Sociedade Ideal



Muitos já quebraram a cabeça para achar uma fórmula de planejar uma "Sociedade Ideal". No último dia 20 foi aniversário de nascimento de Burrhus Frederic Skinner, um americano de modos afáveis e que foi professor de psicologia da Universidade de Harvard.

Ele sabia que iria criar uma polêmica, quando lançou seu romance "Walden Two". Livro sobre uma sociedade ideal, onde não haveria rebeldia ou descontentamento, porque os seus integrantes estariam condicionados a se comportar de um modo cooperativo e produtivo, era um modo de Skinner expor ao grande público a teoria do Behaviorismo (de Behavior, comportamento em inglês)

Para os Behavioristas, o comportamento humano é apenas uma resposta fisiológica a estímulos externos, podendo para isso ser condicionado ou programado - da mesma forma que ratos de laboratórios podem ser treinados a puxar uma alvanca para obter comida - "Walden Two" pregava uma "Engenharia Social" baseada nas técnicas usadas com animais.

Foi acusado de totalitário e facista por alguns e admirado por outros. Skinner exerceu uma duradoura influência sobre a psicologia. Tanto quis mostrar que acreditava na sua teoria, que chegou a deixar a própria filha recém-nascida durante dois anos numa espécie de gaiola envidraçada e climatizada - a "caixa de Skinner" - semelhante a que usamos nos experimentos com animais. Vale resaltar que o behaviorismo, dominou o pensamento e a prática da psicologia, em escolas e consultórios, até os anos 1950. Depois dessa data tem-se expandido muito o estudo do condicionamento operante, não apenas usando ratos, mas também animais de outras espécies e ainda seres humanos.

Skinner não tinha nenhum interesse em compreender a mente humana, ele acreditava que tudo que fazemos e que somos, é moldado pela nossa experiência de punição e recompensa. Afirmava ainda que não existe liberdade nem dignidade. O homem bom faz o bem porque o bem é recompensado e consequentemente o mau individuo deveria ser punido ou eliminado.

E aí, vai encarar?
Beijus

1 comentários :

  1. Oi, Luma!
    Li seu texto e vou fazer em breve um artigo explicando porque sou behaviorista, não muito radical mas, vou explicar porque.

    Adoro esses desafios. Quisera que existisse entre blogs mais desafios para se falar sobre determinado assunto.

    Não posso te dar nenhuma nota porque no meu conceito tu sempre foi dez.

    Estou em época de provas e atrapalhada.

    Beijos!

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor