Tributo ao tempo

Já disse que quando leio os comentários fico sujeita a algumas dúvidas. Essa interação faz aflorar sentimentos, pensamentos alegres e tristes. Falei de morte no último post. A verdade é que não educamos nossas crianças para aceitar a morte como o rumo certo da vida. Romantizamos a vida. E a religião pesa muito na cultura tradicional das idéias. Alguns espiritualistas têm a comodidade de acreditar em outras vidas, uma continuidade dessa, assim fica mais fácil aceitar a realidade e as injustiças terrenas. Podemos imortalizar a alma. Fala-se da vida, amor e coisas bonitas... afinal, falar de coisas tristes nos leva a colocar os pés no chão.

O lado romântico da vida é esse; acreditar que a terra é o último dos planetas e não que a vida não pode se transformar em íons. Talvez o melhor de viver seja, alguém fazer nós rirmos de nós mesmos e fazer uma voz crítica dentro de nós acabar por desmaiar. Somos todos volúveis, numa hora valorizamos demais a vida e em outra valorizamos demais a morte. A melhor saída é saber valorizar o tempo, o aqui e agora. Não peça perdão depois, não fique com vergonha e travado pra dizer “eu te amo”, não tenha medo de se mostrar ridículo...pequenos gestos fazem a diferença. Um sorriso pode mudar o rumo da sua vida.

Tinha uma propaganda na TV que dizia mais ou menos assim:

- Veneza desaparece 1 cm por ano, significa 1 cm a menos de Veneza a cada 365 dias...
- Amanhã no Central Park terão caído 15000 folhas...
- Neste mês, você encontra tulipas nas floriculturas. No mês que vem, talvez não.

Isto significa que a cada dia temos menos um dia de vida...

À seguir, publico um texto que escrevi para a Campanha do Cartão Visa (2003) que acompanhou o filme produzido pela Leo Burnett especialmente para a virada do ano de 2004 em homenagem aos 450 anos de São Paulo. Para ver o restante da nova campanha, clique aqui.

Dizem que a vida é curta, mas não é verdade.
A vida é longa pra quem consegue viver pequenas felicidades.
E essa tal felicidade anda por aí, disfarçada, como uma criança traquina brincando de esconde-esconde.
Infelizmente às vezes não percebemos isso e passamos nossa existência colecionando nãos:
a viagem que não fizemos, o presente que não demos, a festa à qual não fomos, o amor que não vivemos, o perfume que não sentimos.
A vida é mais emocionante quando se é ator e não espectador, quando se é piloto e não passageiro, pássaro e não paisagem, cavaleiro e não montaria.
E como ela é feita de instantes, não pode nem deve ser medida em anos ou meses, mas em minutos e segundos.
Esta mensagem da Visa é um tributo ao tempo.
Tanto àquele tempo que você soube aproveitar no passado quanto àquele tempo que você não vai desperdiçar no futuro. Porque a vida agora. 

Beijus,
Luma.

P.S. Carinho especial aos meus amigos Nós por nós, que muitas vezes me puxaram as orelhas e botaram meus pés no chão. "Sem querer, querendo..."

Yvonne, Viva, Clark, Tesco, Audrey, Lize, Tatoo, Anna, July, Henrique, Marcos Penha, Flávia, Arthur e Lilás, Átila e Maringas (apesar de sumido). Esqueci de alguém?

Estão copiando o texto acima e dando autoria ao Dalai Lama... Fiquem espertos!

43 comentários :

  1. Mago23:54

    Pode sre que tenha razão, que muitos de nós romantizamos demais a vida, mas e se não fizessemos isso o que traria a ela esse gosto espécial qeu tem? O tempo? Falar de tempo é tão substancial quanto falar da vida, afinal quanto tempo você tem?? Sewrá que alguém sabe? Posso muito bem despencar de lado enquanto escrevo esse comen.... Não não morri de repente ainda estou aqui, mas poderia ter morrido sem nem mesmo terminar o comentário, não se valoriza a vida ou a morte demais, valoriza-se o qeu acontecerá depois disso. Se não existir nada além disso aqui, me desculpe mas os que fazem o mal por prazer estão certos, pois aproveitam a vida da maneira qeu mais gostam prejudicando os outros e sendo felizes assim... a melhor maneira de aproveitar a vida é vive-la bem, independente da vida ou da morte e do tempo! Beijos do Mago!

    ResponderEliminar
  2. Renata23:54

    sábias palavras querida.
    cada cabeça, um mundinho.
    beeeeijo

    ResponderEliminar
  3. Flávia23:55

    Oi Luma!
    Falei exatamente sobre aproveitar a vida no post anterior (pq era meu niver) e tbm acredito que a nossa vida se resume nos momentos de felicidade que temos.



    Beijos!

    ResponderEliminar
  4. Nanda23:55

    Oie,
    Nem sei o que ti falar.
    Eu tenho certezas esperanças, mas com algumas coisas já me dei conta que não posso ser tão romântica assim.
    Mas vou levando né?
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Israel Barros23:56

    Temos que viver cada dia como se fosse o ultimo, assim viveriamos intensamente

    ResponderEliminar
  6. Viva23:59

    Cresci ouvindo minha mãe dizer "a gente se arrepende daquilo que não faz".
    Cada vez mais comprovo a verdade dessas palavras.

    ResponderEliminar
  7. Marcos Penha00:00

    É isso mesmo, Luma. O bom da vida é vivê-la intensamente, aproveitando, segundo a segundo, cada momento.
    Sem querer puxar o saco, e já puxando, tenho aproveitado bastante cada tema postado no "Luz de Luma". Mesmo quando não comento, leio atenciosamente e reflito.
    Obrigado por citar o meu nome no final, junto com os ilustres do "Nós por Nós". Só não me lembro de ter puxado sua orelha. Não sei como fazer isso com uma pessoa com quem tenho aprendido mais do que ensinado.
    Mas, enfim, um forte abraço, muita saúde e continue com Deus.
    Marcos Penha
    marcospenha97@hotmail.com

    ResponderEliminar
  8. Viva00:00

    Marcos Penha, você me fez ver como tenho sido egoista, usando os comentários apenas para desabafar.
    Obrigada, Luma, pela mençao e saiba que eu também tenho usado muito seus posts para refletir. E também não me lembro de ter puxado sua orelha! Rsss.

    ResponderEliminar
  9. Kmila00:01

    O que é uma semana?

    Para o preso: menos sete dias.
    Para o doente, mais sete dias.
    Para os felizes, sete motivos.
    Para o rico, quatorze refeições.
    Para o pobre, sete frustrações.
    Para a esperança, sete novas manhãs.

    Para a insônia, sete longas noites.
    Para os sozinhos, são sete chances.
    Para os ausentes, sete culpas.
    Para um cachorro, 49 dias.

    Para uma mosca, sete gerações.

    Para o empresário, 25% do mês.
    Para os economistas, 0,019 do ano.
    Para o pessimista, sete riscos.
    Para o otimista, sete oportunidades.
    Para a terra, sete voltas.
    Para o pescador, sete partidas.

    Para se cumprir um prazo, pouco.
    Para o empregado, o que dura o salário no mês.
    Para criar o mundo, o suficiente.
    Para uma gripe, a cura.
    Para uma rosa, a morte.
    Para a História, nada.

    Mas para a vida, tudo.

    (Anndy Carter )
    Tenha uma boa semana Luma

    ResponderEliminar
  10. Júnio00:02

    Sabe Luma o tempo é cruel te rouba um monte de coisas que não queríamos perder, mas enfim, traz a sabedoria para saber quando não se pode mais correr, apenas deixá-lo agir sabiamente.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  11. o tempo passa... a gente vive... bjus!!!

    ResponderEliminar
  12. Chronos00:05

    Oi, tô retribuindo visita!

    [fuçando no post + recente]
    Engraçado como o tempo consegue ser. A mesmo tempo que um minuto é tempo demais, uma vida é quase nada. Como dizia aquele bando de malucos do Pink Floyd, "então um dia você olha e dez anos se passaram atrás de você". É algo assim. Dá medo, talvez.

    [post anterior]
    Tem um monte de teorias dizendo como o universo foi criado, quando e por quê. Mas se a teoria católica do "então Deus disse faça-se a luz!", a criação é obra do puro e simples tédio divino. Bah.
    E Charles Chaplin... ... ... o cara sabia das coisas. Poeta nato.

    Adorei o blog, vou voltar mais vezes!!!

    ResponderEliminar
  13. Nanda00:05

    A gente vai aprendendo a aproveitar e dar valor as pequenas coisas da vida, aos poucos. Beijos, Luma! Boa semana.

    ResponderEliminar
  14. Yvonne00:06

    Luma, obrigado por ter mencionado meu nome na sua lista de amigos especiais do NPN. Tal qual o Marcos Penha e a Viva, também não me recordo de ter puxado a sua orelha. Você é especial demais para isso. Obrigada por sua amizade e pelo lindo post de hoje. Beijocas

    ResponderEliminar
  15. Lize00:06

    Luma
    Agradeço também você ter mencionado meu nome no roll de seus amigos do NPN. Mas não esqueça que você também faz parte, não é?
    Beijins

    ResponderEliminar
  16. Luminha que post lindo! Bem escrito, delicado e até poético =)
    Você tratou de um tema difícil, pesado, mas de maneira tão leve que só me deu vontade de aproveitar cada flor, nuvem e sorriso pelo caminho... =)
    Sim, à cada dia estamos com menos tempo, mas à cada lição sabemos aproveitar melhor este tempo que nos resta...
    E saber que a Ressurreição de Cristo nos deu a vida eterna é um consolo, porque é saber que o caminho não termina no túmulo. Dá medo.. mas não termina, rs.
    beijaummm e girassóis,
    Rah

    ResponderEliminar
  17. Dani_Florzinh@00:07

    Boa semana! Bjs...

    ResponderEliminar
  18. Dora00:08

    Luma! Já observei que gosta de falar sobre vida e morte, comparando-as, argumentando sobre essas duas realidades opostas(?)...Também acho que se deve medir a vida, em minutos, segundos, milésimos de segundos...enfim, em frações mínimas de tempo! Pode-se viver uma vida toda, no êxtase de um instante apenas, já ouvi dizer...
    E a vida é assim. É o agora. Estou vivendo agora, escrevendo aqui para você, por exemplo, e dizendo o quanto "curto" seus posts...rs
    Beijo grande!! Dora

    ResponderEliminar
  19. Simone00:08

    Querida Luma: Adorei suas palavras e pensamentos. Tem horas que valorizamos mais a morte mesmo, sendo que a vida está aí, pra ser vivida e recomeçada todos os dias. Suas palavras acenderam o fogo do meu Sagitário e me fizeram pensar nessa semana linda que se inicia.
    Meu beijo e obrigada pelo carinho.

    ResponderEliminar
  20. Visão00:10

    Oi Luma, a vida me ensinou a viver cada dia de uma vez, senão não conseguimos viver nem tão somente hoje! fzia muitos planos e não conseguia executar nenhum deles, hoje tô mais tranquila... beijos..

    ResponderEliminar
  21. Henrique00:11

    Oração ao Tempo
    Caetano Veloso

    Es um senhor tão bonito
    Quanto a cara do meu filho
    Tempo tempo tempo tempo
    Vou te fazer um pedido
    Tempo tempo tempo tempo

    Compositor de destinos
    Tambor de todos os ritmos
    Tempo tempo tempo tempo
    Entro num acordo contigo
    Tempo tempo tempo tempo

    Por seres tão inventivo
    E pareceres contínuo
    Tempo tempo tempo tempo
    És um dos deuses mais lindos
    Tempo tempo tempo tempo

    Que sejas ainda mais vivo
    No som do meu estribilho
    Tempo tempo tempo tempo
    Ouve bem o que eu te digo
    Tempo tempo tempo tempo

    Peço-te o prazer legítimo
    E o movimento preciso
    Tempo tempo tempo tempo
    Quando o tempo for propício
    Tempo tempo tempo tempo

    De modo que o meu espírito
    Ganhe um brilho definitivo
    Tempo tempo tempo tempo
    E eu espalhe benefícios
    Tempo tempo tempo tempo

    O que usaremos pra isso
    Fica guardado em sigilo
    Tempo tempo tempo tempo
    Apenas contigo e comigo
    Tempo tempo tempo tempo

    E quando eu tiver saído
    Para fora do teu círculo
    Tempo tempo tempo tempo
    Não serei nem terás sido
    Tempo tempo tempo tempo

    Ainda assim acredito
    Ser possível reunirmo-nos
    Tempo tempo tempo tempo
    Num outro nível de vínculo
    Tempo tempo tempo tempo

    Portanto peço-te aquilo
    E te ofereço elogios
    Tempo tempo tempo tempo
    Nas rimas do meu estilo

    beijos Luma!

    ResponderEliminar
  22. Laura00:11

    Luma, acabei de ler estes dois ultimos textos que voce escreveu e os achei simplesmente sensacionais!
    Tem muita coisa que voce disse que muitas vezes me pego pensando. Uma delas eh o fato de uma coisa que eh hoje, nao ser mais amanha. Me lembrei de antes de comprar a minha casa, na outra que eu alugava havia uma janela alta no topo da escada, e muitas vezes enquanto deitada no chao da sala(assistindo tv), eu podia avioes passarem. Ficava imaginando quem seriam as pessoas dentro dele e para onde estavam indo..E o sentido do tempo - o que passou hoje eh diferente do que passou ontem, etc.
    O texto de Chaplin eh excepcional, e faz muito sentido! Seria maravilhoso!
    Tambem penso muito ate quando as pessoas se lembrarao de mim depois que eu morrer. Sei que eu me lembro dos meus avos que ja morreram, e minha mae sempre fala dos avos dela. Meu filho provavelmente vira algumas fotos dos tataravos, que eu ainda tenho, mas sera que os filhos deles verao? Tipo assim.. Engracado como sao as coisas!
    Desculpa escrever tanto, mas voce realmente trouxe a tona uma serie de reflexoes.
    Adorei os seus textos!
    Beijos

    ResponderEliminar
  23. Patty00:12

    Oi...vim deixar um bju....boa semana...

    ResponderEliminar
  24. Amelie00:13

    Oi amoreco ! Tva com saudads ... ótima semana para você ! Beijões e te cuida ...

    ResponderEliminar
  25. Edgar Borges00:13

    Bah, guria,tu voltou meio cega,é?
    ontem à noite, no programa dois a um, no SBT, discutiu-sse isso da urgência da vida, típica de nossos dias, e das pessoas que deixam tudo para depois. Ambos lados são vítimas do medo da vida, segundo os participantes. Ou algo parecido.
    bjs.

    ResponderEliminar
  26. FrOg00:14

    HeHe, nossa... simplesmente... simplesmente genial...
    Me pego muitas vezes nessas questões, e são coisas tão simples de serem resolvidas que não percebemos o quanto ficamos presos a teorias ou em lamentos alheios.
    A vida tá aí, pra ser vivida... esse papo de vida após a morte e todo este espiritismo, shows de perdões e tudo mais, são atrasos... e atrasam o que há de mais importante que nossa vida... o tempo! O tempo que não tá nem aí se você vai gastá-lo bem ou não, ele vai passar pra você, como passa para todos... não se amargurar pelo tempo e sim, aproveitá-lo, perceberá que ele passa muito mais rápido...
    Queria poder colocar tudo isso em prática em toda minha vida... mas como fazer isso quando todos (quase todos...) fazem o contrário!?
    Viver num mundo de lamentações, reclamações, onde tudo anda mais rápido... você se torna uma estátua do tempo... e assim, vive parado!
    Parabens... Beijão... e infelizmente não poderei comprar o IPod... até gostaria, mas sem $$ no momento não dá... hehe...
    Boa Semana... TéMais!!! =D

    ResponderEliminar
  27. Nei Costa00:14

    A verdade é que nascemos para morrer. Agora, esperar a morte é terrível. Temos que promover a vida nesse momento, no hoje, no já. Beijos!! obs: estou tão ocupado que pouco visito os amigos. sorry please.

    ResponderEliminar
  28. Leandro - BrUxO00:15

    Adorei teu texto...faz muito sentido mesmo...mas juro que keria entender ele por inteiro..acho que a patty me deixou meio burro...

    bju tonta...

    ResponderEliminar
  29. Viva00:15

    " Vamos viver tudo o que há pra viver
    Vamos nos permitir"

    Lulu Santos - Tempos Modernos

    ResponderEliminar
  30. Betsy00:16

    Nessas horas de debater sobre vida e morte,oq me vem na cabeça é uma parte de um poema q eu li certa vez:Desde o momento em q se nasce,se começa a morrer.

    ResponderEliminar
  31. Claire00:16

    Alguém me disse (uma amiga):A gente se arrepende mais do q não fez do q daquilo q fez...

    ResponderEliminar
  32. Clara00:17

    Palmas pra vc, Luminha! Sábias palavras! Pra que se preocupar com a morte, com a vida...se o tempo presente é o que temos de verdade? Ser fiel a si mesmo é saber viver cada segundo da melhor maneira possível e ter a coragem de "ser", sempre e com coragem. Cada minuto é vital porque é aí que está a vida pra ser saboreada. No Escuridão eu falo sobre a "lágrima-felicidade" e a "dor feliz da lembrança"... estou falando exatamente do momento vivido com a maior intensidade possível, que se perpetua dentro da alma. Isso é vida! Bj de boa semana pra vc!

    ResponderEliminar
  33. Estou a enganar o tempo, passando para te visitar... Tenha uma ótima semana de paz. Grande beijo.

    ResponderEliminar
  34. Morcego00:18

    Oi Luma...
    A morte não existe: é a maior das ilusões dos Humanos... Viver, um dia de cada vez, com prazer, sempre.
    Uma semana superbacana, com bons ventos e altos vôos.
    Um grande e fraterno abraço.

    ResponderEliminar
  35. Tesco00:18

    Querida Luma, como ninguém admite ter-lhe puxado as adoráveis orelhas, eu também não o faço. A não ser que, veladamente, esteja se referindo a um contumaz opositor de algumas opiniões suas. Nesse caso, para não ser dissonante, venho discordar de alguma coisa que você postou.
    Discordo do Chaplin (preciso companhia, até agora sou o único aqui e alhures, a discordar do genial comediante), quando quer inverter a ordem da vida. Ainda estou sob a influência do Dr. Pangloss e para mim, este é o melhor dos mundos possíveis.
    Quanto a essa preocupação com a morte, é coisa que não entendo.
    Os materialistas não têm com que se preocupar: morreu, acabou.
    Os espiritualistas também não: a vida continua após a morte.
    Só nos restaria o "Carpe diem". Por que não é assim?
    Parafaseando Richard Bach, "Morte é um lugar que não existe".
    Beijos imortais.

    ResponderEliminar
  36. Patty00:19

    OI Luma...ué...cade akele post novo q eu via aqui a cada manhã???
    Pelo visto ta sem tempo né...eu entendo...rs...bjinhus...

    ResponderEliminar
  37. Mônica00:20

    Esta síndrome do olho seco reacendeu em vc muita sensibilidade,tanta coisa linda aí dentro !E o melhor vc voltou ...

    ResponderEliminar
  38. Bhya00:20

    Aproveitar a vida aprendendo e ensinando, dando valor a cada momento sejam eles tristes ou alegres, mas que neles haja alguma lição, lição de vida. bjus e tenha uma semana bem legal.

    ResponderEliminar
  39. Chinezinha00:20

    Nossa que estranho... naum consegui ler direito o teu post pois os teus acentos aparecem em forma de símbola aqui, e mistura tudo... (todos eles)... naum sei dizer se só eu tô vendo os teus textos assim.. enfim, aproveito entaum para desejar uma semana excelente..
    beijaoooo

    ResponderEliminar
  40. Viva00:23

    Tesco, tua conclusão nao deixa de ter um certo humor. Morrer não é ruim(desde que de forma indolor). O pior e prá quem fica...

    ResponderEliminar
  41. Marcos Penha00:24

    Luma, aproveito o tempo e seu valioso espaço para lembrar do aniversário, hoje, do mestre Chico Anysio, que completa 74 anos de vida bem vividos.
    Muitas felicidades para todos.
    Marcos Penha
    marcospenha97@hotmail.com

    ResponderEliminar
  42. July00:26

    Olá Luma Querida!!!
    Fazia um tempinho que não entrava aqui...
    E não quem e nem quando puxaram sua orelha no NPN. Muito obrigada por estar na sua lista vip de amigos NPN.
    Sobre o post, eu tenho um pensamento : aproveite cada segundo da vida, brigue pelo seu ponto de vista, mas nunca deixe de falar com alguém por causa disso, ainda mais se for alguém querido, pq às vezes nos arrependemos tarde demais para falar com esse alguém novamente.
    Beijo!!!

    ResponderEliminar
  43. Denise00:26

    Belas e verdadeiras palavras.

    ResponderEliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual.

...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

PlagSpotter - duplicate content checker tool
Licença Creative Commonsget click

Algumas coisas não têm preço


finalista the weblog awards 2005finalista the weblog awards 2006
finalista the weblog awards 2007weblogawards 2008
Verificar conteúdo duplicado

Me leve com você...

Leia o luz no seu celular

Copyright  © 2014 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial- Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License . Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor