Tiradentes

Hoje é dia de Tiradentes e foi na época da Inconfidência Mineira que uma ideia começou a tomar forma. Com a Independência essa ideia ganhou força e em Janeiro de 1956, logo após tomar posse, foi prometida o seu cumprimento pelo então eleito presidente Juscelino Kubitschek: a transferência da capital do Brasil do litoral para o interior.

Foi no dia 21 de Abril de 1960 que esse sonho se concretizou. Brasília foi inaugurada com 142 mil habitantes, mas nem tudo saiu como esperado. As cidades satélites - que seriam desativadas logo após a inauguração, foram ocupadas desordenadamente, transformando-se em favelas-dormitórios .

Brasília foi tombada pela Unesco como patrimônio histórico universal em 1988, o que não impediu que as sucessivas administrações modificassem o plano piloto de Costa-Niemeyer. Salvem Brasília!

No dia 21 de Abril de 1985 morreu Tancredo Neves, transformado por capricho no primeiro presidente civil desde João Goulart. O acerto de contas com a História ficaria para depois... quando?

"Os crimes da ditadura militar não devem serem esquecidos"

O Júlio escreveu, como sempre um texto maravilhoso sobre a tragédia ocorrida com Zuzu Angel e seu filho. Fatos passados e que a arte se encarregará de trazer para o presente em forma de filme. Zuzu era uma estilista com prestígio e por conseguinte, o público tomou conhecimento dos fatos. E para os anônimos? Quantos crimes ocorreram durante a ditadura sem que tenham chegado ao nosso conhecimento?

Frutos da frondosa árvore política do pessedismo, Tancredo e Ulisses eram duas faces de uma mesma moeda: A volta ao país ao Estado de direito. Sobreviventes de tempos mais cordiais, dedicaram-se a liderar a longa travessia durante os difícies anos de ditadura: Ulisses como bússola da sociedade e oposição, Tancredo sedimentando seu prestígio entre a classe política e mantendo abertos seus canais de comunicação com os militares menos radicais. Foi necessário também engolir José Sarney, notório enfante gaté da ditadura como vice. A campanha "Muda Brasil, Tancredo já!" aproveitou o embalo das diretas e empolgou o país.

Em 15 de Janeiro de 1985 foi eleito Tancredo pelo colégio eleitoral, encerrando 21 anos de desastrosa intervenção militar e recebendo o legado de um país falido.

Foi uma superstição que sustentou o regime de 1964: a de que a política democrática é inimiga da disciplina social e do progresso e é um poderoso agente de irracionalidade política. Esse pensamento disciplinavam os retos.

E prestem bastante atenção nessa frase:

"O regime de 1964 é um experimento vitorioso e tem suas superstições cuidadosamente mantidas pela coalizão entre derrotados e vitoriosos de l964 que hoje nos governa" (Renato Lessa)

A maioria dos políticos que hoje aqui estão, são crias do laboratório da ditadura.

Não custa nada para os preguiçosos eleitores, aqueles que dizem: não gosto de votar ou mais ainda: Voto nulo! Bah! Não sabem escolher ou não têm opinião? Vão às urnas e exerção um direito conquistado com dignidade no passado!

Para saber mais sobre o assunto, clique aqui

Meu post de hoje seria outro que sumiu no espaço cibernético. Fica este feito às pressas e mentalizem a frase de Renato Lessa e usem-a nas próximas eleições.

0 comentários :

Enviar um comentário

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor