente do Banco Central Pedro Malan, mas sei que algumas também eram assinadas pelo então Ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso.

Fiquei pensando na minha notinha de 100 reais, tão sozinha por tanto tempo! Melhor seria que estivesse acompanhada e que de tão frescas estivessem coladas uma às outras. Se ela ainda fosse produzida em grande escala, estaríamos hoje com uma centena delas em nossas carteiras.



Quando foi a última vez que você viu uma nota de 100 reais?

UP!DATE! - 10:30am - Entrevista com Rafael Galvão no Juliu's Pub. Não percam!!

Bom dia crianças!
Beijus,
Luma

4 comentários :

  1. Luma, ADORO o Mr.Bean !
    Sou desastrado, incompreendido e me identifico demais com ele !

    ResponderEliminar
  2. Nossa, eu nem faço idéia de quando foi a última vez que vi uma nota de 100, mas certamente foi na carteira ou na mão de alguém!

    ....

    Sobre o layout. Nova fase! hahahaha
    Nem é, há tempos vinha planejando isso, ainda estou fuçando bastante. Este é bem mais simples de inserir as coisas. E tbm pelo que vc falou, com fundo preto, dificulta a leitura, isso incomodava até a mim.
    E vc disse "está anêmico". Como assim anêmico, Luma? hahahahaha

    Suas dicas são sempre muito boas, se quiser dar os pitacos, por favor sinta-se a vontade!

    valeu, um beijo

    ResponderEliminar
  3. Ih... nem lembro. Mas lembro que a última vez foi assim, que nem essa sua. :-P

    ResponderEliminar
  4. nem me lembro se eu já tenha pego uma nota de 100ão, isso é coisa pra burguês :) outra vez que tiver dificuldade com uma pode me mandar que resolvo, abraço Luma.
    Silvano Vilela
    www.plugbr.net

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor