Dr. Crippen

Photobucket - Video and Image Hosting

Crippen envenenou a mulher, a polonesa Belle, desmembrou o corpo, queimou os ossos e enterrou a carne em vários embrulhos no porão da casa onde morava em Camden Town, zona norte de Londres. Aos curiosos, que perguntavam por ela, dizia que ela tinha viajado para a América.

Um belo dia, instalou a sua secretária Ethel Lê Neve em sua casa e anunciou aos vizinhos que Belle tinha morrido nos EUA. Desconfiados, os vizinhos chamaram a polícia, que vasculhou a casa e encontrou o corpo retalhado.
Mas Crippen tinha fugido para a Bélgica. A busca da polícia, chefiada pelo inspetor Walter Dew, da Scotland Yard, estava estampada em todos os jornais da Europa, sempre com fotografias do dentista.

O capitão Kendall acompanhava o caso, ele era comandante do navio "Montrose", que zarpou em 20 de Julho da Antuérpia com destino a Montreal, no Canadá. Kendall não demorou a desconfiar dos Robinson, pai e filho, que viajavam na primeira classe.

Detetivesco, notou que o senhor Robinson acabara de raspar um bigode, que trazia no nariz marcas de óculos que não portava e que caminhava no convés do navio de mãos dadas com o filho. O filho, por sua vez, tinha maneiras estranhamente femininas. Depois de entrar furtivamente na cabine dos Robinson e confirmar que o jovem era, de fato, uma mulher, falou por rádio com a Scotland Yard.

A perseguição foi de navio. O inspetor Dew embarcou em Liverpool no "Laurentic", mais veloz, e na costa canadense subiu a bordo do "Montrose", disfarçado de piloto, para prender o fugitivo. O rádio – que Crippen, segundo relato do capitão, chegara a louvar como "invenção notável" ao ouvir, no convés, o ruído da transmissão – não deixou que gozasse a vida ao lado da amante. Nem a vida propriamente dita: acabou enforcado. Ethel Lê Neve foi libertada. O inspetor Dew escreveu 30 anos depois as suas memórias, "Eu peguei Crippen".

Esse Dr. Crippen, tão esperto fez render três filmes, os alemães "Dr.Crippen na Bord" (1942) e "Dr.Crippen Lebt" (1957) e a produção americana "Dr. Crippen" (1962), com Donald Pleasance no papel do criminoso azarado.

Photobucket - Video and Image Hosting
História real com lances cinematográficos que teve desfecho com a ajuda da tecnologia. O rádio era uma invenção recente em 1910. Fazia apenas cinco anos que começara a ser usado regularmente para comunicações em alto mar quando, pela primeira vez, propiciou a prisão deste criminoso: o dentista americano Hawley Harvey Crippen, 50 anos, capturado a bordo de um navio quando fugia com a amante de 27 anos, Ethel Lê Neve, depois de assassinar a mulher no dia 31 de Janeiro de 1910 em Londres.


Vocês não imaginam o estardalhaço que esse crime provocou na Europa. Eu ainda não tinha nascido, não era projeto de vida e os meus pais nem tinham se conhecido.

Mas esse filme faz parte da minha vida. Como? Bem, a minha cidade natal sempre esteve presente nas produções do cinema nacional desde o seu surgimento no Brasil. Quem se interessar, acesse aqui. Meu avó foi um dos envolvidos nessa movimentação.
Minha mãe conta que desde bebezinha, ficava aconchegada no colo enquanto assistiam aos filmes antigos. Cresci vendo filmes em preto e branco ao invés de desenhos animados.
Mais tarde o meu avó passou a contar histórias baseadas nos filmes que tinha assistido, eu criança, pedia que repetisse sempre a mesma história, a do Dr. Crippen.
Não vi o filme. Sonho um dia que ele seja refilmado e tenho uma queda por filmes detetivescos.

Seguido essa mesma linha de filmes, poderia citar vários atores que se especializaram no metier, desde George Raft a Humphrey Bogart, passando por Richard Widmark, Alan Ladd, Robert Mitchum, James Stewart, Clint Eastwood e Gene Hackman. E sugiro que vejam o magistral Al Pacino em "Insomnia".

Photobucket - Video and Image Hosting

No filme, astros como Al Pacino, Robin Williams e Hilary Swan desempenham papéis acima do normal. Robin Willians normalmente cômico, pasmem, interpreta um ardiloso assassino, numa interpretação excepcional. Pacino faz o papel de investigador com méritos de haver desvendados crimes complicados, mas é atacado por uma insônia que compromete a investigação.


Photobucket - Video and Image Hosting
Neste estado sonâmbulo...
Aha! não vou contar o filme.
Trailer do filme Insônia
pra quem não viu ou quer se lembrar.


Quem quiser veja e constate que, o filme dá margem a uma série de especulações nada comuns na atual produção de roteiros de Hollywood. Será que a sociedade, mantendo atividades espúrias que levam o indivíduo à crises de valores éticos, morais e espirituais será arrastada para um estado de aflição e caos?

Marlon Brando, o meu ator preferido morreu e agora ficou Sean Penn, Johnny Deep e Al Pacino. Sonho impossível de juntar os quatro em um único filme.

Porque estou contando tudo isso?
Porque hoje é dia de post.com by Micha
e o tema é Filmes.

Qual é o filme que você mais gosta e por quê? Qual foi o impacto dele na sua vida? Qual o seu ator/atriz favorito(a) e por que você se identifica tanto com ele(a)? Deixe uma sugestão de um filme legal para todos os participantes.

A sugestão do filme está aí, assim como o restante das respostas as perguntas, estão inseridas no contexto, não posso citar todos os filmes que mexeram com as minhas emoções, por motivos óbvios. A postagem ficaria imensa!

"Creio que o cinema exerce um certo poder hipnótico sobre os espectadores. Basta observar as pessoas que saem de uma sala de cinema, sempre em silêncio, a cabeça baixa e o ar distante (...) enfraquecem a inteligência crítica do espectador e exercem sobre ele uma espécie de fascinação e de violação" (Luis Buñuel)

Assista os filmes que marcaram as vidas de: Paulinha , Flávia Sereia, Bia Anormalice, Graci, Anna Flávia, Grace Olson, Meire, Kicca, Thais, Lidi, Jane G., Larissinha, Ellectro, Tay, Tina, Valérie, Chris, Dani, Juzinha, Day, Lulu, Júnio, Helenice, Tinkerbël, Fernanda Ruiz, Mere, Vanzoca, Dono do bar, Sérgio e Lino Resende.

*Deixei pra fazer esse texto agora pela manhã e Blog*Spot erro 550. Alguém sabe o que é isso? Só aqui ou aí tambem?

Bom fim de semana!! Bons filmes!! Beijus

0 comentários :

Enviar um comentário

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor