Estrelinhas cintilantes

Betty BoopCerta vez estava lendo uma postagem do Idelber; mineiro atleticano de leitura dinâmica para ler 120 blogues/dia e escrita de um colestrol léxico muito bom. Não aqueles textos pesados e cheios de barrigas... narrou os motivos "instintivos" dele para contratar trabalho feminino, haja visto seu insucesso a primeira vista com candidatos homens. Não fiquem imaginando histórias, pois os serviços prestados seriam na área de apoio jurídico e emocional (ops!). Brincadeiras à parte; comentei lá que prefiro ginecologista mulher, justamente por ser mulher e entender melhor a alma feminina. Afinal, mulher não é só orgãos genitais. Vocês podem, após saber da historinha que irei contar, responder a seguinte pergunta feita por ele: "...quantas vezes você escolheu uma profissional por ser mulher? Ou você é dos que acham que isso é sempre bobagem"?

Não sei se já contei essa história aqui antes, mas em todo o caso refresquem vossas memórias...
- Em uma estação de rádio canadense, dão um prêmio entre 1.000 e 5.000 dólares à pessoa que conta um fato verdadeiro e que tenha ocasionado um verdadeiro embaraço, daqueles que nos dá vontade de enfiar-nos pelo chão, como fazem os avestruzes. A história ocorrida merecia o prêmio, mas a pessoa não teve coragem de contá-la.

Se Carlina estiver lendo o Luz, já fiquem sabendo o motivo de euzinha aparecer na próxima grelha do noticiário policial. Posso perder a amiga, mas não vou deixar de partilhar com vocês um episódio da vida dessa pessoa, no mínimo muito atarefada e desligada...

Havia marcado uma consulta no ginecologista para a semana e a secretária ficou de avisá-la o dia e a hora. De manhã cedo, recebeu um telefonema do consultório informando que a consulta seria para aquele mesmo dia de manhã às 09h30.
Havia acabado de tomar o café da manhã com seu marido e as crianças e teria que correr, eram precisamente 08h45 - ficou em pânico, não havia um minuto a perder.
Sabendo que teria pouquíssimo tempo para chegar ao consultório, olhou mais uma vez o relógio e apavorou, não daria tempo de tomar um banho.
Subiu as escadas correndo, tirou o pijama, agarrou uma toalha dobrada que estava em cima da borda da banheira e fazendo uso da duche, lavou-se. Passou em seguida, a secar as “partes íntimas” com a toalha com todo o cuidado para ter a certeza que havia ficado bem seca.
Deitou a toalha no cesto da roupa suja, vestiu-se e "voou" para o consultório. Ficou na sala de espera uns escassos minutos quando a chamaram para fazer o exame. Como já sabia o procedimento, deitou-se na marquesa e tentou, como sempre faz, imaginar-se muito longe dali, num lugar assim como o Caribe, ou em qualquer outro lugar lindo e pelo menos a 10.000 kms daquela marquesa.

Ficou muito surpresa quando o meu médico lhe disse:

"Oh lá lá, hoje de manhã fez um esforço suplementar mas ficou bonita!"

Não percebeu muito bem o cumprimento, mas não respondeu. Foi para casa calmamente e o resto do dia desenrolou-se normalmente. Depois da escola, já acabados os deveres, a sua filha, de 6 anos, estava preparada para brincar quando gritou do banheiro:

"Mamãe! Onde é que está a minha toalha?"
Gritou de volta que tirasse uma toalha limpa do armário.
Quando a menina respondeu, jurou que o que passou pela sua cabeça era desaparecer da face da terra. O comentário do médico, martelava na cabeça sem descanso. A filha disse, só isto:


"Não mamãe, eu não quero uma toalha do armário, quero aquela que estava dobrada na borda da banheira, foi nessa que eu deixei todos os meus brilhantes e as estrelinhas douradas e prateadas!"

Se puder me conte se alguma vez passou por alguma situação embaraçosa com chance de ganhar esse belo prêmio...
Loba, lembrei da sua!
Boa semana!!
Beijus

0 comentários :

Enviar um comentário

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor