Assim que se fala! Assim que se faz!

"... Se tu viesses ver-me à tardinha ..."
(Florbela Espanca)

Era assim a pose de Florbela. Sentava ali, triste e lânguida. Esperando por um amor que não chegava. E ficava assim repetindo essa frase.
Já imitei a pose e disse a frase mas comigo não combina.

Sinto inveja das mulheres que romanceiam tudo, aquelas que promovem o homem a chefe da repartição cardiovascular. Mas esticar o faz-de-conta chega nos limites da impaciência e penso que é por isso, que começo a esquecer da cor dos seus olhos.

Sabe disso, e talvez por isso, é tão impertinente!


Porque existem muitos homens como você. Oras, tem que dar-me motivos pra escrever-te cartas de amor...

Esqueci do seu aniversário. Isso é normal, esqueço o de todo mundo. Não iria esquecer o seu? E não adiantava ficar jogando pedrinhas na minha janela. Aquela hora da noite! Que disparate, se acha o tal mesmo! Não joguei água porque teria que abrir a janela e dar o ar da graça, era isso que queria? Por isso a plaquinha "No"

Esse não é apenas um problema de George, a maioria dos homens pensam que a mulher tem que estar disponível. Tem horas que não rola. Não é desamor. Existem os problemas do dia a dia que fazem os casais distanciarem entre si.

Corrigindo: Acho que algumas mulheres também pensam assim...


Poderia ser sempre assim

"Lábios que encontram outros lábios
num meio de caminho, como peregrinos
interrompendo a devoção, nem pobres
nem sábios numa embriaguez sem vinho
que silêncio os entontece quando
de súbito se tocam e, cegos ainda,
procuram a saída que o olhar esquece
num murmúrio de vagos segredos?"
(Soneto, Nuno Júdice)

A praticidade tronou-se lei, procuramos estar descomplicando o nosso dia a dia com máquinas e cortando o caminho pra otimizar o tempo. Como tem gente que pensa em tudo, que pensa nas maneiras de diminuir o caminho e assim um gesto substitue uma fala.


Para esses foi criado um par de almofadas. Aqueles casais que têm problemas de comunicação, ou se sentem incomodados — há gente timida que, por mais intimidade que haja, nunca se sente à vontade com este tipo de assunto — de terem de perguntar ao outro se querem conversar simplesmente ou ter uma noite de sexo… Yes/No Pillow Cases, criadas por Nicolette Brunklaus dispensam qualquer tipo de comunicação. Existem outras criadas por Nicolette Brunklaus — são ainda mais explícitas: Yes No Pillow. Alguns confeccionistas brasileiros de roupa de cama, mesa e banho, logo irão copiar a receita. Podem crer!

Parece que temos que aprender muito com os animais.
E aí? Já deu a sua lambidinha hoje?
Boa semana!!
Beijus

0 comentários :

Enviar um comentário

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor