O mercador da paz



O que você acha de abrir o jornal e ler uma nota de seu próprio falecimento? Aconteceu isso com Alfred Nobel. O texto referia-se a ele como “O mercador da Morte”, em alusão ao fato de ter sido ele o inventor da dinamite. Seu propósito era usá-la na construção civil, mas logo foi utilizada por outros como arma mortal. Para aliviar a sua consciência passou a cultivar a obsessão de deixar um legado de paz.

Quando morreu de fato em 1896, Nobel surpreendeu a todos com o seu testamento. Ele destinava 94% de sua fortuna à instituição de um prêmio anual para as principais realizações da humanidade nas áreas de física, química, literatura e promoção da paz (a de economia ia ser acrescentada em 1969).
Os primeiros prêmios foram concedidos em 10 de Dezembro de 1901, no quinto aniversário de Alfred Nobel.
Em todas as categorias, o prêmio Nobel firmou-se como a mais alta forma de reconhecimento. Mas nenhuma delas alcançou a notariedade do Nobel da paz – não por acaso, a obsessão de seu criador.
A premiação desafiou ditaduras, como no caso de Adolfo Peres Esquivel, em 1980, defensor dos direitos humanos sob o regime militar argentino; ou do Dalai Lama (1989), por sua resistência à dominação do Tibete na Índia.
Alguns dos ganhadores do Nobel da Paz mudaram a história do século XX, como o ex-presidente soviético Mikhail Gorbatchov (1990), que negociou o fim da guerra fria. E os sul africanos Frederik de Klerk e Nelson Mandela (1993), que pactuaram o fim do apartheid.
O prêmio Nobel também cometeu suas injustiças. A mais famosa delas atingiu Albert Einstein e sua teoria da relatividade, ignorada pelo prêmio. As mais célebres omissões, no entanto, ocorreram na categoria literatura. Entre os esquecidos do Nobel posso citar James Joyce, Bertolt Brecht, Tchecov, Leon Tolstoi, Franz Kafka e Marcel Proust, entre outros vultos que passaram pelo século XX.

O prêmio que laureia várias áreas consiste em um diploma, uma medalha de ouro e um cheque de 10 milhões de coroas suecas. Os prêmios deste ano:

  • Nobel da Física: John C. Mather e George F. Smoot, norte-americanos. Realizaram trabalhos na área das radiações cósmicas, permitindo melhor compreensão sobre o Big Bang, o fenômeno que terá originado o universo.
  • Nobel da Quimica: Roger D. Kornberg, norte-americano. Realizou trabalho sobre o processo utilizado pelas células para copiar a informação genética que é depois utilizada pelo corpo.
  • Nobel da Medicina: Andrew Z. Fire and Craig C. Mello. Realizou descobertas sobre a informação genética.
  • Nobel da Literatura: Orhan Pamuk, escritor turco, questionador da liberdade de expressão turca e por isso em sua pátria carrega o rótulo de traidor. Em 2005 esteve na Flip (Festa Literária Internacional de Paraty). Seu sexto romance, "Meu Nome É Vermelho", foi o fez dele um escritor de fama internacional. Dono de oito publicações literárias.
  • Nobel da Economia: Edmund S. Phelps, norte-americano. Contribuiu para a análise de ‘tradeoffs’ intertemporais na política macroeconômica, com ênfase para os diferentes efeitos de curto e de longo prazo das políticas macroeconômicas.
  • Nobel da Paz: atribuído ao Banco Grameen do Bangladesh e ao seu fundador, Muhammad Yunus, pelo esforços para criar desenvolvimento econômico e social através do microcrédito.
Este último prêmio, sempre o mais festejado. O Bengalês Yunus fará doação de seu prêmio; 1,4 milhões de dólares (pouco mais de 1,1 milhões de euros) para causas nobres.

«Vou utilizar o dinheiro para financiar a nossa sociedade comum na área agro-alimentar com a (empresa francesa) Danone, para que os pobres possam consumir alimentos altamente nutritivos a um preço acessível», disse Yunus. Irá também criar um hospital oftalmológico e um projeto de tratamento de águas.

Aos que se interessam pelo microcrédito, leiam Riqueza na Base da Pirâmide, A C.K. PRAHALAD - Um excelente livro que ensina como financiar serviços e produtos para as classes pobres. Operações em que o capital social vale tanto ou até mais que o próprio capital financeiro. No Brasil existem versões do que se pode considerar microcrédito e são oferecidos por bancos estatais, sendo uma alternativa para os excluídos.

Para poderia deixar de falar do prêmio dado ao brasileiro Chico Whitaker Ferreira, criador do Fórum Social Mundial. O Prêmio Honorário da Right Livelihood Award Foundation, um prêmio Nobel Alternativo que é anunciado alguns dias antes do Prêmio Nobel oficial, foi dado ao brasileiro por seu trabalho a favor da democracia e contra a corrupção.


O Brasil também possue pessoas que fazem a diferença!

0 comentários :

Enviar um comentário

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor