DO POVO, PELO POVO E PARA O POVO

De vez em quando o "Luz de Luma" toma ares políticos,
mas por uma boa causa.


Eu Apoio!
E se quiserem aderir a campanha coloque o banner em seus blogues ou sites. O Chato não querendo ser chato lançou a campanha. Vejam lá os motivos do Chato! De passagem, direi que não é questão de ser chato, é querer dar um basta a essa falsa imagem que o governo quer nos passar, dizendo trabalhar para o povo e pelo povo e de ser do povo. Papo antigo como sempre inicia os seus discursos: "Nós brasileiros..."
Sei que os problemas brasileiros não são de agora, mas anteriormente não era o Sr. Inácio Lula da Silva que tinha a função de malhar o governo? Agora mãos na massa!
Pagamos para ter aquilo que o Estado tem que nos dar por direito e vemos nosso país numa situação caótica! Dinheiro desviado de suas pastas, corrupção e aquela merda toda que todo mundo já sabe. O imposto a nós é imposto sem que possamos contestá-lo? Olhem para a mesa do café da manhã e vejam quanto imposto engolimos.

Em 14 de Novembro de 1982, um dia antes das eleições, o nosso atual presidente afirmou se referindo ao governo federal:
"saber que uma grande parcela da riqueza deste País é extraída daqui, das mãos das classes trabalhadoras, e tem que devolver para cá".
Sr. presidente cansamos dessa veemência de escaramuças verbais que inflamam mais do que informam (desinformam) ou fazem! Assim como os eleitores estão amadurecendo, pedimos maturidade (responsabilidade) política dos nossos governantes.

As palavras geralmente dizem pouco sobre as intenções dos políticos e ainda mais sobre a possibilidade efetiva de ver seus propósitos anunciados postos em prática. Um estrangeiro que se limitasse a tomar conhecimento dos programas dos partidos em funcionamento no Brasil acreditaria estar diante de um país avançadíssimo, dotado de uma democracia pujante e de um generoso Estado de bem-estar social. Sabemos que não é bem o caso. Por isso as declarações de intenção, assim como a defesa ou a crítica que se faz do passado, não podem deixar de ser postas na balança junto com a atuação pregressa de cada partido e de cada governante individualmente.

As palavras comprometem e o que foi dito e registrado servirá de base, no futuro bem próximo, não só para cobrar realizações, como também para medir a coerência com que se comportaram todos os políticos.
Eu estava tentando entender o porque do presidente depois de tantos afagos com a imprensa, começar a atacá-la; Ele descobriu que a imprensa detém imunidade tributária? Estima-se que a chamada "renúncia fiscal" (impostos que o governo federal deixa de cobrar) custa bilhões à União. Uma parte não-calculada é da imprensa, mas ela não põe em debate se a sociedade aprova ou não este privilégio. Jornalões e revistas que circulam com duas centenas de páginas, das quais dois terços são anúncios pagos a preço de ouro, poderiam esclarecer para seu público a necessidade que têm de não pagar impostos como todo mundo. Um ponto-de-vista para o debate é o de que a única coisa que o Estado deve garantir à imprensa é a liberdade.

Não quero aqui atacar a classe jornalística, que tenta trabalhar da melhor forma possível. Acho até que eles deveriam ter um salário melhor...

Os jornais não querem que o público saiba que eles não pagam impostos, os argumentos de que; imposto é tirania e encarecem jornais é elitismo; é uma medida das ditaduras ou de oligarquias antiquadas que desejam que os setores sociais de menor poder aquisitivo não possam comprar jornais; ou que os jornais percam independência por sua debilidade econômica. É mentira! Tudo balela!

Os jornais americanos são mais baratos que os brasileiros, aqui, o que é pago pela Folha ou JB, um americano leva o New York Times e o Washington Post e recebe troco. É difícil explicar por que arroz e feijão pagam imposto no país em que jornal é isento?
Benefícios e vantagens cooperativistas criam no Brasil ilhas de privilégio, mas não precisamos atacar só a imprensa. Temos as entidades religiosas ou consideradas sem fins lucrativos. Policiais também não pagam ingresso no cinema! Eu também quero previlégios!

O Brasil além de impostos, é campeão na cobrança de taxas indevidas, a última que fiquei sabendo é da cobrança de um pedágio ao acesso da rampa que leva os fiéis a basílica de Nossa Senhora Aparecida. Acho melhor rezarem em casa!
O Hiran, fez o desabafo: "Caí na malha fina, ou seja, não recebi nenhuma restituição até agora. O que me dá raiva é ter que pagar imposto para uma corja de ladrões e olhar para os serviços públicos e constatar que estão cada dia piores. A única coisa que o Governo é realmente profissional é na hora de cobrar impostos. Agora este negócio do Governo Federal pegar a responsabilidade de reparar rodovias federais. Ué ? Não era para o governo federal consertar rodovias federais ? Cadê o meu imposto ? Ahhh sim, foi prá cueca ou pras malas. AAAAAARRRRRGHHHHHHH!!!!!"
A pergunta do Chato: Que problemas tem o estado brasileiro para que não funcione, ou funcione mal e porcamente?

E acrescento outra pergunta: No Brasil, só o trabalhador paga impostos?
E depois de toda essa conversa sobre impostos; o empresário chega em casa e fala com a mulher que recebeu uma intimação da receita a respeito do atraso da entrega da declaração do imposto de renda:
- Acha que devo comparecer na repartição de jeans ou de terno e gravata?
- Bem, querido... Digo a mesma coisa que minha mãe me disse quando lhe perguntei se, na noite das nossas núpcias, eu devia usar uma calcinha de rendas ou uma calcinha de seda!?
- E o que foi que a tua mãe te disse?
- Tanto faz. Ele vai-te f*** na mesma!
Calcule aqui quanto você paga para o Leão por mês.
Beijus,

0 comentários :

Enviar um comentário

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor