Os políticos e as fraldas

"Os políticos e as fraldas dos bebês precisam de ser mudadas frequentemente... pelas mesmas razões!..."

Há duas coisas que não gosto nos Blogs políticos, entenda-se; mantidos por assumidos militantes de partidos políticos:

- A verdade absoluta nos seus "posts", que os eleva ao estatuto de Divindades; Oras, as verdades absolutas não existem! Metafisicamente falando, cada Ser tem a sua verdade. Logo, estes aprendizes de Deuses estão na encarnação errada!

- A ausência de diálogo aberto com os leitores (a maioria não possue sistema de comentários), mostrando uma arrogância tremenda em não querer aprender e em não aceitar o "diferente" como algo natural e óbvio!

- Os erros ortográficos são "prata da casa" e abalam qualquer tentativa de levar os rapazes a sério;

- Logo se conclui que a Blogosfera é, indubitavelmente, um espelho da realidade! É assim na blogosfera, tal como é na Assembléia!

... Eu sei, eu posso, eu mando e tu estás calado!

As notícias do mundo levam-nos a concluir que o Brasil não é o único doente. Os valores de moral, civismo e disciplina que nos ensinaram já não existem.

- Do nosso presidente não há uma única frase que aquele homem diga, espontâneamente, que não deva ser engolida com muito líquido. Ainda dizem: "Ele é carismático". Então, perdi a noção do que é carisma. Vocês se lembram de outros presidentes carismáticos e as m. que fizeram? "Que é isso L U M A ! ! Ele não é responsável por toda a m. tem um monte de gente lá, ele não governa sozinho". Então tá, está todo mundo fazendo m. por isso tá tudo uma b.

- Será por isso que o Roberto Jefferson só dava sinal de vida quando cantava no banheiro? Pra quem está por fora da história e segundo relatos de repórteres que estavam de plantão em frente ao seu apartamento em Brasília, o presidente do PTB cantava músicas líricas italianas no banheiro - tão alto que dava para escutar lá de baixo. Faz sentido!

- O Presidente dos Estados Unidos é considerado, há muito, como o dono do mundo (Isso desde quando começaram os filmes de Ficção Científica em que os extra-terrestres aterram sempre nos E.U.A. e sabem falar apenas o inglês e discutem o futuro da Terra sempre com o Presidente americano). Bem, dizia eu, o Presidente do mundo é um anormal! Os próprios americanos dedicam-se a gozar com ele. Não há dia que não seja ridicularizado na imprensa...

- Temos um Reino Unido, monarquia fortíssima, cuja casa real está cheia de dogmas e escândalos sexuais! E que tal se o Príncipe assumisse ser gay? Ser gay não é doença! Ser "armário" é!

- O Primeiro Ministro inglês é um lacaio, perfeitamente assumido, do anormal americano. Ainda não acredito nas conclusões apressadas do "Caso Kelly".

- Para os lados da União Européia assumida, temos uma Espanha, uma Alemanha e uma França transformadas em monstros de garras de fora, prontas a abocanhar os pequeninos. Portugal é um desses meninos prontos a serem engolidos pelos papões!

- A Rússia é a nossa loura deslumbrada, com o devido respeito por todas as louras. Vendida ao Capitalismo, que entretanto morreu e deslumbrada com o dinheiro fácil, "easy cash" para os tecnocratas"!

- Da África, estou na dúvida se generalizo ou falo caso a caso! Hummm... generalizo, caso contrário corro o risco de vocês se cansarem de ler! África é o caldeirão que é! O Continente está a soldo. A corrupção, o terrorismo, a droga, os diamantes, os abusos de poder reinam e triunfam! Com a ajuda dos americanos que estão a "ajudar a resolver os conflitos"!

- Na Ásia temos de tudo. Desde a poderosa China (firme e hirta), o Japão a ajudar os americanos (estes já perceberam que o segredo de uma economia forte está na exploração dos mais desfavorecidos), os outros desgraçados que vão sobrevivendo discretamente e....a grande Coreia do Norte de dentes de fora, apontados aos E.U.A., sem vacilar!

- A América do Sul e Central é outro caldeirão. Outra África com sotaque diferente. Falo apenas do Brasil, que é o que mais se me atravessa na garganta... Temos um Presidente operário que se esqueceu que o foi e agora brinca aos burgueses. Claro que lhe faltam as bases culturais e literárias...e está a dar a trapalhada que se vê! E o País está igual, com cor diferente! E...claro...todos estes países têm o dedinho americano, sempre pronto a ajudar!

- A América do Norte é resumidamente E.U.A., visto o Canadá não querer ter voz ativa! Dos E.U.A. já falei e já chega de tempo de antena para o Bush...

- Enfim, cá por casa, após esta análise do panorama mundial, apenas me ocorre descrevê-los com esta palavra: Fashion!! Enfim, eles limitam-se a seguir as imbecilidades gerais! Estão na moda! Parabéns!

Baralhando e rebaralhando (tipo baralho de Tarot), chego à conclusão que a Globalização é isto. Concordava com ela, mas agora discordo. A minha definição de Globalização é diferente desta! Não me agrada a IMBECILIDADE GLOBAL, com o Bush a comandar as nossas vidas, de forma alguma...

Se não querem quiserem ser tratados como imbecis, comecem a interessar pelo que acontece ao redor. Fuce a vida dos políticos! É chato! Mas necessário! Já sabem que tudo que é ruim faz bem pra saúde ou para o bolso. Se estudar é ruim. Estude. Se trabalhar é ruim. trabalhe. Seu futuro agradece.

P.S. - Ignoro deliberadamente Israel e a Palestina! Esses aguardam um desabafo só para eles!

...e após esse desabafo...calminha agora. Pensem nessa MERDA que me enviaram por e-mail:

A palavra mais rica da língua Portuguesa é a palavra MERDA.
Esta versátil palavra pode mesmo ser considerada um curinga da língua portuguesa.
Vejam os exemplos, a seguir:

1) Como indicação geográfica 1:
Onde fica essa MERDA?

2) Como indicação geográfica 2:
Vá a MERDA!

3) Como indicação geográfica 3:
18:00h - vou embora dessa MERDA.

4) Como substantivo qualificativo:
Você é um MERDA!

5) Como auxiliar quantitativo:
Trabalho pra caramba e não ganho MERDA nenhuma!

6) Como indicador de especialização profissional:
Ele só faz MERDA.

7) Como indicativo de MBA:
Ele faz muita MERDA.

8) Como sinônimo de covarde:
Seu MERDA!

9) Como questionamento dirigido:
Fez MERDA, né?

10) Como indicador visual:
Nâo se enxerga MERDA nenhuma!

11) Como elemento de indicação do caminho a ser percorrido:
Por que você não vai a MERDA?

12) Como especulação de conhecimento e surpresa:
Que MERDA é essa?

13) Como constatação da situação financeira de um indivíduo:
Ele está na MERDA...

14) Como indicador de ressentimento natalino:
Não ganhei MERDA nenhuma de presente!

15) Como indicador de admiração:
Puta MERDA!

16) Como indicador de rejeição:
Puta MERDA!

17) Como indicador de espécie:
O que esse MERDA pensa que é?

18) Como indicador de continuidade:
Na mesma MERDA de sempre.

19) Como indicador de desordem:
Tá tudo uma MERDA!

20) Como constatação científica dos resultados da alquimia:
Tudo o que ele toca vira MERDA!

21) Como resultado aplicativo:
Deu MERDA.

22) Como indicador de performance esportiva:
O VASCO e o Flamengo não estão jogando MERDA nenhuma!!!

23) Como constatação negativa:
Que MERDA!

24) Como classificação literária:
Êta textinho de MERDA!!!

25) Como qualificação de governo:
O governo Lula está uma MERDA!

Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e acredita-se estar livre do perigo de dar MERDA.

mas que MERDA!

Quanta MERDA heim?
Tem MERDA pra todo lado.
Putz! Acho que fiz M.
Beijus,

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor